Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18132
Title: Taxonomia e biogeografia da espécie politípica Herpsilochmus rufimarginatus (TEMMINCK, 1822) (Aves: THAMNOPHILIDAE)
Authors: Silva, Marcelo da
Keywords: Diversificação. Especiação. Modelagem de nicho ecológico. Conservadorismo de nicho. Reconstrução da distribuição;Diversification. Speciation. Ecological niche modeling. Niche conservatism. Reconstruction of the distribution
Issue Date: 28-Jun-2013
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Marcelo da. Taxonomia e biogeografia da espécie politípica Herpsilochmus rufimarginatus (TEMMINCK, 1822) (Aves: THAMNOPHILIDAE). 2013. 97 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
Abstract: The genus Herpsilochmus is composed mainly of cryptic species, among them is Herpsilochmus rufimarginatus, which is currently represented by four subspecies: H. r. rufimarginatus, H. r. frater, H. r. scapularis and H. r. exiguus. Differences in plumage and vocalization suggest that there are more than one species involved in this complex. Thus this and other subspecific taxa need urgent revision, the disjunct distribution of this species also allows us to infer the relationship between birds that occur in this biome and / or different centers of endemism. This study aims to make a taxonomic revision of the taxa included in the complex time Herpsilochmus rufimarginatus based on morphological, morphometric, vocals and geographical distribution of this bird. Besides creating distribution models current potential and make the reconstruction of the distribution bygone using ecological niche modeling, and testing the niche conservatism and divergence between different subspecies. Consultations for examination of the skins of specimens of the museums: Museum of Zoology, University of São Paulo (MZUSP), National Museum of Rio de Janeiro (MN) and Emilio Goeldi Museum of Pará (MPEG), and the skins deposited at the collection of Ornithological Federal University of Rio Grande do Norte (COUFRN). We studied the following measures length of specimens: exposed culmen, culmen and total culmen nostril, tarsus, wing and tail flattened. The voice analysis was performed with vocalizations banks and / or digital banks people where 17 voice parameters were measured. This information and more available in the literature were used to assemble a bunch of data under the limit distribution of taxa and generate ecological niche models. This analyzes carried out in the program Maxent, having as model selection criterion the AUC, and the models were greater than 0.80 are considered good models. Environmental data for the realization of the modeling were downloaded on the website of Worldclim. The morphometric information, vocals and geographic distribution point for the separation of these taxa to be considering various uni and multivariate analyzes. The potential distribution models performed well (AUC> 0.80), and its distribution associated with environmental characteristics of the Amazon forest and Atlantic forest (forests of south and southeast, northeast and forest). The reconstruction of the distribution indicates a possible contact between the southern part of the Atlantic forest in the northern part of the Amazon. The analysis of niche overlap showed a low overlap between taxa and comparisons between the null model and the generated overlay link probably occurring niche conservatism. The data suggest that the taxa that occur in the Amazon and Atlantic forest represent three distinct species
Portuguese Abstract: O gênero Herpsilochmus é composto principalmente por espécies crípticas, entre elas está Herpsilochmus rufimarginatus, que atualmente é representado por quatro subespécies: H. r. rufimarginatus, H. r. frater, H. r. scapularis e H. r. exiguus. Diferenças na plumagem e vocalização sugerem que existam mais de uma espécie envolvida nesse complexo. Sendo assim esse e outros táxons subespecíficos precisa de revisão urgente, a distribuição disjunta dessa espécie também possibilita inferir a relação entre essas aves que ocorrem em biomas e/ou centros de endemismos diferentes. Esse estudo tem como objetivo fazer a revisão taxonômica dos táxons hora incluídos no complexo Herpsilochmus rufimarginatus com base em caracteres morfológicos, morfométricos, vocais e distribuição geográfica dessa ave. Além criar modelos de distribuição potencial atual e fazer a reconstrução da distribuição pretérita usando modelagem de nicho ecológico, e testar o conservadorismo e divergência de nicho entre as diferentes subespécies. Foram realizadas consultas para exame das peles dos espécimes presentes nos museus: Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo (MZUSP), Museu Nacional (MN) e Museu Paraense Emilio Goeldi (MPEG), e as peles depositadas na Coleção de Ornitológica da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (COUFRN). Foram verificadas as seguintes medidas de comprimento dos espécimes: culmen exposto, culmen total e culmen narina, tarso, asa achatada e cauda. A análise vocal foi realizada com vocalizações de bancos digitais e/ou de bancos pessoas, onde foram mensurados 17 parâmetros vocais. Essas informações e mais as disponíveis em literatura serviram para montar um bando de dados sob o limite de distribuição dos táxons e gerar os modelos de nicho ecológico. As análises realizadas no programa Maxent, tendo como critério de seleção de modelo os valores de AUC, sendo os modelos que tiveram valores maiores que 0,80 são considerados bons modelos. Os dados ambientais para realização da modelagem foram baixados no site do WorldClim. As informações morfométricas, vocais e distribuição geográfica apontam para a para a separação desses táxons seja levando em consideração análises multivariadas e uni variadas. Os modelos de distribuição potencial tiveram bom desempenho (AUC > 0,80), sendo a sua distribuição associada a características ambientais da floresta Amazônica e Mata Atlântica (florestas do sul e sudeste, e floresta do nordeste). A reconstrução da distribuição aponta um possível contato entre a parte sul da Mata Atlântica com a parte norte da Amazônica. A análise de sobreposição de nicho apontou uma baixa sobreposição entre os táxons e as comparações entre modelo nulo e os gerados de sobreposição apontam provavelmente que ocorre conservadorismo de nicho. As informações sugerem que os táxons que ocorrem na Amazônia e Mata Atlântica representam três espécies distintas, sendo uma delas uma espécie não descrita
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/18132
Appears in Collections:PPGSE - Mestrado em Sistemática e Evolução

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MarceloS_DISSERT.pdf3,27 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.