Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19368
Título: Análise de estabilidade de falésias na zona costeira de Baía Formosa - RN
Título(s) alternativo(s): Analysis of cliffs stability at the coastal zone of Baía Formosa - RN
Autor(es): Souza Júnior, Carlos de
Palavras-chave: Estabilidade de falésias;Erosão costeira;Dinâmica costeira;Baía Formosa - RN
Data do documento: 20-Dez-2013
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SOUZA JÚNIOR, Carlos de. Análise de estabilidade de falésias na zona costeira de Baía Formosa - RN. 2013. 169f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
Resumo: The natural and anthropogenic changes that are occurring at the coastal zone around the world represent the greatest problem to society in this century. This problem becomes more evident due to high density of coastal cities, to growing tourist-estate speculation of those areas and to climate change that tend to trigger and accelerate the erosive processes that operating in the littoral. In this context, it‟s possible perceive ever more a significant increase of problems associated to the coastal erosion and retreat of cliffs in the state of Rio Grande do Norte, where this study area of this search is located. The area is located in the coastal zone of the city of Baía Formosa/RN, in south-eastern coast of Rio Grande do Norte, and has a extension of about 1200 meters along the Porto beach. The main objective of this study is to analyze the stability of these cliffs in this region. Through field investigations, testings and computational analysis using the Finite Element Method and Equilibrium Limit Methods. The area was divided into four sections, and were applied checklists, and also realized characterization tests and direct shear tests with materials obtained along these sections. In this manner, it was found that the segments of cliff in this coastal zone have heights around 4 meters to 14 meters and inclinations of approximately 40° to 90°.However the constituents soils of the cliffs were classified, in general terms in accordance to Unified Soil Classification System (USCS), as clayey sands or silty sands, clays of low plasticity, clayey gravels and poorly graduaded sands. The most variegated and clayey soils belong to base of the cliff. The stability analysis showed that the safety factors ranged in section 01, from 1.92 to 4.93, in the section 02, from 1.00 to 1.43, in the section 03, from 1.36 to 1.75 , and section 04, from 1.00 to 3.64. Thus, the sections 02 and 03 were considered more unstable. However, the section 03 can be considered as the most critical section due to the absence of coastal protection structures and the narrow strip of beach.
metadata.dc.description.resumo: As mudanças naturais e antrópicas que vêm ocorrendo na zona costeira em todo o mundo representam um dos maiores problemas para a sociedade neste século. Essa importância se torna mais evidente devido à elevada densidade das cidades litorâneas, à crescente especulação turístico-imobiliária dessas áreas e às alterações climáticas que tendem a desencadear e acelerar esses processos. Nesse contexto, percebe-se cada vez mais um aumento significativo dos problemas relacionados à erosão costeira e recuo de falésias no estado do Rio Grande do Norte. A área de estudo desta pesquisa localiza-se na zona costeira do município de Baía Formosa/RN, no litoral oriental-sul do Rio Grande do Norte, e possui uma extensão de cerca de 1200 m ao longo da praia do Porto. O objetivo principal deste trabalho é analisar a estabilidade dessas falésias, através de investigações de campo, ensaios e análises computacionais utilizando o Método dos Elementos Finitos e o Método de Bishop. Para atender aos objetivos deste trabalho, a área foi subdividida em quatro trechos, e foram aplicados checklists e também realizados ensaios de caracterização e de cisalhamento direto com materiais obtidos ao longo desses trechos. Os segmentos de falésia nessa zona costeira possuem alturas variando em torno de 4 m e 14 m e inclinações de aproximadamente 40º a 90º. Os solos constituintes das falésias foram classificados, em termos gerais, como areias argilosas ou siltosas e argilas arenosas, sendo os solos mais argilosos e variegados pertencentes à base da falésia. As análises de estabilidade mostraram que os fatores de segurança variaram, no trecho 01, de 2,38 a 6,06, no trecho 02, de 1,01 a 1,62, no trecho 03, de 1,29 a 1,78, e no trecho 04, de 0,83 a 2,48. Assim, os trechos 02 e 03, foram considerados como mais instáveis. Entretanto, pode-se considerar o trecho 03 como o mais crítico devido à ausência de estruturas de proteção costeira e à estreita faixa de praia. Fato que não ocorre no trecho 02, o qual possui uma extensa faixa de praia e é protegido por um muro de arrimo que restringe o acesso dos banhistas às áreas adjacentes do pé da falésia.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/19368
Aparece nas coleções:PPEC - Mestrado em Engenharia Civil

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CarlosDeSouzaJunior_DISSERT.pdf9,61 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.