Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17457
Título: O sintoma na psicanálise e na psicopedagogia: do que se trata?
Autor(es): Maia, Aline Borba
Palavras-chave: Sintoma;Psicanálise;Psicanálise;Psicopedagogia;Crianças;Symptom;Psychoanalysis;Psychopedagogy;Child
Data do documento: 4-Abr-2010
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MAIA, Aline Borba. O sintoma na psicanálise e na psicopedagogia: do que se trata?. 2010. 122 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.
Resumo: This paper aims to discuss the concept of symptom in psychopedagogy and psychoanalysis, drawing the consequences for the direction of treatment for each of these fields. Learning Problems has been the name given by various fields of knowledge to what does not happen as expected in the learning process. To address these problems several professionals are called upon. Faced with this demand a new field of knowledge is created: the psycho-pedagogy. In Brazil, it is established as a field of work and research from the contributions of Alicia Fernández. This author, supported by the work of French philosopher and educator Sara Paín, takes the concept of Freudian-Lacanian symptom as a fundamental concept to read the so-called "learning problems". Given this one must question whether the concept of symptom Fernandez is really the same as psychoanalysis. Are they the same? If yes, how to sustain as different fields? If not, what are consequences for the direction of treatment for each of these fields? For this study, the theoretical works of Alicia Fernández and Sara Pain were read aiming to clarify the concept of symptom in psychopedagogy. To discuss the psychoanalytic concept of symptom we turned to the texts of Freud, Lacan and commentators in which this issue is discussed. The results show that Pain and Fernandez seek psychoanalysis as a theory to be coupled with others to solve the learning problems. The concept of symptom as a return of the repressed and as an indicator of a sense to be found in the history of the subject is similar to the psychoanalytical one, however, in psychopedagogy other fields of knowledge and techniques are used as reference and these are sometimes incompatible with the concept of symptom presented. The use of psychological tests for the diagnosis, the idea of transference without the notion of subject supposed to know and the proposed treatment are indications of a different treatment approach from what the ethics of psychoanalysis proposes
metadata.dc.description.resumo: Esse trabalho visa discutir a concepção de sintoma na psicopedagogia e na psicanálise, extraindo as conseqüências para a direção do tratamento em cada um desses campos. Problemas de aprendizagem tem sido o nome dado por diversas áreas do conhecimento ao que, na escola, não coincide com o esperado. Para tratar desses problemas vários profissionais são convocados. Diante dessa demanda surge um novo campo de saber: a psicopedagogia. No Brasil, se estabelece como campo de trabalho e pesquisa a partir das contribuições da psicopedagoga argentina Alicia Fernández. Esta autora, respaldada pelos trabalhos da filósofa e educadora francesa Sara Paín, toma a concepção freudo-lacaniana de sintoma como um conceito fundamental para ler os chamados problemas de aprendizagem . Diante disso cabe questionar se a concepção de sintoma de Fernández é realmente a mesma da psicanálise. Trata-se do mesmo? Se sim, como justificar campos diferentes? Se não, quais as conseqüências para a direção do tratamento em cada um desses campos? Para tanto realizamos um estudo teórico das obras de Alicia Fernandéz e Sara Paín, buscando esclarecer o conceito de sintoma na psicopedagogia. Para discutir como o conceito psicanalítico de sintoma foi tomado pelas duas autoras, recorremos aos textos de Freud, Lacan e comentadores nos quais esse tema é discutido de modo privilegiado. Os resultados encontrados evidenciam que Paín e Fernández buscam a psicanálise como uma teoria a ser somada com outras para a solução dos problemas de aprendizagem. Utilizando o conceito de sintoma como retorno do recalcado e como indicador de um sentido a ser encontrado na história do sujeito se aproximam da psicanálise, no entanto, na psicopedagogia outros campos de saber e técnicas são tomadas como referência e estas são, por vezes, incompatíveis com o conceito de sintoma apresentado. A utilização de testes psicológicos visando o diagnóstico, o lugar que o terapeuta se coloca visando estabelecer uma transferência sem o suposto saber do paciente e as propostas de tratamento que são indicadas apontam para uma direção do tratamento diferente da ética da psicanálise
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/17457
Aparece nas coleções:PPGPSI - Mestrado em Psicologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AlineBM_DISSERT.pdf317,92 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.