Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19321
Título: Prevalência e fatores associados à morbidade materna: inquérito populacional em Natal/RN
Autor(es): Rosendo, Tatyana Maria Silva de Souza
Palavras-chave: Mortalidade materna;Morbidade materna;Complicações na gravidez;Inquéritos epidemiológicos;Desigualdades em Saúde
Data do documento: 5-Jun-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: ROSENDO, Tatyana Maria Silva de Souza. Prevalência e fatores associados à morbidade materna: inquérito populacional em Natal/RN. 2014. 101f. Tese (Doutorado em Saúde Coletiva) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo: INTRODUCTION: Severe maternal morbidity , also known as maternal near miss , has been used as an alternative to the study of maternal mortality , since being more frequent shares the same determinants and enables the implementati on of epidem iological surveillance of cases . Since then, hospital audits ha ve been carried out to determine the rates of maternal near miss, its mai n causes and associated factors . More recently, population surveys based on self - reported morbidity have als o been presented as vi able in identifying these cases . OBJECTIVE: The aim of this study was to determine the prevalence and associated factors of maternal near miss and complications during pregnancy and puerperal period in Natal/RN. METHODS: A cross - secti onal population - based study was conducted in Natal /RN , Brazil, which has as its target population women aged 15 to 49 years who were pregnant in the last five years. It was carried out a probabilistic sam pling design based on a multi - stage complex sample , in which 60 census tracts were selected from three strata (north , south - east and west). Afterwards, domiciles were visited in order to obtain a sample of the 908 eligible women in whom a questionnaire was applied. The descriptive analyzes and bivariate ass ociations were performed using the Chi - square test and the estimate of the prevalence ratio (PR ) with 95% confidence interval (CI) and considering the weights and design effects . The Poisson regression analysis , also with 5% significance and 95% CI, was us ed for analyzes of associated factors. RESULTS: 848 women were identified and interviewed after visits in 8.227 households corresponding to a response rate of 93 . 4 %. The prevalence of maternal near miss was 41 . 1 /1 000NV, being the Intensive Care Unity stay i ng (19 . 1 /1 000 LB ) and eclampsia (13 . 5/1000LB) the most important marker s . The prevalence of complications in the puerperal peri od was 21 . 2 %, and hemorrhage (10 . 7%) and urinary tract infection (10 . 7%) the most frequently reported clinical conditions and rema in ing in the hospital for over a week after delivery the mo st frequent intervention (5.4%) . Regarding associated factors , the bivariate analysis showed an association between the increased number of complications in women of black/brown race ( PR= 1 . 23; CI95 % : 1 . 04 - 1 . 46) and lower socioeconomic status ( PR= 1 . 33; CI95%: 1 . 12 - 1 . 58) in women who had pre natal care in public service ( PR= 1 . 42; CI95%: 1 . 16 to 1 . 72 ) and that were not advised during prenatal about where they should do the d elivery (PR= 1 . 24; CI95%: 1 . 05 - 1 . 46), made the del ivery in the public service (PR= 1 . 63; CI95%: 1 . 30 - 2 . 03), had to search for more than one hospital for delivery (PR=1 . 22; CI95%: 1 . 03 - 1 . 45) and had no companion during childbirth ( PR =1 . 19; CI95%: 1 . 01 - 1 . 41) or at all times of childbirth c are - before, during and after childbirth - ( PR= 1 . 25, CI95%: 1 . 05 - 1 . 48) . Moreover, the number of days postpartum hospitalization was higher in women who had more complications (P R= 1 . 59 ; CI95%: 1 . 36 - 1 . 86). In the final regression model for both birth place (P R= 1 . 21 ; CI 95% : 1 . 02 to 1 . 44 ) and socioeconomic status (PR = 1.54 ; CI95%: 1 . 25 - 1 . 90 ) the association remained. CONCLUSION : Conducting population surveys using the pragmatic definition of near miss is feasible and may add importa nt information about this ev ent . It was possible to find the expression of health inequalities related to maternal health in the analysis of both socioeconomic conditions and on the utilization of health services.
