Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19130
Título: Custo médio ponderado de capital: um estudo dos erros contidos em seu cálculo nas ofertas públicas de aquisições de ações registradas na comissão de valores mobiliários (CVM)
Autor(es): Lucena, Edzana Roberta Ferreira da Cunha Vieira
Silva, César Augusto Tibúrcio
Melo, Clayton Levy Lima de
Gomes, Anailson Márcio
Palavras-chave: Weighted Average Cost of Capital;Métodos de avaliação de empresas;Custo Médio Ponderado de Capital;Laudos de Avaliação das Ofertas Públicas de Aquisições de Ações - Análise;Taxa de desconto
Data do documento: 2013
Citação: LUCENA, Edzana Roberta Ferreira da Cunha Vieira et al. Custo médio ponderado de capital: um estudo dos erros contidos em seu cálculo nas ofertas públicas de aquisições de ações registradas na comissão de valores mobiliários (CVM). ReCont : ReCont: Registro Contábil, Maceió, v. 4, n. 1, p. 19-32, jan./abr., 2013. ISSN 2179-734X. <Disponível em: http://www.seer.ufal.br/index.php/registrocontabil/article/view/522/694>. Acesso em: 14 maio 2015.
Resumo: Este artigo tem como objetivo geral verificar se os Laudos de Avaliação das Ofertas Públicas de Aquisições de Ações (OPA), autorizadas pela Comissão de Valores Mobiliários do Brasil (CVM), possuem erros no cálculo do Custo Médio Ponderado de Capital (Weighted Average Cost of Capital - WACC), entre janeiro de 2005 e maio de 2010. Para alcançá-lo, realizou-se uma pesquisa bibliográfica e empírica. Essa última feita por meio do estudo de todos os Laudos de Avaliação das OPA registrados no sítio da CVM, totalizando 92 OPA, com 84 laudos. A amostra selecionada é constituída por laudos que utilizam o WACC como taxa de desconto, totalizando 55 laudos. Desses, 50 utilizam o Fluxo de Caixa Livre e 5 o Fluxo de caixa do acionista com a incorreta utilização do WACC como taxa de desconto. Os erros mais cometidos pelos avaliadores, na amostra estudada, são os Erros 2 e 8, encontrado cada um em 26,26% dos laudos analisados, devido os avaliadores usar a estrutura alvo, valores contábeis, valores baseados em Damodaran, proporção aritmética ou mediana do setor, para encontrar a proporção da dívida e do capital próprio da empresa. Outro erro que tem uma alta freqüência é o 4, representando 22,91% do total analisado, as empresas que o cometeu foi devido a utilização da taxa de juros marginal ao invés da efetiva. Apenas uma empresa analisada não possui nenhum erro no cálculo do WACC. Os erros 6 e 7 não foram cometidos por nenhuma avaliadora
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/19130
ISSN: 2179-734X
Aparece nas coleções:CCSA - DCC - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CustoMédioPonderado_2013.pdf715,05 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.