Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18754
Título: Caracterização hidrodinâmica e morfo-sedimentar do estuário Potengi e áreas adjacentes: subsídios para controle e recuperação ambiental no caso de derrames de hidrocarboneto
Autor(es): Frazão, Eugênio Pires
Palavras-chave: Geologia Marinha;Sensoriamento remoto;Mapeamento de sensibilidade ambiental;Hidrodinâmica;Hidrocarbonetos;Estuário;Derramamento de óleo
Data do documento: 19-Mai-2003
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: FRAZÃO, Eugênio Pires. Caracterização hidrodinâmica e morfo-sedimentar do estuário Potengi e áreas adjacentes: subsídios para controle e recuperação ambiental no caso de derrames de hidrocarboneto. 2003. 195 f. Dissertação (Mestrado em Geodinâmica; Geofísica) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2003.
Resumo: This study presents the Environmental Sensibility Mapping to oil spillings on the Potengi estuary - RN and neighboring coastline through remote sensing data, collecting, treatment and integration of the geomorphologic, oceanographic (temperature, salinity, density, direction and intensity), meteorological (wind speed and direction) and high resolution seismic (bathymetry and sonography) data. The Potengi river estuary is located on the eastern coastline of the Rio Grande do Norte State, being inserted in the geological context for the coastal Pernambuco-Paraíba basin and spreading over 18 km; it shelters the Natal harbor zone and an oil terminal, centralizing, therefore, important oil transport operations that can cause accidental spillings. Under the oceanographic point of view, the Potengi estuary is characterized by the absence of any expressive thermic stratification, being classified as partially mixed, B type according to Pritchard (1955), and 2 type in conformity to the stratification-circulation diagram by Hansen & Rattray (1966). Two main wind systems are responsable for the formation of wave sets that occur in the area. The dynamic tide presents, in the Natal Harbor, mean amplitude in spring and quadrature tides, with around 2.8 and 2m, respectively. The mechanism of saline tide mixing was defined through the salinity which is the main parameter for the identification of this mechanism. Important variations of the salinity mean values (36.32 psu), temperature (28.11ºC) and density (22.96 kg/m3) in the estuarine waters presented features belonging to low latitude regions. The water temperature follows the air temperature variations, in the region, with expressive daily amplitudes. In this study, the identification of the estuarine bed morphology through bathymetric and sonographic analysis, had the purpose to evaluate the influence of the superficial and bottom currents for the bottom shaping. In this way, the use of the side scan sonar showed, to be very useful in the identification of the bottom morphology and its relationship with the predominant action of the tidal currents in the Potengi estuary. Besides, it showed how the sonograms can be a support to the comparison of the several patterns derived from the local hydrodynamic variations. The holocene sediments, which fill the estuarine channel, are predominantly sandy, varying from selected, sometimes silty. The sedimentation is controlled by the environmental hydrodynamic conditions, being recognized two important textural facies: Muddy Facies and Sandy Facies. The distribution of these textural facies apparently oscillates owing to the tidal cycle and flow intensity. Each one of the above mentioned data was integrated in a Geographic Information System (GIS), from which was produced the Environmental Sensibility Map to oil spillings with Coastal Sensibility Index (CSI) to the Potengi estuary. The integrated analysis of these data is essential to oil spilling contingency plans, in order to reduce the spilling environmental consequences and to make efficient the endeavours of contention and cleaning up/removal on the Natal Harbor. This study has the aim to collaborate for the increase of informations about the estuarine environment and contribute to a better management of the question: environment/polluting loads
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho teve como objetivo o Mapeamento de Sensibilidade Ambiental ao derramamento de óleo no estuário Potengi-RN e litoral adjacente, através de dados de sensoriamento remoto, coleta, tratamento e integração de dados geomorfológicos, oceanográficos (temperatura, salinidade, densidade, intensidade e direção das correntes), meteorológicos (velocidade e direção dos ventos), e sísmico de alta resolução (batimetria e sonografia). O estuário do rio Potengi situa-se no litoral oriental do Estado do Rio Grande do Norte, estando inserido no contexto geológico da bacia costeira Pernambuco-Paraíba e ocupando uma extensão de 18km; abriga a zona portuária de Natal e um terminal petrolífero, concentrando desta forma importantes operações de transporte de petróleo, passíveis de derrames acidentais. Sob o ponto de vista oceanográfico, o estuário Potengi caracteriza-se pela ausência de estratificação térmica marcante, enquadrando-se como parcialmente misturado, do tipo B segundo Pritchard (1955) e do tipo 2 segundo o diagrama estratificação-circulação de Hansen & Rattray (1966). Dois sistemas principais de ventos são responsáveis pela formação dos conjuntos de ondas incidentes na área. A maré dinâmica apresenta no Porto de Natal amplitude média em sizígia e quadratura, em torno de 2.8m e 2m respectivamente. O mecanismo de intrusão da maré salina foi definido através da salinidade, que é o parâmetro principal para a identificação deste mecanismo. Importantes variações dos valores médios de salinidade (36.32psu), temperatura (28.11ºC) e densidade (22.96Kg/m³) nas águas estuarinas apresentaram características de regiões de baixas latitudes. A temperatura das águas acompanha as variações de temperatura do ar, na região, com expressivas amplitudes diárias. Neste trabalho, o reconhecimento da morfologia de fundo deste estuário, através da análise batimétrica e sonográfica, objetivou avaliar a influência das correntes superficiais e de fundo na modelagem do leito. Neste sentido, o emprego do sonar de varredura lateral revelou-se de grande utilidade na identificação da morfologia do leito e sua relação com a ação predominante das correntes de marés no estuário Potengi. Além disso, demonstrou como os sonogramas podem servir de base para a comparação das diferentes formas resultantes das variações hidrodinâmicas locais. Os sedimentos holocênicos, que preenchem o canal estuarino, são predominantemente arenosos, variando de selecionados a bem selecionados, por vezes siltosos. A sedimentação é controlada pelas condições hidrodinâmicas do ambiente, sendo reconhecidas duas fácies texturais importantes: Fácie Lamosa e Fácie Arenosa. A distribuição destas fácies texturais aparentemente oscila em função da periodicidade das marés e intensidade das correntes. Todos os dados acima mencionados foram integrados em um sistema de informação geográfica (SIG), a partir do qual foi gerado o Mapa de Sensibilidade Ambiental a derrames de óleo com Índices de Sensibilidade do Litoral (ISL) para o estuário Potengi. A análise integrada desses dados é essencial para planos de contingência ao derramamento de óleo, visando a redução das conseqüências ambientais do vazamento, e tornar eficientes os esforços de contenção e limpeza / remoção no Porto de Natal. Este estudo vem corroborar para o aumento do conhecimento do meio estuarino e contribuir para um melhor gerenciamento do binômio meio ambiente / cargas poluidoras
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/18754
Aparece nas coleções:PPGG - Mestrado em Geodinâmica e Geofísica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
EugenioPF_DISSERT.pdf5,12 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.