Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18644
Título: Testes de hipóteses em modelos de sobrevivência com Fração de cura
Autor(es): Carneiro, Hérica Priscila de Araújo
Palavras-chave: análise de sobrevivência;fração de cura;modelo unicado;teste gradiente;survival analysis;cure rate;unified model;gradient test
Data do documento: 14-Ago-2012
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: CARNEIRO, Hérica Priscila de Araújo. Testes de hipóteses em modelos de sobrevivência com Fração de cura. 2012. 90 f. Dissertação (Mestrado em Probabilidade e Estatística; Modelagem Matemática) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Resumo: Survival models deals with the modeling of time to event data. However in some situations part of the population may be no longer subject to the event. Models that take this fact into account are called cure rate models. There are few studies about hypothesis tests in cure rate models. Recently a new test statistic, the gradient statistic, has been proposed. It shares the same asymptotic properties with the classic large sample tests, the likelihood ratio, score and Wald tests. Some simulation studies have been carried out to explore the behavior of the gradient statistic in fi nite samples and compare it with the classic statistics in diff erent models. The main objective of this work is to study and compare the performance of gradient test and likelihood ratio test in cure rate models. We first describe the models and present the main asymptotic properties of the tests. We perform a simulation study based on the promotion time model with Weibull distribution to assess the performance of the tests in finite samples. An application is presented to illustrate the studied concepts
metadata.dc.description.resumo: Modelos de sobrevivência tratam do estudo do tempo até a ocorrência de um evento. Contudo em algumas situações, uma proporção da população pode não estar mais sujeita a ocorrência deste evento. Modelos que tratam desta abordagem são chamados de modelos de fração de cura. Existem poucos estudos na literatura sobre testes de hipóteses aplicados a modelos de fração de cura. Recentemente foi proposta uma nova estatística de teste, denominada estatística gradiente que possui distribuição assintótica equivalente a das estatísticas usuais. Alguns estudos de simulação vêm sendo desenvolvidos no sentido de explorar características dessa nova estatística e comparar com as estatísticas clássicas, aplicadas a diferentes modelos. Este trabalho tem como principal objetivo estudar e comparar o desempenho do teste gradiente e do teste da razão de verossimilhanças, em modelos de fração de cura. Para isso descrevemos características do modelo e apresentamos os principais resultados assintóticos dos testes. Consideramos um estudo de simulação com base no modelo de tempo de promoção com distribuição Weibull, para avaliar o desempenho dos testes em amostras finitas. Uma aplicação e realizada para ilustrar os conceitos estudados
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/18644
Aparece nas coleções:PPGMAE - Mestrado em Matemática Aplicada e Estatística

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
HericaPAC_DISSERT.pdf734,85 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.