Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17200
Title: A cooperação em crianças de rede pública de Natal/RN:uma abordagem evolucionista
Authors: Alencar, Anuska Irene de
Keywords: Comportamento cooperativo;Teoria do jogos;Bens públicos;Dilema dos comuns;Game theory;Commom pool;Public goods;Children
Issue Date: 6-Mar-2008
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ALENCAR, Anuska Irene de. A cooperação em crianças de rede pública de Natal/RN:uma abordagem evolucionista. 2008. 149 f. Tese (Doutorado em Estudos de Comportamento; Psicologia Fisiológica) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2008.
Portuguese Abstract: A cooperação é um comportamento bastante difundido e estimulado em todas as culturas. Provavelmente pressões seletivas trouxeram vantagens para indivíduos que cooperavam, e por essa razão, esse comportamento está presente nas sociedades humanas. Muito do que se estuda sobre cooperação e seleção natural foi compreendida utilizando a teoria dos jogos, uma abordagem matemática que ajuda compreender o conflito e a cooperação. Acreditamos a seleção natural e a teoria dos jogos podem nos ajudar a compreender esses comportamentos e escrevemos dois dois artigos teóricos abordando essa idéia. Verificamos também, que muito dos achados sobre cooperação foram realizados com adultos. Pelo fato da teoria dos jogos ser eficaz para compreender esse fenômeno, e de fácil aplicação e compreensão, utilizamos dois jogos em crianças de 5 a 11 anos de idade: o jogo da terra dos comuns e o dos bens públicos. Os achados estão relatados em quatro artigos empíricos. Neles verificamos que as crianças respondem aos dilemas sociais da teoria dos jogos de forma semelhante aos adultos. Elas ajustam as jogadas em função do retorno que obtém dos companheiros; são cooperativas no início e reduzem a cooperação ao longo das sessões; na ausência de punição o nível de oportunismo aumentou, principalmente nos grupos grandes; meninos e meninas se comportam de forma diferente na de realizar as doações. O conjunto deste trabalho sugere que a cooperação tem uma base evolutiva em humanos e que ela está presente desde cedo nos padrões apresentados pelos adultos
Abstract: Cooperation is a well known behavior and influenced by all cultures. Probably selective pressures brought advantages to individuals that cooperate, and then this behavior is current in human societies. Most of it is studied about cooperation and natural selection was understood by the game theory, a mathematical approach that helps to understand the conflict and cooperation. We believe that natural selection and game theory could facilitate understanding these behaviors and two theoretical articles were written regarding this view. It was also found that most of data about cooperation was obtained in (with) adults. Since game theory is effective to understand this phenomenon, and to be used and understood, two games were used with five and eleven year old children: the common pool and public goods games. The results are presented in four empirical articles. We found that children respond to social dilemmas of game theory like the adults do. They adjust their rounds regarding the feedback obtained of their partness; in the beginning they cooperate and reduce the degree of cooperation along (throughout) the following session; in the absence of punition the level of opportunism increased, mainly in larger groups; boys and girls behave differently when donate. This research suggest that cooperation has an evolutionary basis in human and it is since earlier in the behavioral pattern shown by adults.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17200
Appears in Collections:PPGPSICO - Doutorado em Psicobiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AnuskaIA.pdf770,26 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.