Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18863
Título: Mapa dos programas sociais: transferência de renda e dinâmicas sociais no Rio Grande do Norte (2000-2007)
Autor(es): Vale, Tásia Moura Cardoso do
Palavras-chave: Transferência de renda direta Programa;Programa Bolsa Família;PETI;Benefícios de prestação continuada;Aposentadorias rurais;Apoderamento familiar;Capital social;Direct income transfer program;Bolsa Familia Program (PBF);PETI;Benefits Provision of Education (BPC);Retirement rural;Apoderamento family;Social capital
Data do documento: 26-Set-2008
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: VALE, Tásia Moura Cardoso do. Mapa dos programas sociais: transferência de renda e dinâmicas sociais no Rio Grande do Norte (2000-2007). 2008. 212 f. Dissertação (Mestrado em Dinâmica e Reestruturação do Território) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2008.
Resumo: The question of evaluating the fight against poverty in a given society is very complex task, considering the range of factors that permeate, such as education, culture and economy itself. Come hence the relevance of the theme and its constant presence in discussions on the fruits of public policies, institutional structure and economic development which are the guiding elements of this work, and noted that seeks to highlight the social demographics and most important, the most significant trends and issues pertaining to her. The assessment was initially made in all the municipalities of Rio Grande do Norte doing a verticalilzação to the municipalities Caicó, Pau dos Ferros, Ipueira and Taboleiro Grande. Highlighting the role of a social policy through government programs, such as the Bolsa Familia Program (PBF), which creates the possibility of changes in the socio demographic profile given the importance that the action of this public policy has in shaping the regional economic reality As well as social programs and actions of the government here reported that generate mobility of people and new social demands, such as rural retirements, the benefit of continuing provision (BPC), the Program for the Eradication of Child Labor (PETI) that put on the market of population living on the margins of various forms of consumption. Accordingly, the socio economic profile of the state shows a significant improvement in their social indicators, vital education and redistribution of income, due to the significant improvement in life expectancy in the fall of school drop-out rate and the drop in indicators of Proportion Poor and destitute of the state. Where the fall in the proportion of poor and indigent is strongly associated with an increase in income, from social programs. With this transfer and redistribution of income can be gauged that occurs a strengthening of local economies and an engagement of families with the conditionalities of social programs and PETI Bolsa Familia. Our research concludes that simply raising the rents caused by transfers, presents relevant impacts on the education of young people in beneficiary families. There is no doubt that the programs of transfer income, no facing the social field, representing a mechanism to decrease the most perverse ills of poverty, social and economic inequality that is hungry. For a significant portion of the Brazilian population living below the poverty line, programs for the transfer of income are expressed directly in improving the material conditions of life and indirectly in improving self-esteem of women and all family members receiving encouraging yet the integration family. Experiments have shown that improvements in health and nutrition can be obtained through the implementation of adequate social policies like the programs of transfer income, while social inclusion and economic does not become full
metadata.dc.description.resumo: A questão da avaliação do combate à pobreza de uma determinada sociedade é tarefa bastante complexa, considerando-se a gama de fatores que a permeiam, tais como a educação, a cultura e a economia, propriamente dita. Vem daí a relevância do tema, bem como sua constante presença nos debates sobre os frutos das políticas públicas, da estrutura institucional e do desenvolvimento econômico que são os elementos norteadores deste trabalho, que busca constatar e destacar os dados demográficos e sociais mais importantes, as tendências mais marcantes e as questões inerentes a ela. A avaliação inicialmente foi feita em todos os municípios do Rio Grande do Norte fazendo uma verticalilzação para os municípios de Caicó, Pau dos Ferros, Ipueira e Taboleiro Grande. Destacando o papel de uma política social através de programas governamentais, como é o caso do Programa Bolsa Família (PBF), que cria a possibilidade de mudanças no perfil sócio demográfico dado a importância que a ação desta política pública tem na conformação da realidade econômica regional, bem como os programas e ações sociais do governo aqui relatados que geram mobilidades de pessoas e novas demandas sociais, como é o caso das Aposentadorias Rurais, do Benefício de Prestação Continuada (BPC), do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) que colocam no mercado contingentes populacionais que vivem à margem de diversas formas de consumo. Nestes termos, o perfil sócio econômico do estado mostra uma significativa melhoria em seus indicadores sociais, vitais de educação e redistribuição de renda, haja vista a significativa melhora na Esperança de Vida, na queda da Taxa de Abandono Escolar e na queda dos indicadores de Proporção de Pobres e Indigentes no Estado. Onde a queda na proporção de pobres e indigentes está fortemente associada ao aumento de renda, proveniente de programas sociais. Com esta transferência e redistribuição de renda pode se aferir que ocorre um fortalecimento das economias locais e um engajamento das famílias com as condicionalidades dos programas sociais PETI e Bolsa Família. A nossa pesquisa conclui que a simples elevação das rendas causadas pelas transferências, apresenta impactos relevantes sobre a escolarização dos jovens nas famílias beneficiárias. Não há dúvida de que os programas de transferência de renda, voltados para qualquer campo social, representam um mecanismo de diminuição das mazelas mais perversas da pobreza, da iniqüidade social e econômica que é a fome. Para uma expressiva parcela da população brasileira que vive abaixo da linha da pobreza, os programas de transferência de renda se expressam diretamente na melhoria das condições materiais de vida e indiretamente na melhoria da auto-estima da mulher e de todos os membros da família beneficiária promovendo ainda a integração familiar. As experiências têm mostrado que as melhorias nas condições de saúde e nutrição podem ser obtidas por meio da implementação de políticas sociais adequadas a exemplo dos programas de transferência de renda, enquanto a inclusão social e econômica não se torna plena
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/18863
Aparece nas coleções:PPGe - Mestrado em Geografia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TasiaMCV.pdf4,41 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.