Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18346
Título: Evolução da paisagem do baixo curso do rio de Piranhas-Assu (1988-2024): uso de autômatos celulares em modelo dinâmico espacial para simulação de cenários futuros
Autor(es): Grigio, Alfredo Marcelo
Palavras-chave: Dinâmica espaço-temporal;Uso e ocupação do solo;Sensoriamento remoto;Sistema de informação geográfica
Data do documento: 25-Jul-2008
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: GRIGIO, Alfredo Marcelo. Evolução da paisagem do baixo curso do rio de Piranhas-Assu (1988-2024): uso de autômatos celulares em modelo dinâmico espacial para simulação de cenários futuros. 2008. 247 f. Tese (Doutorado em Geodinâmica; Geofísica) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2008.
Resumo: The lower course of Piranhas-Assu river, located in the north coast of Rio Grande do Norte, Brazil, arouses a keen interest as a study field, once it concentrates, besides petroleum and gas exploration, activities related to shrimp culture, salt and horticulture, factors that also deserve special attention. Thus, the awareness of the study field environmental stage demands studies from researchers and discernment from society, as a way of understanding the inter-relation between environment and men. Therefore, this work attempts at understanding and studying the dynamics of land use in the lower course of Piranhas-Assu river, through a multitemporal analysis of present and past, accomplishing future projections through simulation models. The work is divided in stages that include the research, analysis, interpretation of results, and the generation of simulation models, to analyze the landscape tendencies, making possible to identify indicators which cause such changes in the lower course of the river. From Geographical Database, the necessary exploratory analyses were accomplished to the following items: land use evolution, natural and environmental vulnerability, multiple geodiversity indexes, and preparation of the data to be used in the simulation model. Later, the construction of the landscape simulation model was conducted. Sequentially, simulations of future sceneries were accomplished through the execution of the model in a specific software environment. Last, the analyses of landscape tendencies in the study field were carried out. The lower course of Piranhas-Assu River didn't show any intense dynamics in landscape changing, once in the period taken into account (from 1988 to 2004) class stability proved to be superior to its transformations. Activities related to agriculture and livestock are the ones that influence, mostly, the landscape dynamics. The production of sea shrimp and petroleum also infers in the landscape, although in smaller proportion. INCRA s public policies excessively determined the dynamics of the landscape in the lower course of Piranhas-Assu River, RN. In respect to its natural vulnerability, the lower course of Piranhas-Assu River, RN, features more vulnerable than stable areas. The landscape simulation, in the first taken period (2004-2009), indicated considerable increases and decreases of antropic activities, if compared to its sequent periods (2009-2014, 2014-2019 and 2019-2024). The simulation, in a wider analysis, showed that the determining factors for the space mobility of antropic activities, in the focused area, are related to the pre-existence of communities with agricultural capability and to the existence of access routes and drainage. Considering the area that features fixed and mobile dunes, located in Porto do Mangue district, we recommend its conversion into a conservation area
metadata.dc.description.resumo: O baixo curso do rio Piranhas-Assu, localizado no Litoral Norte do Rio Grande do Norte, é de especial interesse como área de estudo, uma vez que, além das atividades de exploração de petróleo e gás, concentra as atividades relacionadas à carcinicultura, ao sal e à fruticultura, fatores que também merecem especial atenção. Assim, o conhecimento do estágio em que se encontra a área de estudo em seu estado ambiental, exige dos pesquisadores estudos e da sociedade conscientização, no sentido de se entender a inter-relação homem e ambiente. Portanto, busca-se conhecer e estudar a dinâmica do uso e ocupação do solo do baixo curso do rio Piranhas-Assu, através de uma análise multitemporal de tempos passados e presente, e realizar projeções futuras através de modelo de simulação. O trabalho é dividido em etapas que compreendem a pesquisa, a análise e interpretação de resultados e a geração de modelos de simulação, para análise de tendência da paisagem, tornando possível a identificação de indicadores causadores de tais mudanças para o baixo curso do rio Piranhas-Assu. Do Banco de Dados Geográficos foram realizadas as análises exploratórias necessárias aos seguintes itens: evolução do uso e ocupação do solo, vulnerabilidade natural e ambiental, índices de geodiversidade múltipla e preparação dos dados a serem utilizados no modelo de simulação. Posteriormente, procedeu-se à construção do modelo de simulação da paisagem. Na seqüência, realizaram-se às simulações de cenários futuros pela execução do modelo dentro de um ambiente de software específico para tal finalidade. Por último, realizaram-se as análises de tendência da paisagem da área de estudo. O baixo curso do rio Piranhas-Assu não apresentou uma intensa dinâmica de mudança da paisagem, já que no período considerado (de 1988 a 2004), a estabilidade das classes mostrou-se superior às suas transformações. As atividades relacionadas com a agricultura e com a pecuária são as que conduzem, principalmente, a dinâmica da paisagem. A produção de camarão marinho e de petróleo também infere na paisagem, porém em menor proporção. As políticas públicas do INCRA determinaram sobremaneira a dinâmica da paisagem do baixo curso do rio Piranhas-Assu, RN. Em relação à vulnerabilidade natural, o baixo curso do rio Piranhas-Assu, RN, apresenta mais áreas vulneráveis que estáveis. Na simulação da paisagem, no primeiro período considerado (2004-2009), houve aumentos e diminuições consideráveis das atividades antrópicas, se comparados aos períodos posteriores (2009-2014, 2014-2019 e 2019-2024). A simulação, em uma análise mais abrangente, mostra que os fatores determinantes para a mobilidade espacial das atividades antrópicas, na área em foco, estão relacionados à pré-existência de comunidades com vocação agropecuária e à existência de vias de acesso e escoamento. Uma área a ser destacada é a que corresponde às dunas fixas e móveis, localizadas no município de Porto do Mangue. Recomenda-se a transformação dessa área em unidade de conservação
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/18346
Aparece nas coleções:PPGG - Doutorado em Geodinâmica e Geofísica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AlfredoMG.pdf3,04 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.