Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18363
Título: Geomorfologia e neotectônica no Vale do Apodi-Mossoró RN
Autor(es): Maia, Rúbson Pinheiro
Palavras-chave: Geomorfologia;Neotectônica;Sistema Fluvial;Quaternário;Geomorphology;Neotectonics;Fluvial Systems;Quaternary
Data do documento: 29-Fev-2012
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MAIA, Rúbson Pinheiro. Geomorfologia e neotectônica no Vale do Apodi-Mossoró RN. 2012. 218 f. Tese (Doutorado em Geodinâmica; Geofísica) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Resumo: Numerous studies have indicated that the Potiguar Basin is affected by Cenozoic tectonics. The reactivation of Cretaceous fault systems affect the post-rift units, witch include Neogene and overlying Quaternary sediments. In this context, the objectives of this thesis are the followings: (1) to characterize the effects of post-rift tectonics in the morphology of Apodi Mossoró-river valley located in the central portion of the Potiguar, (2) to characterize the drainage of the Apodi Mossoró river valley and investigate the behavior of their channels across active faults, and (3) to propose a geologic-geomorphological evolutionary model for the study area. This study used a geological and geomorphological mapping of the central part of the basin, with emphasis on the Quaternary record, luminescence dating of sediments, and geoelectric profiles of the area. The results reveal by maps of structural lineaments and drainage channels of the rivers form valleys that are affected by faults and folds. In Apodi-Mossoró valley, anomalies of channel morphology are associated with the deformation of the post-rift basin. These anomalies show the reactivation of major fault systems in the Potiguar Basin in Cenozoic. On a regional scale, can be seen through the vertical electric profiles that the Cenozoic tectonics is responsible for the elevation of a macro dome NE-SE-trending 70-km long and 50km wide and up to 270 above sea level. In this sector, the vertical electric profiles data show that the contact between the Cretaceous and Neogene rise more than 100m. This Is an important feature of inversion data obtained in this work showed that the deposits that cover the macro dome (Serra do Mel) have ages of 119 ka to 43 ka. In the river valley and surrounding areas Apodi-Mossoró ages vary between 319 ka and 2.7 ka. From these data it was possible to establish the correct geochronological posiconamento paleodepósitos of distinguishing them from the fluvial deposits of the Neogene (Barreiras Formation)
metadata.dc.description.resumo: Numerosos estudos têm indicado que a Bacia Potiguar é afetada pela tectônica Cenozóica. A reativação de sistemas de falhas do Cretáceo afetam as unidades pós-rifte que incluem o Neógeno e o Quaternário. Nesse contexto, os objectivos dessa tese são os seguintes: (1) Caracterizar os efeitos da tectônica pós-rifte na morfologia do Rio Apodi-Mossoró localizado na porção central da Bacia Potiguar, (2) Caracterizar a drenagem do vale do Rio Apodi-Mossoró e investigar o comportamento de seus canais em falhas ativas, (3) Propor um modelo geológico-geomorfológico evolutivo para a área de estudo. Esse estudo utilizou-se de um mapeamento geológico e geomorfológico da parte central da Bacia Potiguar, com ênfase nos depósitos sedimentares quaternários, na datação de sedimentos por luminescência óptica estimulada e sondagens geoelétricas verticais. Os resultados revelam através de mapas de lineamentos estruturais e canais de drenagem que os rios formam vales que são afetados por falhas e deformações tectônicas. No vale do Rio Apodi-Mossoró, anomalias da morfologia do canal estão associadas à deformação pós-rifte da Bacia Potiguar. Essas anomalias evidenciam a influência da reativação cenozóica de sistemas de falhas da Bacia Potiguar na morfologia do canal. Em uma escala regional, pode ser visto através da geomorfologia e dos dados das sondagens geoelétricas que a tectônica cenozóica é responsável pela formação de feições de inversão resultantes do atual campo de tensões na Bacia Potiguar. Essa feição caracteriza-se por um macro domo (Serra do Mel) orientado no sentido NE-SE com 70 km de comprimento e 50 km de largura e até 270m acima do nível do mar. Nesse setor, os dados obtidos nesse trabalho evidenciaram que o contato entre o Cretáceo e o Neógeno eleva-se mais de 100m no centro da Bacia Potiguar. Os resultados geocronológicos obtidos nesse trabalho mostraram que os depósitos que cobrem o macro domo estrutural têm idades de 119 ka a 43 ka. No vale do Rio Apodi-Mossoró e áreas vizinhas, as idades variam entre 319 ka e 2,7 ka. A partir desses dados, foi possível estabelecer o correto posiconamento geocronológico dos paleodepósitos fluvias e distinguí-los dos depósitos do Neógeno (Formação Barreiras)
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/18363
Aparece nas coleções:PPGG - Doutorado em Geodinâmica e Geofísica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RubsonPMaia_Tese_teste.pdf4,07 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.