Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18841
Título: Caracterização e análise do talude continental adjacente à bacia potiguar, NE Brasil
Autor(es): Almeida, Narelle Maia de
Palavras-chave: Canyon. Morfologia. Batimetria multifeixe. Bioclástico. Siliciclástico;Canyon. Morphology. Multibeam. Bioclast. Siliciclastic
Data do documento: 21-Fev-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: ALMEIDA, Narelle Maia de. Caracterização e análise do talude continental adjacente à bacia potiguar, NE Brasil. 2014. 110 f. Dissertação (Mestrado em Geodinâmica; Geofísica) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo: This work presents the results of the first imaging of continental slope adjacent to Potiguar Basin, in the equatorial Brazilian margin (NE Brazil). Swath bathymetry provided a complete coverage of seafloor between the upper and middle slope (100-1,300 m). Fifteen submarine canyons were mapped. The shape of the slope reflects in distinct spatial distribution of the canyons. The western area displays convex profiles which implied a greater amount of incisions by canyons. Some of them have gradient walls higher than 35°. They were classified according to location and morphology. The canyons with heads indenting shelf edge, association with a incised valley and a large fluvial system, high sinuosities, V shape, terraces along margins, further erosive features such as landslide and gullies allow to deduce a sandy-gravelly sedimentation. These canyons are associated with deposition of submarine fan systems that have been considered permeable hydrocarbon reservoirs. The presence of gullies, furrows and dunes demonstrates the role of bottom currents in the shaping of the slope. The enlargement of canyons and the change in the course when they cross the border fault imply that tectonic has also influenced in the morphology of deep waters environments of Potiguar Basin. The current sedimentation of continental slope is considered mixed because the sediments are composed of siliciclastics and bioclasts. Predominant siliciclastics are calcite, dolomite, quartz, and clay minerals. The presence of stable minerals (zircon, tourmaline and rutile), and fragmented bioclasts implies the contributions of Rivers Açu and Apodi
metadata.dc.description.resumo: Esta dissertação apresenta os resultados do primeiro imageamento realizado no talude continental, em área adjacente à Bacia Potiguar, na margem equatorial brasileira (NE Brasil). Dados de batimetria multifeixe forneceram uma cobertura completa do fundo oceânico entre o talude superior e o talude intermediário (100-1300 m). Quinze canyons submarinos foram mapeados. A forma do talude reflete na distinta distribuição espacial dos canyons. A parte oeste apresenta perfis convexos o que implicou numa maior quantidade de incisões pelos canyons. Alguns deles possuem paredes com declividades maiores que 35°. Os canyons foram classificados de acordo com sua localização e morfologia. Os canyons com cabeceiras entalhadas na plataforma, conexão com sistemas fluviais, altas sinuosidades, formas em V , terraços ao longo das margens e com feições erosivas como ravinas permitem deduzir uma sedimentação areno-cascalhosa. Estes canyons são associados à deposição de sistemas de leques submarinos que têm sido considerados reservatórios de hidrocarbonetos. A presença de ravinas, ranhuras e dunas demonstram o papel das correntes de fundo na forma do talude. Os alargamentos dos canyons e a mudança na direção do curso onde cruzam a falha de borda da bacia implicam que a tectônica também influencia na morfologia dos ambientes profundos da Bacia Potiguar. A sedimentação atual do talude continental é considerada mista, pois os sedimentos possuem componentes siliciclásticos e bioclásticos. Dentre os siliciclásticos destacam-se calcita, dolomita, quartzo e os argilominerais. A presença de alguns minerais pesados tais como zircão, turmalina e rutilo, bem como bioclásticos fragmentados, indicam a maturidade dos sedimentos e a contribuição dos Rios Açu e Apodi para os sedimentos da área de estudo
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/18841
Aparece nas coleções:PPGG - Mestrado em Geodinâmica e Geofísica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
NarelleMA_DISSERT.pdf6,88 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.