Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18232
Title: Alterações ambientais em Parelhas, Rio Grande do Norte: metais pesados em sedimentos de drenagens e percepção de comunidades rurais em relação a mudanças na paisagem
Authors: Araújo, Jane Azevedo de
Keywords: semiárido;seridó potiguar;recursos naturais;recursos hídricos;impactos ambientais;perfil socioeconômico;percepção;semi-arid;seridó potiguar;natural resources;water resources;environmental impacts;socio-economic profile;perception
Issue Date: 1-Mar-2012
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ARAÚJO, Jane Azevedo de. Alterações ambientais em Parelhas, Rio Grande do Norte: metais pesados em sedimentos de drenagens e percepção de comunidades rurais em relação a mudanças na paisagem. 2012. 80 f. Dissertação (Mestrado em Meio Ambiente, Cultura e Desenvolvimento) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Portuguese Abstract: A conservação dos recursos naturais é essencial e constitui o objeto principal de várias pesquisas, que caracterizam aspectos importantes concernentes às alterações ambientais do solo, da água, na paisagem e informações socioeconômicas. Este estudo objetivou investigar o aporte antropogênico de metais pesados para o meio ambiente, na área de influência do lixão do município de Parelhas e em um trecho do Rio Seridó, visando determinar a concentração de metais pesados nos sedimentos, o que pode implicar em risco para o meio ambiente e a saúde humana. Além disso, buscou-se conhecer o perfil socioeconômico dos moradores de comunidades rurais adjacentes ao Rio Seridó e entender a percepção destes moradores com relação a mudanças nos espaços onde vivem. A área do estudo situa-se no município de Parelhas/RN localizado na Porção Centro-sul do Estado, na Microrregião do Seridó Oriental. A área da pesquisa abrangeu o local onde se encontra o lixão do município, situado ao lado da RN 086, o Açude Caldeirão, o Rio Quintos denominado de Riacho Caldeirão pelos moradores locais e um trecho do Rio Seridó, importante rio perenizado pela Barragem Boqueirão, que corta o município e compreende às suas margens as comunidades rurais Almas, Domingas, Sussuarana II e Colonos. No que se refere ao estudo com sedimentos das drenagens, as amostras foram coletadas e levadas ao laboratório de geoquímica, onde foram secas, peneiradas, pesadas e submetidas a ataque ácido fraco. A leitura dos metais pesados foi realizada por Espectrofotômetro de Absorção Atômica AAS-CHAMA. Para coletar os dados das comunidades rurais foram aplicados 23 questionários constituídos de 38 perguntas fixas, voltadas para o perfil socioeconômico e percepção ambiental dos participantes. Os participantes foram distribuídos nas comunidades Almas (1), Domingas (2), Sussuarana II (10) e Colonos (10). A maioria dos entrevistados apresentou perfis socioeconômicos semelhantes, residem no local de 20 a 30 anos, estão na faixa etária de 45 e 60 anos ou mais; as famílias são compostas de 3 a 4 pessoas, sendo a agricultura a atividade principal e a pecuária a secundaria; 48% dos entrevistados ganham um salário mínimo. Com relação à percepção ambiental dos entrevistados, estes conseguem perceber algumas mudanças ocorridas na vegetação, solo, água, na paisagem. As pessoas com maior tempo de moradia na comunidade e com mais anos de vivência da realidade local podem perceber o desgaste do solo, das pastagens, e as mudanças na paisagem que retratam como o local era anteriormente e o que hoje ele representa. A percepção acerca das mudanças, além das ambientais, inclui outras concernentes ao aumento do número de moradores e de residências. Essas mudanças ocorreram através de atividades desenvolvidas pelos residentes ao longo dos anos, as quais incluem práticas de agricultura, pecuária, plantio de capim e até mesmo a cotonicultura. O estudo propiciou a aquisição de novos dados sobre a realidade ambiental da região, os quais podem servir de subsídio à definição de políticas públicas a serem implementadas sob a ótica da conservação dos recursos hídricos, da convivência e sobrevivência do homem no semiárido
Abstract: The conservation of natural resources is essential and constitutes the main subject of many researches, which characterize important aspects concerning the environmental alterations in the ground, water, landscape and socioeconomic information. This study aimed to investigate the anthropogenic input of heavy metals in the environment, in the area of the Parelhas dump site and in part of the Seridó River and to determine the concentration of heavy metals in the sediments. This can result in risk to the environment and human health. In addition, we sought to establish the socioeconomic profile of rural communities adjacent to Seridó River and to comprehend the perception of these dwellers about the changes in the places they live. The area of this study is located in the city of Parelhas/RN, in the centralsouthern part of the State, in the micro-region of the Oriental Seridó. This area comprehends the place where the dump site is located, next to RN 086, the Caldeirão dam, the Quintos river called by local citizens Caldeirão creek and part of Seridó river, perpetuated by the Boqueirão dam, which crosses the city and it includes the rural communities of Almas, Domingas, Sussuarana II and Colonos. Regarding the study with bottom sediments, the samples were collected and taken to the laboratory of geochemistry, where they were dried, sieved, weighted and submitted to weak acid attack. The analysis of heavy metals was held by Atomic Absorption Spectrophotometer - Flame AAS. We applied 23 closed questionnaires constituted by 38 questions to collect informations in the rural communities, oriented to establish the socioeconomic profile and the environmental perception of the participants. The participants were distributed in the communities of Almas (1), Domingas (2), Sussuarana II (10) and Colonos (10). Most of them presented similar socioeconomic profiles. They are from 45 to 60 years old and live in these localities for 20 to 30 years or more. The families are composed by 3 or 4 people; the agriculture is the main activity, livestock is the secondary and 48% of them earn the minimal wage. Regarding the environmental perception, the participants can realize some changes in vegetation, soil, water and landscape. People living longer in the community, and with more years of experience on the local reality can perceive the depletion of the soil, pastures and changes in the landscape. These changes portray how the place was previously and what it represents today. The perception of these changes, besides the environmental ones, includes others concerning the increasing number of dwellers in the last years, as well as the number of houses. The changes happened through activities developed by the dwellers over the years, including agricultural practices, livestock, grass planting and even the cultivation of cotton. The study provided the acquisition of new data about the environmental reality of this region. It can subsidize the definition of public policies that can be implemented from the perspective of conservation of water resources and of the coexistence and survival of man in the semi-arid
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18232
Appears in Collections:PRODEMA - Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JaneAA_DISSERT.pdf2,53 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.