Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19389
Título: Proposição e aplicação de um core set da classificação internacional de funcionalidade, incapacidade e saúde (CIF) para saúde física de idosos
Autor(es): Ruaro, João Afonso
Palavras-chave: Classificação Internacional de Funcionalidade;Incapacidade e saúde;Saúde do idoso;Atividade motora
Data do documento: 16-Mai-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: RUARO, João Afonso. Proposição e aplicação de um core set da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) para saúde física de idosos. 2014. 54f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
metadata.dc.description.resumo: A Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) foi desenvolvida com objetivo principal de proporcionar uma linguagem unificada e padronizada por meio de uma estrutura que descreva a saúde e os estados relacionados a ela, auxiliando a comunicação, a troca e o registro de informações sobre os indivíduos. Apresenta-se dividida em quatro domínios: funções do corpo, estruturas do corpo, atividades e participação e fatores ambientais. Para aumentar a viabilidade de sua utilização, core sets começaram a ser desenvolvidos, e objetivam estabelecer uma seleção de categorias adaptada para representar os padrões de avaliação multiprofissional de grupos específicos de pacientes. Com o objetivo de propor um core set da CIF para classificar a saúde física de idosos, formou-se uma comissão de especialistas para julgar o instrumento por meio da técnica Delphi, que tem por objetivo obter o consenso de um painel de pessoas com conhecimento do assunto a ser investigado, os chamados especialistas. Cinco rodadas de análise foram realizadas até chegar à versão inicial do core set, composto inicialmente por 30 categorias. Esta versão foi aplicada em uma amostra com idosos do município de Natal/RN, sendo que seus resultados foram submetidos à análise fatorial, tendo ficado com 19 categorias em sua versão final. A análise ainda proporcionou gerar uma pontuação para cada idoso por meio do escore fatorial, que variou de -4,75 a 7,85 (escores menores indicam melhor saúde física), tendo provado ser uma forma fidedigna e confiável de se pontuar um core set.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/19389
Aparece nas coleções:PPGCSA - Doutorado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JoaoAR_TESE.pdf3,22 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.