Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/17379
Title: Estilos de aprendizagem sob a ótica da Psicologia Evolucionista
Authors: Leitão, Monique Bezerra Paz
Keywords: Psicologia evolucionista;Estilos de aprendizagem;Escolha profissional;Gênero;Adolescentes;Evolutionary Psychology;Learning styles;Professional interests;Gender;Adolescents
Issue Date: 31-Oct-2006
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: LEITÃO, Monique Bezerra Paz. Estilos de aprendizagem sob a ótica da Psicologia Evolucionista. 2006. 108 f. Dissertação (Mestrado em Estudos de Comportamento; Psicologia Fisiológica) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2006.
Portuguese Abstract: Dentre várias concepções de aprendizagem, a Teoria da Aprendizagem Experiencial de David Kolb propõe quatro diferentes estilos de aprendizagem: divergente, caracterizado pela orientação para pessoas e visão por distintas perspectivas; assimilador, ligado a idéias e conceitos abstratos e à construção de teorias; convergente, exímio em lidar com questões técnicas e resolver problemas; e acomodador, bom em operacionalizar planos e assumir riscos. Interessantes correlações têm sido apontadas entre os estilos propostos por Kolb, carreiras profissionais e gênero. Também são amplamente conhecidas as diferenças sexuais em comportamentos, habilidades cognitivas específicas e interesses, tendo a psicologia evolucionista proposto que estas são decorrentes de distintas pressões seletivas que atuaram sobre cada gênero. O objetivo deste trabalho foi investigar estilos de aprendizagem em adolescentes e suas correlações com os interesses escolares, profissionais e suas escolhas profissionais, analisando também tais variáveis em função do gênero. Foram pesquisados 221 estudantes do 3º ano do ensino médio (rede pública e privada), sendo investigados, por meio de questionários, os interesses por disciplinas escolares, atividades profissionais e a escolha profissional ao fim do ano. O Inventário de Estilo de Aprendizagem indicou estilo de aprendizagem do indivíduo. Resultados apontaram uma concentração dos adolescentes entre os estilos voltados para a reflexão, e predominância do sexo feminino no estilo divergente e do masculino no estilo assimilador. Nos interesses escolares e profissionais da amostra, houve correlações entre estilos ligados ao campo abstrato, disciplinas exatas e atividades técnicas. Os sujeitos do sexo feminino preferiram as disciplinas de línguas e atividades com pessoas do que os do sexo masculino, que preferiram as disciplinas exatas e atividades técnicas. Nos cursos das áreas exatas e engenharias houve mais inscritos do sexo masculino e nos cursos das ciências humanas e sociais aplicadas mais do sexo feminino. As correlações encontradas entre estilos e interesses escolares e profissionais corroboraram as proposições de Kolb e as associações destas variáveis com gênero são apoiadas pela psicologia evolucionista
Abstract: Among a variety of learning conceptions, David Kolb´s Experiential Learning Theory proposes four different learning styles: diverging, characterized by orientation towards people and multi-perspective vision; assimilating, concerned with ideas and abstract concepts as well as theory formulation; converging, expert in dealing with technical tasks and problem solving; and accommodating, risk taker and good at getting things done. Interesting correlations have been pointed out between Kolb s learning styles, professional careers and genders. With respect to behaviors, specific cognitive skills and interests, sex differences are widely known, and explained by Evolutionary Psychology as the result of distinct selective pressures acting on each gender. The aim of this research was to assess adolescents learning styles and their relation with interests on school and career choices, analyzing possible gender differences. We distributed questionnaires to 221 senior high school students to research their preferences for school disciplines, professional activities and career choices. The Learning Style Inventory specified the learning style of each individual. Our results showed a high frequency of reflective styles, with predominance of females as diverging and males as assimilating. Concerning school and professional interests, there were correlations between styles oriented towards the abstract and technical interests. Moreover, females preferred disciplines related to languages and interpersonal activities while males preferred disciplines related to science and technical activities. There were more males in exact science and engineering careers, and more females in social science and applied social science. Correlations found between learning styles, school and professional interests corroborate Kolb´s propositions, and the findings about gender differences are supported by Evolutionary Psychology theories
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17379
Appears in Collections:PPGPSICO - Mestrado em Psicobiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MoniqueBPL.pdf602,11 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.