Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18896
Título: Detecção de áreas degradadas na sub-bacia hidrográfica do rio Taperoá/PB, utilizando parâmetros físicos dos sensores MODIS/terra e TM/landsat
Autor(es): Paiva, Luiz Antônio Nascimento de
Palavras-chave: Degradação ambiental;Sistemas de informação geográfica;Sensoriamento remoto;Environmental degradation;Geographic information systems;Remote sensing;Environmental
Data do documento: 12-Nov-2008
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: PAIVA, Luiz Antônio Nascimento de. Detecção de áreas degradadas na sub-bacia hidrográfica do rio Taperoá/PB, utilizando parâmetros físicos dos sensores MODIS/terra e TM/landsat. 2008. 28 f. Dissertação (Mestrado em Dinâmica e Reestruturação do Território) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2008.
Resumo: This study includes the results of the analysis of areas susceptible to degradation by remote sensing in semi-arid region, which is a matter of concern and affects the whole population and the catalyst of this process occurs by the deforestation of the savanna and improper practices by the use of soil. The objective of this research is to use biophysical parameters of the MODIS / Terra and images TM/Landsat-5 to determine areas susceptible to degradation in semi-arid Paraiba. The study area is located in the central interior of Paraíba, in the sub-basin of the River Taperoá, with average annual rainfall below 400 mm and average annual temperature of 28 ° C. To draw up the map of vegetation were used TM/Landsat-5 images, specifically, the composition 5R4G3B colored, commonly used for mapping land use. This map was produced by unsupervised classification by maximum likelihood. The legend corresponds to the following targets: savanna vegetation sparse and dense, riparian vegetation and exposed soil. The biophysical parameters used in the MODIS were emissivity, albedo and vegetation index for NDVI (NDVI). The GIS computer programs used were Modis Reprojections Tools and System Information Processing Georeferenced (SPRING), which was set up and worked the bank of information from sensors MODIS and TM and ArcGIS software for making maps more customizable. Initially, we evaluated the behavior of the vegetation emissivity by adapting equation Bastiaanssen on NDVI for spatialize emissivity and observe changes during the year 2006. The albedo was used to view your percentage of increase in the periods December 2003 and 2004. The image sensor of Landsat TM were used for the month of December 2005, according to the availability of images and in periods of low emissivity. For these applications were made in language programs for GIS Algebraic Space (LEGAL), which is a routine programming SPRING, which allows you to perform various types of algebras of spatial data and maps. For the detection of areas susceptible to environmental degradation took into account the behavior of the emissivity of the savanna that showed seasonal coinciding with the rainy season, reaching a maximum emissivity in the months April to July and in the remaining months of a low emissivity . With the images of the albedo of December 2003 and 2004, it was verified the percentage increase, which allowed the generation of two distinct classes: areas with increased variation percentage of 1 to 11.6% and the percentage change in areas with less than 1 % albedo. It was then possible to generate the map of susceptibility to environmental degradation, with the intersection of the class of exposed soil with varying percentage of the albedo, resulting in classes susceptibility to environmental degradation
metadata.dc.description.resumo: A presente pesquisa compreende os resultados de análises de áreas suscetíveis a degradação ambiental por sensoriamento remoto no semi-árido nordestino, o que é um fato preocupante e atinge toda população e o efeito catalisador desse processo ocorre pelo desmatamento da caatinga e por práticas inadequadas do uso do solo. Assim, o objetivo desta pesquisa é utilizar parâmetros biofísicos do sensor MODIS/Terra e as imagens TM/Landsat-5 para determinar as áreas susceptíveis ao processo de degradação no semi-árido paraíbano. A área de estudo localiza-se no sertão central da Paraíba, na Sub-bacia do Rio Taperoá, com médias anuais de precipitação inferiores a 400 mm e temperatura média anual de 28°C. Para a elaboração do mapa de cobertura vegetal foram utilizadas as imagens TM/Landsat- 5, especificamente, a composição colorida 5R4G3B, mais utilizada para mapeamento do uso do solo. Este mapa foi confeccionado pela Classificação Supervisonada por Máxima Verossimilhança. A legenda corresponde aos seguintes alvos: vegetação de caatinga densa e esparsa; vegetação ciliar e solo exposto. Os parâmetros biofísicos utilizados do sensor MODIS foram: emissividade, albedo e Índice de Vegetação por Diferença Normalizada (NDVI). Os programas computacionais de geoprocessamento utilizados foram o Modis Reprojections Tools e o Sistema de Processamento de Informações Georreferenciadas (SPRING), no qual foi montado e trabalhado o banco de informações dos sensores MODIS e TM e o software ArcGIS para a confecção de cartas mais customizáveis. Inicialmente, avaliou o comportamento da vegetação pela emissividade por meio da adaptação da equação de Bastiaanssen sobre o NDVI para espacializar a emissividade e observar as alterações durante o ano de 2006. O albedo foi utilizado para visualizar o seu percentual de aumento nos períodos de dezembro de 2003 e 2004. As imagens do sensor TM/Landsat usadas foram do mês de dezembro de 2005, de acordo com a disponibilidade das imagens e no período de menor emissividade. Para estas aplicações foram feitos programas em Linguagem Espacial para Geoprocessamento Algébrico (LEGAL), que é uma rotina de programação do SPRING, a qual permite realizar vários tipos de álgebras de dados e mapas espaciais. Para a detecção de áreas susceptíveis ao processo de degradação ambiental levou-se em consideração o comportamento da emissividade da caatinga que se mostrou sazonal coincidindo com o período chuvoso atingindo o máximo de emissividade nos meses de abril a julho e nos restantes dos meses uma baixa emissividade. Com as imagens do albedo de dezembro de 2003 e 2004, foi verificado o seu aumento percentual, o que possibilitou a geração de duas classes distintas: áreas com aumento da variação percentual de 1 a 11,6% e áreas com variação percentual inferior a 1% do albedo. A partir daí foi possível gerar o mapa de susceptibilidade à degradação ambiental, com o cruzamento da classe de solo exposto com a variação percentual do albedo, resultando em classes susceptibilidade à degradação ambiental
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/18896
Aparece nas coleções:PPGe - Mestrado em Geografia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LuizANP_DISSERT.pdf8,44 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.