Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17917
Title: As faces e os disfarces da informalidade no capitalismo contemporâneo: um estudo do comércio de rua em Pau dos Ferros/RN
Authors: Silva, Franciclézia de Sousa Barreto
Keywords: Acumulação capitalista. Comércio de rua. Informalidade. Precarização;Capital Accumulation. Street Trading. Informality. Precariousness
Issue Date: 31-Aug-2011
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Franciclézia de Sousa Barreto. As faces e os disfarces da informalidade no capitalismo contemporâneo: um estudo do comércio de rua em Pau dos Ferros/RN. 2011. 237 f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social, Formação Profissional, Trabalho e Proteção Social; Serviço Social, Cultura e Relaçõe) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
Abstract: This paper discusses the expression of informality in contemporary capitalism. Thematic of relevance to the analysis of the reality of work today and the logic that moves the capital, its real presence in the lives of individuals. The street trading of Pau dos Ferros town, popularly known as "street market" was chosen as the search space. The main objective is to seize and examine the articulations and logic, present in the configuration of the street trading of this city, located in the state of Rio Grande do Norte, explaining the functionality of informality for capitalist accumulation, but also for the reproduction of segments of the working class. Our analysis is based in the perspective of totality, trying to grasp the historical determinations of the phenomenon in focus. It includes the analysis of the mechanisms used by the capital to reproduce itself in the current historical context, which has been implicated in the composition of the labor markets of different countries and in various forms of exploitation to which workers in general are subject. It also means discussing the development of capitalism in Brazil, the logic that permeates its dependence, and especially the use of over-exploitation of labor, as a lever for internal accumulation. The course of investigation consisted of theoretical research to form the basis of theoretical and methodological analysis and to outline the context in which our research object is inserted, and field research conducted in two phases: systematic observation, which allowed to map traders features and the infrastructure of commerce, and the conduction of interviews with key informants. The material collected was scrutinized according to analytical scheme inspired by the content analysis. Among the main considerations developed from the research process we include: the street trading of Pau dos Ferros remains shrouded in the majority sale of agricultural products, this demonstrates the structural characteristics of the region. However, the supply of this product is no longer restricted to the excess of small local producers. The presence of the dealer changed the distribution of the product, streamlining it. In parallel, business practices are developed, practices in which traded goods (industrial) reflect the moment of capitalist restoration, a larger business network. The reflections also made it possible to show that street trading follows developing on the basis of informal work, which gains functionality to the system, as it is configured as a space commonly used to drain part of the production, of industries (clothing/shoes), especially if the distribution is considered as an essential element of the complex process that aims at capital appreciation. This activity has been functioning as a place of employment and income generation for the subjects who are away from formal employment, masking, this way, unemployment, moreover, they allow them to continue as consumers. Such expressions reflect the ability and the logic of capital to expand and aggregate into so many realities. It is underway today, the logic that has led many workers to join the project of domination of capital, by the illusory chance to become capitalists. The aim has been to turn the subject into a consumer and the worker an enterprising
Portuguese Abstract: Este trabalho discute as expressões da informalidade no capitalismo contemporâneo. Temática de relevância para a análise da realidade do trabalho, hoje, e da lógica que move o capital, sua presença real na vida dos indivíduos. O comércio de rua da cidade de Pau dos Ferros, conhecido popularmente como feira livre , foi escolhido como espaço da pesquisa. O objetivo central é apreender e analisar as articulações e as lógicas, presentes na configuração do comércio de rua desta cidade, situada no estado do Rio grande do Norte, explicitando a funcionalidade da informalidade para a acumulação capitalista, mas também para a reprodução de segmentos da classe trabalhadora. Assentamos nossa análise na perspectiva da totalidade, na tentativa de apreender as determinações históricas do fenômeno em foco. Compreende a análise dos mecanismos utilizados pelo capital para se reproduzir no atual contexto histórico, que tem implicado na composição dos mercados de trabalho dos diversos países, e nas diversas formas de exploração a que os trabalhadores de um modo geral estão submetidos. Implica, igualmente, na discussão do desenvolvimento do capitalismo em solo brasileiro, da lógica que permeia sua dependência e, principalmente, do recurso à superexploração do trabalho, como alavanca para a acumulação interna. O percurso da investigação compreendeu pesquisa teórica para constituir as bases de análise teórico-metodológica e delinear o contexto no qual se circunscreve nosso objeto de pesquisa, além de pesquisa de campo, realizada em duas fases: observação sistemática, que possibilitou mapear características dos comerciantes e da infraestrutura do comércio, e a realização de entrevistas com informantes chaves. O material recolhido foi perscrutado com base em esquema analítico inspirado da análise de conteúdo. Dentre as principais considerações elaboradas a partir do processo de pesquisa, destacamos: o comércio de rua de Pau dos Ferros permanece envolto na venda majoritária de produtos agropecuários, isso demonstra as características estruturais da região. Todavia, a oferta desse produto não mais se restringe ao excedente do pequeno produtor local. A presença do revendedor alterou a distribuição desse produto, dinamizando-a. Em paralelo, se desenvolvem práticas comerciais, cujas mercadorias negociadas (industrializados) refletem o momento de restauração capitalista, uma rede comercial mais ampla. As reflexões possibilitaram, ainda, evidenciar que o comércio de rua segue se desenvolvendo na base do trabalho informal, o qual ganha funcionalidade para o sistema, na medida em que se configura como um espaço comumente utilizado para escoar parte da produção das indústrias (confecção/calçados), sobretudo, se considerada a distribuição como elemento essencial do processo complexo que objetiva à valorização do capital. Esta atividade vem funcionando como espaço gerador de ocupação e renda para os sujeitos descartados dos empregos formais, mascarando com isto o desemprego, ademais, elas lhes permitem continuar quanto consumidores. Tais expressões refletem a capacidade e a lógica do capital de se expandir e se agregar em realidades tão diversas. Está em curso, hoje, a lógica que tem conduzido muitos trabalhadores à adesão ao projeto de dominação do capital, pela ilusória possibilidade de se tornarem capitalistas. O objetivo tem sido transformar o sujeito em consumidor, e o trabalhador num empreendedor
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/17917
Appears in Collections:PPGSS - Mestrado em Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FrancicleziaSBS_DISSERT.pdf4,14 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.