Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18782
Título: Tectônica rúptil e sismicidade na área de inundação do açude do Castamhão (CE): implicações para o risco sísmico
Autor(es): Camarão Júnior, Luciano Formiga
Palavras-chave: tectônica rúptil;sismicidade;liquefação;Açude do Castanhão;brittle deformation;seismicity;liquefaction;Castanhão Dam
Data do documento: 21-Fev-2001
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: CAMARÃO JÚNIOR, Luciano Formiga. Tectônica rúptil e sismicidade na área de inundação do açude do Castamhão (CE): implicações para o risco sísmico. 2001. 114 f. Dissertação (Mestrado em Geodinâmica; Geofísica) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2001.
Resumo: This study describes brittle deformation and seismicity in the Castanhão Dam region, Ceará State, Brazil. This reservoir will include a hidroeletric power plant and will store about 6,7 billions m3 of water. Five main litostratigraphic unit were identified in the region: gneissic-migmatitic basement, metavolcanosedimentary sequence, granitoid plutons of Brasiliano age, Mesozoic basaltic dike swarm, and Cenozoic fluvial terraces of the Jaguaribe river. The region has experienced several faulting events that occurred at different crustal levels. Faults formed at depths less than about 12 km present left-lateral movement and are associated with epidote and quartz infillings. Faults formed at depths less than 7 km are mainly strike-slip present cataclastic rocks, fault breccia and gouge. Both fault groups form mainly NE-trendind lineaments and represent reactivation of ductile shear zones or new formed faults that cut across existing structures. Seismically-induced liquefaction fractures take place in Cenozoic terraces and indicate paleoearthquakes that may have reached at leat 6,8 MS. In short, this work indicate that the level of paleoseismicity is much greater than one observed in the instrumental record. Several faults are favourably oriented for reactivation and induced seismicity should be expected after the Castanhão Dam impoudment
metadata.dc.description.resumo: O presente estudo descreve os aspectos deformacionais frágeis e a sismicidade na região que será inundada pelo reservatório do Açude do Castanhão, porção leste do estado do Ceará. O lago artificial terá a capacidade para armazenar em torno de 6,7 bilhões de m3 de água. Também é planejada a instalação de uma usina hidroelétrica de pequeno porte. Cinco principais unidades litoestratigráficas foram identificadas na região: complexo gnáissico-migmatítico, seqüência metavulcanosedimentar, granitóides brasilianos, enxame de diques basálticos mesozóicos e terraços fluviais do Rio Jaguaribe. As falhas indicam a presença de sucessivos eventos de reativação em níveis crustais diferentes. As falhas de nível crustal profundo (até 12 km), apresentam uma cinemática transcorrente e são associadas com preenchimento de epídoto ou quartzo. As falhas de nível crustal intermediário a raso (até 7 km), são principalmente transcorrentes, estando associadas à cataclasito, brecha e gouge de falha. Ambos os grupos de falhas apresentam um trend principal NE, que pode representar a reativação de zonas de cisalhamento dúcteis ou a existência de eventos frágeis cenozóicos. Na área existem várias evidências de sismitos, estruturas geológicas geradas por paleossismos, em níveis conglomeráticos nos Terraços Fluviais do Rio Jaguaribe, que indicam a ocorrência de sismos com magnitude 6,8 MS, no mínimo, na região. Assim sendo, a região que será inundada do Açude do Castanhão, e sua circunvizinhança, no decorrer do tempo já foi atingida por inúmeros abalos sísmicos. Têm-se registros históricos, instrumentais e geológicos claros destas atividades. Com base nestas informações, pode-se afirmar que a região é predisposta a ser afetada por tremores de terra. Mas isto não significa que a obra do Açude do Castanhão futuramente poderá ser atingida ou danificada por algum abalo que venha a ocorrer, pois a construção está preparada para resistir, no mínimo, aos maiores abalos sísmicos já registrados até o presente momento na região
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/18782
Aparece nas coleções:PPGG - Mestrado em Geodinâmica e Geofísica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LucianoFCJ.pdf1,85 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.