Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17160
Title: Expressão imuno-histoquimica de proteínas relacionadas com a reabsorção óssea em carcinoma epidermoide de palato duro e língua
Authors: Barreto, Alessandra Oliveira
Keywords: Carcinoma epidermóide. Invasão óssea. RANK/RNKL/OPG. IL-6
Issue Date: 1-Jul-2013
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: BARRETO, Alessandra Oliveira. Expressão imuno-histoquimica de proteínas relacionadas com a reabsorção óssea em carcinoma epidermoide de palato duro e língua. 2013. 158 f. Tese (Doutorado em Odontologia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
Portuguese Abstract: O carcinoma epidermóide oral (CEO) apresenta uma tendência marcante de invadir o osso quando localizado em palato duro e rebordo. O mecanismo preciso desta invasão permanece incompletamente descrito, apesar de sugerirem na literatura que a destruição óssea, invasão e metástase seja mediada por osteoclastos e não diretamente por células do carcinoma. As moléculas RANK/RANKL /OPG são fundamentais na oesteoclastogênese, assim como a IL-6 que regula suas expressões. O objetivo desta pesquisa foi avaliar a expressão imuno-histoquímica de fatores de reabsorção óssea (RANKL e OPG) e da citocina (IL-6) no carcinoma epidermóide de palato duro (com invasão óssea) e língua (sem invasão óssea), correlacionando-as com os parâmetros clinicopatológicos e prognósticos. A amostra foi constituída por 30 carcinomas epidermóides com invasão óssea (localizados no palato) e 31 sem invasão óssea (localizados na língua). Foram avaliados a intensidade e a média das células tumorais, estromais e inflamatórias imunomarcadas para os anticorpos anti-RANKL, anti-OPG e anti-IL-6, no front de invasão e no centro tumoral. O escore (s) da imunorreatividade das células foi estabelecido através da multiplicação do percentual de células positivas (P) pelo valor da intensidade da marcação (I) (S = P x I), em cinco campos (400×). A análise da expressão da proteína RANKL foi significativamente mais expressa (p=0,002) nas células inflamatórias, com tendência há uma maior expressão nas células dos carcinomas epidermóides do palato duro. Entre os parâmetros clinicopatológicos foi observado associação do RANKL com o pior prognóstico, com significância estatística apenas para o estágio avançado do tumor (p= 0,033). A OPG demonstrou fraca expressão tanto nos casos de língua (0,77 ±1,85) quanto de palato duro (1,32 ± 2,48), com ausência de significância estatística (p>0,05). Em relação aos parâmetros clinicopatológicos a OPG apresentou tendência de associação com o pior prognóstico, com associação estatística significante para o óbito (p=0,048) e invasão perivascular (p=0,047). A IL-6 foi significantemente mais expressa (p<0,001) em células tumorais e inflamatórias nos carcinomas epidermóides de palato duro. E dentre os parâmetros clinicopatológicos, a IL-6 apresentou tendência de associação com o bom prognóstico, com diferença estatística para a ausência de metástase e as células tumorais (p = 0,020), estromais (p = 0,027) e inflamatórias (p = 0,017). Com base nos resultados pode-se concluir que a IL-6 pode ser utilizada como um marcador do carcinoma epidermóide oral com invasão óssea, e que a relação RANKL/OPG está alterada no carcinoma epidermóide oral
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/17160
Appears in Collections:PPGPO- Doutorado em Patologia Oral

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AlessandraOB_TESE.pdf2,78 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.