Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18125
Título: Taxonomia de Papilionoideae (leguminosae) da Mata Atlântica do Rio Grande do Norte, Brasil
Autor(es): São-Mateus, Wallace Messias Barbosa
Palavras-chave: Fabaceae. Florística. Mata Atlântica. Taxonomia;Fabaceae. Floristics. Atlantic Forest. Taxonomy
Data do documento: 25-Mar-2013
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SÃO-MATEUS, Wallace Messias Barbosa. Taxonomia de Papilionoideae (leguminosae) da Mata Atlântica do Rio Grande do Norte, Brasil. 2013. 151 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
Resumo: Leguminosae is the third largest family of angiosperms with about 19.325 species and 727 genera, and it is pantropically distributed. Papilionoideae is the most diverse of the three legume subfamilies, with around 13.800 species (71%), 478 genera, and 28 tribes. Papilionoid legumes include herbs, shrubs, lianas or trees with pinnate, trifoliolate, unifoliolate or simple leaves, flowers frequently papilionate with descending imbricate petal aestivation, the petals highly differentiated into standard, keel, and wings, androecium usually diplostemous, and seeds without pleurogram, with conspicuous hilum, and the embryo radicle usually curved. The current study aims to carry out a taxonomic account of the Papilionoideae from Atlantic Forest remnants in Rio Grande do Norte, Brazil, across the herbaria data surveys, collections of field samples and morphological analysis of the collected specimens and/or herbaria materials. Identification key, descriptions, diagnostic characters, illustrations, and geographic distribution of the 68 species and 32 genera within the following tribes Phaseoleae (11 genera/24 species), Dalbergieae (9/20), Swartzieae (3/3), Millettieae (2/4), Sophoreae (2/2), Abreae (1/1), Crotalarieae (1/3), Desmodieae (1/7), Indigofereae (1/3), and Sesbanieae (1/1). The most species-rich genera were Desmodium Desv. (7 species), Centrosema (DC.) Benth. (5), Stylosanthes Sw. (5), Aeschynomene L. (4) and Macroptilium (Benth.) Urb. (4). Concerning to the habit, the herbaceous and shrubby has predominated with 60% (41 spp.), following by the vine and lianas with 28% (19 spp.) and the woody with only 12% (8 spp.). Thirty two species and the following genera are newly recorded for the flora of Rio Grande do Norte: Chaetocalyx, Cochliasanthus, Crotalaria, Galactia, Geoffroea, Macroptilium, Rhynchosia, Swartzia, Trischidium, and Vigna
metadata.dc.description.resumo: Leguminosae é a terceira maior família de angiospermas, apresentando cerca de 19.325 espécies e 727 gêneros e distribuição pantropical. Papilionoideae é a mais diversa das três subfamílias de leguminosas, com cerca de 13.800 espécies (71%) subordinadas a 478 gêneros e 28 tribos. É caracterizada pelo hábito herbáceo, arbustivo, lianescente ou arbóreo, folhas pinadas, trifolioladas, unifolioladas ou simples, flores frequentemente papilionadas, com as pétalas diferenciadas em estandarte, carena e alas em prefloração imbricativa descendente ou vexilar, androceu geralmente diplostêmones e sementes sem pleurograma, com hilo bem desenvolvido e embrião com radícula geralmente curvada. O presente estudo teve como objetivo realizar um estudo taxonômico das Papilionoideae ocorrentes na Mata Atlântica do Rio Grande do Norte, Brasil através do levantamento de dados de herbários, coletas de materiais em campo e análise morfológica dos espécimes coletados e/ou depositados em herbários. São apresentadas chave de identificação, descrições, caracteres diagnósticos, ilustrações e distribuição geográfica das 68 espécies e 32 gêneros distribuídos nas tribos Phaseoleae (11 gêneros/24 espécies), Dalbergieae (9/20), Swartzieae (3/3), Millettieae (2/4), Sophoreae (2/2), Abreae (1/1), Crotalarieae (1/3), Desmodieae (1/7), Indigofereae (1/3) e Sesbanieae (1/1). Os gêneros mais representativos foram Desmodium Desv. (7 espécies), Centrosema (DC.) Benth. (5), Stylosanthes Sw. (5), Aeschynomene L. (4) e Macroptilium (Benth.) Urb. (4). Quanto ao hábito, predominou o herbáceo e arbustivo com 60% (41 spp.), seguido do trepador e lianescente com 28% (19 spp.) e o arbóreo com apenas 12% (8 spp.). Neste trabalho, 32 espécies e os seguintes gêneros são registrados pela primeira vez para a flora do Rio Grande do Norte: Chaetocalyx, Cochliasanthus, Crotalaria, Galactia, Geoffroea, Macroptilium, Rhynchosia, Swartzia, Trischidium e Vigna
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/18125
Aparece nas coleções:PPGSE - Mestrado em Sistemática e Evolução

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
WallaceMBSM_DISSERT.pdf3,72 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.