metadata.dc.description.resumo: A morbidade materna grave, também conhecida como near miss materno, tem sido utilizada como alternativa ao estudo da mortalidade materna, pois além de ser mais frequente, compartilha os mesmos determinantes e possibilita a implementação da vigilância epidemiológica dos casos. Desde então, auditorias em hospitais têm sido realizadas a fim de determinar as taxas de near miss materno, suas principais causas e seus fatores associados. Mais recentemente, inquéritos populacionais a partir da morbidade auto-referida também têm sido apresentados como viáveis na identificação desses casos. OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi determinar a prevalência de near miss materno e de complicações no período gravídico-puerperal no município de Natal/RN e estudar seus fatores associados. MÉTODO: Trata-se de um estudo seccional, de base populacional realizado no município de Natal/RN, Brasil, que tem como população-alvo as mulheres de 15 a 49 anos que engravidaram nos últimos cinco anos. Realizou-se um processo de amostragem probabilístico com desenho de amostras complexas, no qual foram sorteados 60 setores censitários distribuídos em três estratos (norte, sul-leste e oeste). Em seguida sortearam-se os domicílios que deveriam ser incluídos na pesquisa a fim de obter uma amostra de 1.135 mulheres elegíveis nas quais foi aplicado um questionário. Nas análises descritivas e de associações bivariadas aplicando o teste Qui-quadrado, calculando a Razão de Prevalência (RP) com intervalo de confiança de 95% e considerando os pesos e efeitos do delineamento. A análise de regressão de Poisson, também com significância de 5% e IC de 95%, foi utilizada para as análises dos fatores associados RESULTADOS: Foram entrevistadas 848 mulheres das 1.132 mulheres elegíveis identificadas em 8.227 domicílios percorridos, totalizando uma taxa de não-resposta de 7%. A prevalência de near miss materno foi de 41/1.000NV, sendo a internação em UTI (19/1.000NV) o marcador mais referido. A prevalência de complicações no período gravídico puerperal foi de 21,2%, sendo a hemorragia (10,7%) e a infecção urinária (10,7%) as condições clínicas mais relatadas e a permanência no hospital por mais de uma semana após o parto a intervenção mais frequente (5,4%). Quanto aos fatores associados, a análise bivariada mostrou associação entre o maior número de complicações nas mulheres da raça preta/parda (RP=1,23; IC95%=1,04-1,46) e com pior situação socioeconômica (RP=1,33; IC95%=1,12-1,58), nas mulheres que fizeram o pré-natal no serviço público (RP=1,42; IC95%=1,16-1,72), que não foram orientadas durante o pré-natal sobre lugar onde deveriam fazer o parto (RP=1,24; IC95%=1,05-1,46), que fizeram o parto no serviço público (RP=1,63; IC95%=1,30-2,03), que percorreram mais de um hospital para realizar o parto (RP=1,22; IC95%=1,03-1,45) e que não tiveram acompanhante durante o parto (RP=1,19; IC95%=1,01-1,41) ou em todos os momentos da assistência ao parto - antes, durante e depois do parto - (RP=1,25; IC95%=1,05-1,48). Além disso, o número de dias de internação pós-parto foi maior nas mulheres que tiveram mais complicações (RP=1,59; IC95%=1,36-1,86). No modelo final da regressão tanto o local do parto (RP=1,21; IC95%=1,02-1,44) como a condição socioeconômica (RP=1,54; IC95%=1,25-1,90) mantiveram a associação. CONSIDERAÇÕES FINAIS: A realização de inquéritos populacionais utilizando a definição pragmática de near miss é factível e pode acrescentar informações importantes sobre esse evento. Foi possível perceber a expressão das iniquidades em saúde relacionadas à saúde materna tanto na análise das condições socioeconômicas como na questão da utilização dos serviços de saúde.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/19321
Aparece nas coleções:PPGSCOL - Doutorado em Saúde Coletiva

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TatyanaMariaSilvaDeSouzaRosendo_TESE.pdf1,99 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.