Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18211
Title: Participação social e designação de espécie-bandeira: ações complementares à conservação de um parque estadual em área urbana
Other Titles: Social participation and designation of a flagship species: additional actions to maintaining a state park in an urban area
Authors: Sousa, Daisy do Carmo
Keywords: Percepção ambiental;Conservação ambiental e Participação Social;Democratização da informação;Espécie-bandeira para unidade de conservação;Environmental perception;Environmental conservation and social participation;Democratization of information;Flagship species for conservation
Issue Date: 8-Apr-2011
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SOUSA, Daisy do Carmo. Social participation and designation of a flagship species: additional actions to maintaining a state park in an urban area. 2011. 107 f. Dissertação (Mestrado em Meio Ambiente, Cultura e Desenvolvimento) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
Portuguese Abstract: Diante dos problemas ambientai enfrentados pelo planeta surgem diversas alternativas preventivas e de controle em prol do equacionamento entre o desenvolvimento e a proteção da natureza. Uma das alternativas implementadas, no Brasil, para a conservação da biodiversidade foi a criação de áreas naturais protegidas, regulamentadas pelo Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC). Este é um estudo integrado de Comunicação Social/Conservação Ambiental, que prioriza a participação social como forma complementar no processo de conservação, caso particular do Parque Estadual das Dunas do Natal, primeira Unidade de Conservação no Rio Grande do Norte, de proteção integral. Leva em consideração os papéis ambientais, e científicos do Parque, o qual abriga uma biodiversidade única, incluindo endemismo de espécie bem como o fato de estar situado em uma área urbana. Propõem-se a utilização de dois instrumentos complementares, como estratégias para a conservação. Considerando as várias experiências individuais, foi analisada a percepção da comunidade que se relaciona diretamente com o Parque. A partir desta promoveu-se a democratização da informação sobre o Parque, sua biodiversidade e conservação. Como outro instrumento de conservação, sugeriuse a utilização de uma espécie-bandeira para o Parque, ou seja, um organismo símbolo escolhido por razões ecológicas ou sociais, com a finalidade de proteger e conservar determinados ambientes naturais, a partir do entendimento e co-participação da comunidade. Nesse caso, propôs como bandeira a espécie Coleodactylus natalensis, o lagarto-do-folhiço, por ser endêmica de remanescentes de Mata Atlântica, ter o Parque como localidade tipo, ser uma das menores espécies do mundo, menor da América do Sul, dependente da sombra da floresta, sensível à ação antrópica e, portanto, muito vulnerável. Essa sugestão encontra respaldo no grau de aceitação da população que interage diretamente com o Parque, conforme resultado da avaliação de suas percepções. Constatou-se ainda nesse estudo que essa simbologia ao ser utilizada como forma de promover a democratização sobre o Parque e sua biodiversidade apresenta um resultado de identificação, curiosidade e provável envolvimento da população com as questões do Parque
Abstract: Facing environmental problems the planet appears several alternative preventive and control on behalf of the equation between development and environmental protection. One of the alternatives implemented in Brazil to conservation of biodiversity was the creation of protected natural areas regulated by the National System of Conservation Units (SNUC). This is an integrated study of the Comunication / Environmental Conservation, which prioritizes social participation as a complementary in the conservation process, the particular case of the Dunas do Natal State Park, the first conservation area in Rio Grande do Norte, for full protection. It takes into account the roles environmental, scientific and Park, which harbors a unique biodiversity, including endemic species and the fact being located in an urban area. It proposes the use of two complementary instruments, such as strategies for conservation. Considering the various individual experiences, it was analyzed the perception that the community is directly related to the Park. From this promoted the democratization of information about the park, its biodiversity and conservation. As another conservation tool, it was suggested the use of a flagship species for the park, or a body chosen symbol for environmental or social reasons, in order to protect and conserve certain natural environments, from the understanding and co -community participation. In this case, as proposed flag Coleodactylus natalensis species, the lizard-the-litter, to be endemic remnants of Atlantic Forest Park as having the type locality, be one of the smallest species of the world, South America's lowest-dependent shadow of the forest, sensitive to human action and therefore very vulnerable. This suggestion finds support in the degree of public acceptance that interacts directly with the Park, as a result of the evaluation of their perceptions. It was further observed in this study that this symbology to be used in order to promote the democratization of the Park and its biodiversity has an identification result, curiosity and probable involvement of the population with the issues of the Park
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18211
Appears in Collections:PRODEMA - Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DaisyCS_DISSERT.pdf7,11 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.