Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18225
Title: Diretrizes para conservação da espécie Mimosa Caesalpiniifolia Benth., Macaíba-RN
Other Titles: Guidelines to conservation of Mimosa caesalpiniifolia Benth. specie in Macaíba - RN, Brazil
Authors: Souza, Clarice Sales Moraes de
Keywords: Caatinga;Sabiá;Percepção ambiental;Biotecnologia vegetal;Caatinga;Sabiá;Environmental perception;Plant biotechnology
Issue Date: 10-Feb-2012
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SOUZA, Clarice Sales Moraes de. Guidelines to conservation of Mimosa caesalpiniifolia Benth. specie in Macaíba - RN, Brazil. 2012. 78 f. Dissertação (Mestrado em Meio Ambiente, Cultura e Desenvolvimento) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Portuguese Abstract: Cerca de 40% do globo terrestre está ocupado pelas florestas tropicais e subtropicais, entre as quais 42% são compreendidas pelas florestas secas, onde se inclui o Bioma Caatinga, contemplando com floresta arbórea ou arbustiva, de características xerofíticas. O estudo e a conservação da diversidade biológica da Caatinga é um dos maiores desafios da ciência brasileira, pois, estas são proporcionalmente as menos estudadas entre as áreas naturais, com grande parte do esforço científico concentrado em alguns poucos pontos em torno das principais cidades da região, e também por ser a região natural brasileira menos protegida. A degradação do meio ambiente vem aumentando cada vez mais, tendo, ao mesmo tempo, seu ritmo acelerado em decorrência da sua apropriação cada vez maior pelo homem, a fim de suprir suas necessidades imediatas ou não. Assim a conservação de espécies deveria basear-se em três princípios: os usos dos recursos naturais pela geração presente, a prevenção de desperdício e o uso dos recursos naturais para benefício da maioria dos cidadãos. Dentre as estratégias para conservação de espécies, podemos citar a conservação ex situ , na qual a conservação dos recursos genéticos pode ser realizada fora do ambiente de ocorrência natural das espécies e conservação in situ , ou seja, nos locais de ocorrência das espécies. Na conservação ex situ as coleções de germoplasma são mantidas no campo e/ou laboratórios (câmaras de conservação), e esta trata particularmente de conservar diversidade intraespecífica (variabilidade genética), as coleções ex situ são continuamente enriquecidas por atividades de coleta, introdução e intercâmbio de germoplasma, já a conservação in situ conservam-se ecossistemas e habitats, mantendo e recuperando populações nativas de espécies de interesse. Assim, o objetivo desta pesquisa é a busca de estratégias para conservação de Mimosa caesalpiniifolia B. (sabiá) utilizando instrumentos de percepção ambiental e biotecnologia vegetal, como mecanismos de conservação in situ e ex situ. Para a percepção ambiental, realizamos entrevistas abertas, semi-estruturadas e de forma qualitativa. As perguntas eram compostas por dados socioeconômicos e conhecimentos da espécie Sabiá. Para a biotecnologia vegetal, coletas de sementes de Sabiá foram realizadas em distintos locais para a formação de um banco de germoplasma. A micropropagação da espécie foi a partir de segmentos nodais de plantas provindas do matrizeiro. Com relação ao conhecimento das populações rurais ao uso da planta Sabiá ocorreram preferências a partir dos discursos que a planta possui uma madeira firma, não é atacada por cupim, é legalizada para a exploração pelo órgão ambiental federal (IBAMA), e é uma espécie da região. A pesquisa caracterizou que a população rural possui conhecimentos sobre a espécie Sabiá e que percebem que os recursos naturais estão se exaurindo. A proposta que a comunidade rural supôs foi à doação de mudas da espécie Sabiá a partir do período das chuvas, em que as mudas seriam plantadas na divisão entre os lotes, em plantios individuais. Para a formação de um banco de matrizes, a biotecnologia vegetal trouxe respostas favoráveis na produção de mudas da espécie Sabiá, com a formação de brotações e mudas vigorosas
Abstract: About 40% of the earth is occupied by tropical and subtropical forests, including 42% of dry forests, where there is Caatinga Bioma, contemplating tree forests and shrubs, with xerophytic characteristics. Study and conservations of Caatinga biologic diversity is one of the greatest challenges of Brazilian science because those are, proportionally, the less studied among natural areas, with most of the scientific effort centered in very few points around the main cities in the area and also because it is the less protected natural Brazilian area. The environmental degradation is constantly increasing and has its rhythm accelerated by the men appropriation to meet or not their own needs. Therefore, species conservation should be based in three principles: the use of natural resources by present generation, waste prevention and use of the natural resources to benefit the majority of the citizens. Among the strategies to species conservation, we can mention the ex situ conservation , in which the conservation of genetic resources may be realized outside of the natural environment in which the species occur, and in situ conservation , or, in other words, in the places where the species occur. In ex situ conservation, the germplasm collections are maintained in the field and/or in laboratories (conservation chambers), and this mainly conserves intraspecific diversity (genetic variance), the ex situ collections are continuously enriched by collection activities, introduction and germplasm interchange; the in situ conservation preserving ecosystems and habitats, maintaining and recovering native population of species of interest. So, the objective of this paper is the search for strategies to the conservation of Mimosa caesalpiniifolia B. (sabiá) using instruments of environmental perception and plant biotechnology, as mechanisms of in situ and ex situ conservation. To environmental perception, were realized open, semi-structured and qualitative interviews. The questions included socioeconomic data and knowledge of Sabiá specie. To plant biotechnology, Sabiá seed collection were realized in different location to formation of a germplasm bank. The specie micropropagation was made from nodal segment of plants from the matrizeiro. About the knowledge of rural populations and the use of Sabiá plant, some preferences occurred from speeches that the plant possesses a firm wood, not attacked by termites, legalized for exploration by the Brazilian environmental organ (IBAMA), and is a native specie. This research found the rural population has knowledge about Sabiá specie and the natural resources are exhausting. The proposal that the rural community brought was the donation of the Sabiá specie seeding initiating on the rain season, in which the seeding would be plated between the lots, in individual plantations. To the formation of a matrix bank, plant biothecnology brought answers favorable to Sabiá specie seeding, with the formation of multiple shoots
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18225
Appears in Collections:PRODEMA - Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ClariceSMS_DISSERT.pdf2,14 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.