Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18287
Título: Adaptação sociocultural de gestores espanhóis expatriados no Brasil
Título(s) alternativo(s): Sociocultural adaptation of expatriated Spanish managers in Brazil
Autor(es): González, Juan Miguel Rosa
Palavras-chave: Expatriação;Adaptação Sociocultural;Gestores;Espanhóis;Expatriation;Sociocultural adjustment;Managers;Spanish
Data do documento: 19-Set-2011
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: GONZÁLEZ, Juan Miguel Rosa. Sociocultural adaptation of expatriated Spanish managers in Brazil. 2011. 109 f. Dissertação (Mestrado em Políticas e Gestão Públicas; Gestão Organizacional) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
Resumo: This study aims at understanding how sociocultural adjustment occurs in the case of managers, and their spouses, expatriated to Brazil by private and public Spanish organizations. To do so, it adopts as main theoretical frame the expatriate adaptation model proponed by Parker & McEvoy (1993), based on Black, Mendenhall & Oddou s model (1991), which establishes three dimensions of adaptation: adjustment to work; adjustment to general environment and adjustment to interaction with host country nationals. This work, of exploratory and descriptive nature, used field research to gather primary data subsequently analyzed with a qualitative approach. Data collection came from individual in-depth interviews with three Spanish managers expatriated in Brazil and two of their spouses. Resulting data were analyzed through one of content analysis procedures, thematic analysis. This research shows that adjustment is obstructed by cultural distance or cultural novelty rather than by work role characteristics, being more successful in expatriates that carry previous solid sociocultural knowledge about host country. It also verifies that the degree of expatriate adjustment is enhanced by the comprehension of cultural differences that originate values and behaviors different from those of the expatriate. It points out that individual factors such as perception and relation skills, flexibility, empathy and self-efficacy are positively linked to the three dimensions of adjustment: work, general adjustment and interaction adjustment. It finds expatriate adjustment to be lowered by spouse unsuccessful adjustment and shows that location in an environment perceived as short in key infrastructures is negatively linked to adjustment in expatriates coming from strongly urban environments. It concludes that expatriate adjustment occurs through progressive understanding of host country environment and through comprehension of the sociocultural context that explains differences between host country behaviors and values and those from the country of origin, a process which is favored by expatriate individual characteristics not directly linked to his/her technical qualification, such as perception and relation skills, flexibility and empathy, together with solid sociocultural knowledge about the host country. This research propones, therefore, that organizations involved in expatriation processes should include in their selection criteria the degree to which candidates possess personal characteristics and sociocultural knowledge that may facilitate adaptation
metadata.dc.description.resumo: Este estudo teve por objetivo compreender como ocorre a adaptação sociocultural ao Brasil de gestores expatriados por empresas privadas e órgãos públicos da Espanha e de seus cônjuges. Para tanto, adotou-se como substrato teórico principal o modelo de adaptação proposto por Parker e McEvoy (1993), que tomando como base o modelo de Black, Mendenhall e Oddou (1991) propõe três dimensões da adaptação: ao ambiente de trabalho, ao ambiente geral fora da esfera organizacional e às interações com nacionais do país hóspede. O estudo, de natureza exploratória e descritiva, usou pesquisa de campo para levantamento de dados primários, que foram analisados através de abordagem qualitativa. A coleta se deu mediante entrevistas individuais em profundidade com três gestores de nacionalidade espanhola expatriados no Brasil e dois dos seus cônjuges. Os dados foram objeto de análise através de uma das técnicas de análise de conteúdo, a análise temática. Mostra que a adaptação vê-se mais dificultada pela distância cultural que pelas características da missão profissional, sendo mais bem sucedida em expatriados com conhecimentos prévios aprofundados sobre aspectos socioculturais do país de destino. Verifica também que o grau de adaptação aumenta com a compreensão das diferenças culturais que explicam valores e comportamentos diferentes aos do expatriado. Atesta que fatores individuais como habilidades de percepção e de relação, flexibilidade, empatia e auto-eficácia estão positivamente relacionados com a adaptação às três dimensões: trabalho, ambiente geral e interações sociais. Constata ainda que a adaptação do expatriado dificulta-se quando a adaptação do cônjuge não é bem sucedida e que a localização em um habitat percebido como carente de infraestruturas chave dificulta a adaptação em expatriados procedentes de habitats fortemente urbanos. Conclui que a adaptação do expatriado ocorre através do progressivo conhecimento do ambiente do país hóspede e da compreensão do contexto sociocultural que explica as diferenças entre valores e comportamentos do país hóspede e aqueles do país de origem, processo facilitado por características individuais do expatriado não diretamente vinculadas à sua qualificação técnica, como são habilidades de percepção e relação, flexibilidade e empatia, além de sólidos conhecimentos socioculturais sobre o país hóspede. Entende, portanto, que as organizações envolvidas com a expatriação de profissionais devem considerar entre os seus critérios de seleção o grau em que os candidatos possuem características pessoais e conhecimentos socioculturais passíveis de facilitar a adaptação
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/18287
Aparece nas coleções:PPGA - Mestrado em Administração

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JuanMRG_DISSERT.pdf778,4 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.