Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18531
Título: Atividade antiinflamatória de uma heterofucana da alga marrom Padina gymnospora
Autor(es): Marques, Cybelle Teixeira
Palavras-chave: ;Fucanas;Alga marrom;Inflamação;Viabilidade celular;;Fucans;Brown algae;Inflammation;Cell viability
Data do documento: 5-Set-2007
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MARQUES, Cybelle Teixeira. Atividade antiinflamatória de uma heterofucana da alga marrom Padina gymnospora. 2007. 76 f. Dissertação (Mestrado em Bioquímica; Biologia Molecular) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2007.
Resumo: Fucans, sulfated polysaccharides extracted from brown algae and some echinoderms, have been extensively studied for its diverse biological activities and because of its interference with molecular mechanisms of cell to cell recognition, including leukocyte trafficking from blood vessels into sites of inflammation mediated by selectin, a family of adhesion molecules. In the present study, we examined structural features of a heterofucan extracted from brown algae Padina gymnospora and its effect on the leukocyte migration to the peritoneum. The sulfated polysaccharides were extracted from the brown seaweed by proteolysis with the proteolytic enzyme maxatase. The presence of protein and uronic acid contamination was detected in the crude polysaccharide extract. Fractionation of the crude extract with growing concentrations of acetone produced five fractions with different concentrations of fucose, xylose, uronic acid, galactose, glucose and sulfate. The fraction precipitated with 1.5 volumes of acetone was characterized by infrared and nuclear magnetic resonance, through which can be observed the presence of sulfate groups in the C4 of -L-fucose. The anti-inflammatory action of this composite was assessed by a sodium thioglycollate-induced peritonitis assay and through nitric oxide production by the peritoneal macrophages using Griess reagent. Fraction F1.5 was efficient in reducing leukocyte influx into the peritoneal cavity when 10 mg/kg and 25mg/kg were used, resulting in a decrease of 56 and 39%, respectively. A decrease of nitric oxide production occurred when high concentrations of fucana were used. The cytotoxicity of the composite was also assessed using the reduction of 3-(4,5 dimethylthiazol-2-yl) 2,5-diphenyltetrazolium bromide (MTT). Fraction F1.5 had no cytotoxicity when 500 μg/mL of the fraction was used. This study suggests the use of fraction F1.5 (heterofucan) as an anti-inflammatory
metadata.dc.description.resumo: Fucanas, polissacarídeos sulfatados extraídos de alga marrom e alguns equinodermos, têm sido extensivamente estudadas devido as suas diversas atividades biológicas e pela sua interferência com mecanismos moleculares de reconhecimento celular, incluindo o tráfego de leucócitos dos vasos sanguíneos para o interior de sítios inflamatórios mediado pela família das moléculas de adesão denominada selectinas. Neste presente estudo, nós examinamos a estrutura de uma heterofucana extraída da alga marrom Padina gymnospora e seu efeito sobre a migração de leucócitos para o peritônio. Os polissacarídeos sulfatados foram extraídos da alga marrom por proteólise com a enzima proteolítica maxatase. A presença de contaminação por proteínas e ácido urônico foi detectada no extrato bruto dos polissacarídeos. Fracionamento do extrato bruto com concentrações crescentes de acetona produziu cinco frações com diferentes concentrações de fucose, xilose, ácido urônico, galactose, glicose e sulfato. A fração precipitada com 1,5 volume de acetona foi caracterizada por infravermelho e ressonância magnética nuclear, através das quais se pôde constatar a presença de grupos sulfato no C4 da -L-fucose. A ação antiinflamatória deste composto foi avaliada através do ensaio de peritonite induzida por tioglicolato de sódio e através da produção de óxido nítrico por macrófagos peritoneais utilizando-se o reagente de Griess. A fração F1,5 mostrou-se eficiente na redução do influxo leucocitário para a cavidade peritoneal quando utilizados 10 mg/Kg e 25 mg/Kg resultando em uma diminuição na ordem de 56 e 39 %, respectivamente. Uma diminuição na produção de óxido nítrico ocorreu quando altas concentrações de fucana foram usadas. A citotoxicidade do composto também foi avaliada utilizando-se como parâmetro a redução do 3-(4,5- dimethylthiazol-2-yl)-2,5-diphenyltetrazolium bromide (MTT). A fração F1,5 não apresentou citotoxicidade quando utilizados 500 μg/ml da fração. Este estudo sugere o uso da fração F1,5 (heterofucana) como um antiinflamatório
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/18531
Aparece nas coleções:PPGB - Mestrado em Bioquímica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CybelleTM.pdf869,09 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.