Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17137
Title: Expressão imuno-histoquimica da cicloxigenase-2 e p53 em cancinoma epidermóide oral
Authors: Goulart Filho, João Augusto Vianna
Keywords: Cicloxigenase-2, p53, carcinoma epidermóide oral, gradação histológica de malignidade imuno-histoquímica;Cyclooxigenase-2, p53, oral squamous cell carcinoma, histological grading of malignancy, immunohistochemistry
Issue Date: 17-Feb-2006
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: GOULART FILHO, João Augusto Vianna. Expressão imuno-histoquimica da cicloxigenase-2 e p53 em cancinoma epidermóide oral. 2006. 145 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2006.
Abstract: Squamous cell carcinoma is the most common malignant neoplasm in the oral cavity, accounting for more than 90% of all malignancies in this location. Cyclooxygenases (COX s) are key enzymes on arachidonic acid metabolism and prostaglandin synthesis, being expressed basically in two forms: the constitutive (COX-1) and the inducible (COX-2). Increased levels on the expression of COX-2 have been implicated in the pathogenesis tumor progression of various forms of human cancer, including oral squamous cell carcinoma, some of what suggesting a possible interaction between COX-2 and the protein expressed by the tumor suppressor gene p53, mutated in more than 50% of all human cancers. The mean of the present research consisted in analyze the correlation between the expression of COX-2 and p53, at the protein level, as well as evaluate the difference on the expression of these two proteins with the histological grading of malignancy. 34 cases of oral squamous cell carcinoma were selected and graded according to the histological grading system proposed by Bryne (1998) and the labeling indexes (LI s) for COX-2 and p53 evaluated using immunohistochemistry method. The results revealed that COX-2 was expressed in increased levels in most of the specimens, although there was no statistic significant correlation between LI s from COX-2 and p53 (p>0.05), and there were no statistical differences on the expression of these proteins between tumors of high and low grade of malignancy (p>0.05). Interestingly, the expression of COX-2 and p53 was detected in fragments of dysplastic oral epithelium adjacent to tumor areas, on basal and suprabasal layers. The absence of statistical correlation between the expression of COX-2 and p53 proteins do not rule ot the existence of a relation between them, were it may reflect the diversity of regulatory pathways between both, different direct and indirect inhibitory effects of COX-2 over p53, as well as the wide range of activation macheenisms for COX-2 and mutational status of the p53 gene Another conclusion point that the increased expression of COX-2 observed in oral squamous cell carcinomas suggest a role for this protein in the processes of pathogenesis and tumoral evolution of this malignant neoplasm
Portuguese Abstract: O carcinoma epidermóide é a neoplasia maligna mais comum na cavidade oral, representando mais de 90% das malignidades nesta localização. As cicloxigenases (COX s) são enzimas chave no metabolismo do ácido aracdônico e síntese de prostaglandinas, sendo expressas basicamente sob duas formas: uma constitutiva (COX-1) e uma induzida (COX-2). Níveis elevados na expressão da COX-2 têm sido implicados na patogênese e progressão tumoral em diversos tipos de câncer em humanos, incluindo o carcinoma epidermóide oral, alguns dos quais sugerindo uma possível interação entre a COX-2 e a proteína expressa pelo gene supressor tumoral p53, mutado em mais de 50% de todos cânceres humanos. O propósito da presente pesquisa consistiu em analisar a correlação entre a expressão de COX-2 e p53, em nível de proteína, bem como avaliar a diferença na expressão destas duas proteínas em relação ao grau histológico de malignidade. Para tal, foram selecionados 34 casos de carcinoma epidermóide oral, os quais foram classificados de acordo com o sistema de gradação histológica de malignidade proposto por Bryne (1998) e cujos índices de positividade para COX-2 e p53 foram avaliados através da técnica imuno-histoquímica. O resultados revelaram que a COX-2 esteve expressa em níveis elevados na maior parte dos espécimes analisados, embora não se tenha verificado correlação estatisticamente significativa entre os IP s da COX-2 e da p53 (p>0,05), tampouco diferença estatisticamente significativa entre a expressão destas proteínas entre tumores de alto e baixo grau de malignidade (p>0,05). Interessantemente, foi detectada a expressão da COX-2 e da p53 em fragmentos de epitélio oral displásico, nas camadas basal e parabasal, adjacentes ao tumor. A ausência de correlação estatística entre a expressão das proteínas COX-2 e p53 não descarta a existência de uma relação entre as mesmas, podendo refletir a diversidade de vias regulatórias entre ambas, os diferentes efeitos inibitórios diretos e indiretos da COX-2 sobre a p53, bem como os inúmeros mecanismos de ativação da COX-2 e o estado mutacional do gene p53. Conclui-se ainda que a elevada expressão da COX-2 observada em carcinomas epidermóides orais sugere um papel desta proteína dentro dos processos de patogênese e evolução tumoral desta neoplasia maligna
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/17137
Appears in Collections:PPGPO- Mestrado em Patologia Oral

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JoaoAVGF.pdf1,38 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.