Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17198
Title: Distribuição diária do comportamento da mosca da fruta Anastrepha zenildae Zucchi, (Diptera: Tephritidae) em laboratório.
Authors: Almeida, Lúcia Maria de
Keywords: Mosca da fruta;Comportamento animal;Cronobiologia
Issue Date: 15-Feb-2008
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ALMEIDA, Lúcia Maria de. Distribuição diária do comportamento da mosca da fruta Anastrepha zenildae Zucchi, (Diptera: Tephritidae) em laboratório.. 2008. 95 f. Tese (Doutorado em Estudos de Comportamento; Psicologia Fisiológica) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2008.
Portuguese Abstract: O estudo dos aspectos comportamentais de Anastrepha zenildae associados aos aspectos da biologia geral dos tefritídeos, pode favorecer os programas de monitoramento e controle dessa mosca-da-fruta de importância econômica e bastante presente no estado do Rio Grande do Norte. Para caracterizar o perfil da atividade diária de A. zenildae foram estudados os comportamentos de descanso, locomoção, alimentação, limpeza, corte, cópula e oviposição de animais mantidos em ciclo claro/escuro 12:12h (750:<1 lux), com temperatura controlada (26±2 °C). As observações foram feitas em grupos de 16 machos e 16 fêmeas por geração (parental a F5) durante três dias consecutivos para cada geração, sendo registrado freqüência e horário de ocorrência utilizando técnica varredura, em janelas de 15 minutos a cada hora com registro a cada minuto. Os comportamentos de corte, cópula e oviposição foram observados pela técnica de todas as ocorrências , registrando-se freqüência, horário e duração. O descanso foi mais freqüente e os machos descansaram mais que as fêmeas. A locomoção foi mais evidente na primeira metade da fase de claro e as fêmeas se locomoveram mais que os machos. Os comportamentos de limpeza e alimentação foram mais freqüentes na segunda metade da fase de claro em ambos os sexos, com as fêmeas alimentando-se mais que os machos. Os machos agruparam-se em leks com comportamento de corte caracterizado pela vibração de asa e liberação de feromônio. A corte ocorreu com maior freqüência 4 a 7 horas após o acender das luzes (81,9%) e a cópula 6 horas após acender das luzes. O tempo médio de cópula foi de 58,1±40,4 min, com tentativas de cópula dentro e fora do lek e comportamento agressivo entre os machos no lek. O comportamento de oviposição foi similar ao descrito para outras espécies do gênero, com pico entre 2 e 3 horas após o acender das luzes e duração média de 43,7±34,8 segundos e tamanho da postura variando de 2 a 5 ovos. De acordo com resultados, o comportamento sexual em A. zenildae difere temporalmente de outras espécies simpátricas do gênero, favorecendo o isolamento reprodutivo, bem como a utilização de recursos como substrato para oviposição.
Abstract: The knowledge of Anastrepha zenildae behavioral aspects combined with the biology of Tephritidae may contribute to monitoring and control programs of this fruit fly that is considered as economically important to the Rio Grande do Norte state. In order to characterize the daily activity profile of this species, we studied the behaviors of resting, locomotion, feeding, cleaning, courtship, copulation and oviposition of animals submitted to an artificial 12:12h light-dark cycle (750:1lux) with controlled temperature (26±2 °C). The observations were made with groups of 16 males and 16 females during 3 consecutive days each generation from parental to F5. Resting, locomotion, feeding and cleaning data were recorded as frequency and time of occurrence by scanning technique in 15 minutes windows per hour, with a record each minute. Courtship, copulation and oviposition were recorded as frequency, time of occurrence and duration by al occurrences technique. Resting was the most frequent behavior with males resting more than females. Locomotion was more evident in the first half of the ligh phase with higher values in females. Cleaning and feeding behaviors were more frequent in the second half of the light phase for both sexes with females eating more frequently than males. During the courtship, males were grouped in lek formations showing wings vibration and pheromone liberation. Courtship occurred more frequently 4 to 7 h after lights on (81,9%) with copulations being more frequent 6 h after lights on with a mean duration of 58,1±40,4 min. Copulation attempts were observed in males inside and outside the lek with aggressive behavior being observed only between males in the lek. Oviposition behavior was similar to that described for other species of the genus with a peak of this activity 2-3 h after the lights on, mean duration of 43, 7±34, 8 sec and 2 to 5 eggs by event. According to the results, sexual behavior of A. zenildae is temporally different of other sympatric species of the genus, being favorable to the reproductive isolation as well as the use of resources as oviposition substrate.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17198
Appears in Collections:PPGPSICO - Doutorado em Psicobiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LuciaMA.pdf2.15 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.