Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/17109
Title: Expressão imuno-histoquímica das proteínas MMP-9, VEGF e FVW em lesões centrais e periféricas de células gigantes
Authors: Matos, Felipe Rodrigo de
Keywords: Lesão periférica de células gigantes;Lesão central de células gigantes;Imuno-histoquímica;MMP-9;VEGF;Peripheral giant cell lesion;Central giant cell lesion;Immunohistochemistry;MMP-9;VEGF
Issue Date: 12-Feb-2010
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: MATOS, Felipe Rodrigo de. Expressão imuno-histoquímica das proteínas MMP-9, VEGF e FVW em lesões centrais e periféricas de células gigantes. 2010. 104 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.
Portuguese Abstract: Lesões centrais (LCCG) e periféricas de células gigantes (LPCG) dos maxilares possuem um comportamento clínico distinto, embora compartilhem características histopatológicas semelhantes. Ainda é obscuro se essas diferenças clínicas são apoiadas por um padrão distinto de imunoexpressã o de marcadores para células gigantes multinucleadas (CG) e mononucleadas (CM). O escopo do presente trabalho foi realizar um estudo imuno-histoquímico comparativo, analisando quantitativamente células gigantes multinucleadas e mononucleadas imunorreativas à MMP-9 e ao VEGF e mensurar a vascularização através do FvW para verificar se há ou não diferenças de expressão desses biomarcadores entre as LCCG e LPCG. Foram selecionados 20 casos de LCCG e 20 de LPCG emblocados em parafina. Constatou-se diferença significativa (p<0.05) em relação à imunorreatividade na CM para MMP-9 e VEGF nas LPCG, sendo a MMP-9 mais expressa. O VEGF foi mais expresso nas CM das LCCG em relação às LPCG (p<0.05), assim como sua expressão global (p<0.05). A MMP-9 apresentou uma tendência maior de expressão nas LCCG, embora não significativa estatisticamente (p>0.05). Na mensuração dos vasos através da contagem microvascular (MVC), verificou-se maior MVC nas LPCG do que nas LCCG (p<0.05). Testou-se correlação entre as proteínas estudadas em cada grupo de lesões e constatou-se uma correlação negativa significativa entre VEGF e FvW nas LCCG (p<0.05). Diante dos achados deste estudo, observa-se que há diferença na expressão do VEGF nas CM, bem como na expressão global entre as lesões. Observou-se uma tendência na maior expressão da MMP-9 nas LCCG, embora não significativa estatisticamente. Dessa forma, sugere-se que a maior expressão de ambas as proteínas nas LCCG esteja mais relacionada possivelmente com a osteoclastogênese. Adicionalmente, os resultados do presente estudo apontam um maior grau de vascularização nas LPCG quando comparadas com as LCCG, fato este que pode estar relacionado diretamente com a natureza reacional das primeiras, em que o processo inflamatório com sua rica angiogênese contribui sobremaneira para estes achados.
Abstract: Central giant cell lesion (CGCL) and peripheral giant cell lesion (PGCL) of the jaws have a distinct clinical behavior, although they share histopathologic features. It is still unclear whether these clinical differences are supported by a distinct pattern of immunoexpression of markers for multinucleated giant cells (GC) and mononuclear cells (MC). The purpose of this study was to compare the immunohistochemical expression of VEGF, MMP-9 in CG and MC and measure the vascularization by vWF to check whether there are differences in expression of these biomarkers between CGCL and PGCL. Paraffin wax blocks of 20 cases of LCCG and 20 LPCG were retrieved. MMP-9 immunoreactivity was greater in the CM of PGCL compared to VEGF (p<0.05). VEGF expression was greater in the CM of CGCL compared to PGCL (p<0.05) and it was greater in the overall expression of CGCL compared to PGCL (p<0.05). Vascularity was quantified by microvascular counting (MVC). MVC was greater in the PGCL compared CGCL (p<0.05). MMP-9 showed a greater tendency of expression in CGCL, though was not significant (p>0.05). We tested correlation between the proteins studied in each group and found a significant negative correlation between VEGF and vWF in CGCL (p<0.05). These results suggest that there are differences in the expression of VEGF in CM and overall expression between the lesions, although no statistically significant difference in the overall expression of the MMP-9. Then, there was a trend in increased expression of MMP-9 and VEGF in CGCL, possibly by the involvement of both proteins in osteoclastogenesis. Additionally, the results of this study indicate a higher degree of vascularization in PGCL compared to CGCL, fact that can be directly linked to the reactive nature of the PGCL, where the inflammatory process with its rich angiogenesis contributes significantly to these findings.
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/17109
Appears in Collections:PPGPO- Mestrado em Patologia Oral

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FelipeRM.pdf2,89 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.