Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19433
Título: Densidade de estocagem em camarões da espécie Macrobrachium rosenbergii (De Man, 1879) na fase juvenil
Autor(es): Costa, Jamilly de Souza
Palavras-chave: Carcinicultura;Macrobrachium rosenbergii;Camarão de água doce;Densidade de estocagem;Etologia Aplicada.
Data do documento: 30-Abr-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: COSTA, Jamilly de Souza. Densidade de estocagem em camarões da espécie Macrobrachium rosenbergii (De Man, 1879) na fase juvenil. 2014. 66f. Dissertação (Mestrado em Psicobiologia) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo: Among the species of freshwater shrimp being cultivated, Macrobrachium rosenbergii stands out. Knowledge about the behavior of this species and the influence of certain factors on its development can help optimize management practices and minimize the likely impacts shrimp farming has on the environment and the animals themselves. The objective of this study was to characterize the species' behavior during early stages of development under different stocking densities over a 24-hour cycle. Ten day old postlarvae were transferred from the Jundiaí School of Agriculture (EAJ - Escola Agrícola de Jundiaí) in Macaíba (RN), Brazil to the Shrimp Behavior Laboratory (LSPR - Laboratório de Estudos do Comportamento do Camarão) at the Federal University of Rio Grande do Norte (UFRN), where they were weighed and measured. Eight aquaria with constant temperature, aeration and filtration, and subjected to a12 h light/12 h dark cycle were used for each experiment. Each aquarium also contained two shelters made of bricks and the water quality was monitored weekly. Behavioral observations were made at two densities: 25 individuals/m-² and 40 individuals/m-². The methods for recording behaviors were: behavioral sampling – enter and leave the shelter, exploring on the substrate, exploring in the water column, move away, attack, pursuit and cannibalism; scan sampling - inactivity, feeding, exploration, digging, swimming, cleaning and staying in the shelter. Observations were made during a 15 minute period/per aquarium at a frequency of 4 times daily, for 4 days/week, and over 4 weeks. Food was provided 2 times/day for each aquarium population, immediately before the 1st and 3rd observation periods. Our results demonstrate that at high density, there is an increased frequency of agonistic behavior; during the light phase, there is a greater frequency of behaviors that result in less exposure (inactivity, cleaning and staying in the shelter); during the dark phase, there is an increased frequency of behaviors that result in greater exposure (feeding, exploration, swimming and digging); at times of feed offer, there is an increased frequency of leaving the shelter, moving away, pursuit, feeding, exploration and swimming. At low density, the animals showed a lower frequency of agonistic behaviors, greater weight gain and higher growth rates, which indicates that this is a more favorable growing environment for cultivation and when applied, can generate better living conditions, favor survival rates and increase management success
metadata.dc.description.resumo: Entre as diversas atividades aquícolas, a carcinicultura sobressai-se devido ao alto valor comercial que os crustáceos atingiram no mercado. Dentre as espécies de água doce cultivadas, uma das que mais têm se destacado é Macrobrachium rosenbergii. O conhecimento sobre o comportamento da espécie e a influência das características do ambiente em seu desenvolvimento pode otimizar o manejo e minimizar prováveis impactos ao meio ambiente e ao próprio animal. Assim, nosso objetivo geral foi caracterizar as atividades comportamentais dessa espécie nos estágios iniciais do desenvolvimento em diferentes densidades de estocagem, nas fases do ciclo de luz. Pós-larvas com 30 dias de vida foram trazidas da Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ), Macaíba/RN e, em seguida, transferidas para o laboratório de Estudos do Comportamento do Camarão (LECC), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), onde foram medidas e pesadas. Para cada experimento, foram utilizados oito aquários de 60 L (40 cm x 30 cm x 50 cm), com temperatura e aeração constantes e filtração contínua através de mídias filtrantes biológicas em mini-tubos, areia, lã de vidro e carvão vegetal, contendo três centímetros de areia de filtro de piscina (granulometria média) como substrato e submetidos ao ciclo de 12h/12h, tendo 30% da água trocada uma vez por semana. Os abrigos utilizados foram pedaços de tijolos, sendo 2 em cada aquário. A qualidade da água foi monitorada semanalmente. Para observação do comportamento dos animais, utilizamos duas densidades: 25 animais m-² e 40 animais m-². Os comportamentos foram observados através dos seguintes métodos de registro: amostragem comportamental - entrada e saída do abrigo, coleta de alimento no substrato e na coluna d’água, afastamento, ataque, perseguição e canibalismo; scan - inatividade, alimentação, exploração, cavação, natação, limpeza e permanência no abrigo. As observações ocorreram em janelas de 15 minutos/aquário, 4 vezes ao dia, por 4 dias na semana, ao longo de 4 semanas. O alimento foi ofertado 2 vezes ao dia, imediatamente antes de 2ª e da 4ª janela de observação de cada aquário. Nossos resultados demonstraram que na alta densidade, na fase de claro, os animais apresentaram maior frequência de atividades comportamentais que possivelmente promoveram menor exposição, e também evitação de atos agonísticos. Nessa densidade, na fase de escuro, a maior frequência foi de comportamentos que pareceram gerar maior exposição a riscos. Para a baixa densidade, encontramos um padrão que pode ser importante para o manejo ao gerar mais conforto aos animais no ambiente de cultivo. Concluiu-se que a densidade de estocagem exerceu influência na expressão das atividades comportamentais de M. rosenbergii nos estágios iniciais do desenvolvimento, com modificações no comportamento que indicam bem-estar pobre ao animal em condições de alta densidade de estocagem.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/19433
Aparece nas coleções:PPGPSICO - Mestrado em Psicobiologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JamillyDeSouzaCosta_DISSERT.pdf1,83 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.