Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19580
Título: Percepções ambientais de comunidades rurais e indicadores de sustentabilidade como subsídios à conservação de áreas de caatinga no Rio Grande do Norte
Título(s) alternativo(s): Environmental Perception of rural communities and Sustainability Indicators as subsidies for the conservation of Caatinga areas in Rio Grande Do Norte state, Brazil
Autor(es): Silva, Thaise Sousa da
Palavras-chave: Comunidades locais;Degradação na caatinga;Pressão-Estado-Impacto-Resposta;Unidades de conservação
Data do documento: 26-Ago-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SILVA, Thaise Sousa da. Percepções ambientais de comunidades rurais e indicadores de sustentabilidade como subsídios à conservação de áreas de caatinga no Rio Grande do Norte. 2014. 112f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo: Environmental degradation is a global problem that particularly affects areas subject to seasonal climatic variations, such as the brazilian semiarid region, namely the Caatinga Domain. Combined with other negative factors, such as natural resource misuse and disorderly land occupation, the consequences of Environmental Degradation have challenged science in the quest for addressing the resulting social and environmental problems. Accordingly, Environmental Perception methodology, by analyzing the concepts, attitudes and values, (especially those pertaining to environmental conservation) represent an important tool in studies that address the relationship between the environment and human actions. Sustainability Indicators are also relevant tools to assess the possible causes and consequences of environmental problems. Among several Sustainability Indicators available, the PressuresState-Impact-Response (PSIR) method is an analytical tool that permits the grouping of factors affecting sustainability as well as their consequences for nature and human health, and thus indicate mitigating actions for society and the public authorities. From this perspective, three areas of Caatinga were studied in Rio Grande do Norte state: Seridó Ecological Station (ESEC), Municipality of Serra Negra do Norte; Private Natural Reserve Stoessel de Brito (PNRSB), Municipality of Jucurutu; and part of the Serra de Santana, Municipality of Tenente Laurentino Cruz. The areas are both legally protected and unprotected and subject to diferent management protocols, though their share the common characteristic of human misuse of natural resources. In this scenario, this thesis´ main goal was to introduce the rural communities into the conservation process, using the results of Environmental Perception of such communities, combined with the analysis of the sustainability of municipalities through PSIR. Information on Environmental Perception was obtained from primary and secondary data from previous studies carried out in the ESEC Seridó and PRNP Stoessel de Brito. Additional data was obtained through direct observation and interview forms applied to rural communities in the Municipality of Tenente Laurentino Cruz. The results showed that respondents possessed a broad knowledge regarding environmental degradation, its causes and consequences for the caatinga biome. PEIR analysis showed that environmental degradation was smaller in countries with protected areas, as compared to those without. The population´s knowledge about environmental degradation and their acceptance of conservation units, as showed by Environmental Perception Analysis, coupled with the results of PEIR, suggest that those attitudes may foster actions aimed at reduction of environmental degradation in the Caatinga domain
metadata.dc.description.resumo: A degradação ambiental é um problema global que afeta particularmente regiões submetidas a variações climáticas sazonais, como é o caso do semiárido brasileiro, mais precisamente o Domínio das Caatingas. Aliada a outros fatores negativos, como o uso e ocupação desordenados, as consequências têm desafiado a ciência na busca pelo equacionamento dos problemas socioambientais gerados. Nesse sentido, a Percepção Ambiental tem sido um instrumento bastante relevante em estudos que tratam das relações entre meio ambiente e ações humanas, por possibilitar análises das concepções, atitudes e valores, principalmente aqueles relacionados à conservação ambiental. Aliada à Percepção Ambiental, os Indicadores de Sustentabilidade constituem ferramentas relevantes por possibilitarem mensurar as possíveis causas e consequências de problemas ambientais. Dentre os diversos Indicadores de Sustentabilidade, destaca-se o método pressão-estado-impacto-resposta (PEIR), que é um instrumento analítico que permite organizar e agrupar de maneira lógica os fatores que afetam, o impacto que geram na natureza e na saúde humana, assim como de que forma a sociedade e o poder público podem intervir para reverter a situação causada. Nessa perspectiva, foram estudadas três áreas de Caatinga no seridó do Rio Grande do Norte: Estação Ecológica do Seridó, Município de Serra Negra do Norte; Reserva Particular do Patrimonio Natural Stoessel de Brito, Município de Jucurutu; e parte da Serra de Santana, Município de Tenente Laurentino Cruz. Estas constituem áreas naturais protegidas e não protegidas e por isso, estão submetidas a diferentes formas de gestão, embora compartilhem semelhanças socioambientais; ou seja, as comunidades residentes nessas áreas, estão submetidas a vulnerabilidades e usam de forma desordenada as potencialidades dos recursos naturais. Nesse Cenário, esta tese teve como objetivo geral inserir as comunidades rurais no processo de conservação, utilizando a Percepção Ambiental dessas comunidades, aliada à análise da sustentabilidade dos municípios por meio do PEIR. As informações sobre percepção foram obtidas de dados primários e secundários de estudos anteriormente realizados em comunidades habitantes do entorno da ESEC Seridó, município de Serra Negra do Norte e da RPPN Stoessel de Brito, município de Jucurutu. E, por meio de observação direta e entrevistas no formato de formulários, aplicados a comunidades rurais do entorno da Caatinga do Município de Tenente Laurentino Cruz, foram obtidas suas percepções. Os resultados obtidos demonstraram que os entrevistados apresentam um conhecimento amplo sobre a degradação ambiental, suas causas e consequências, atende um vasto conhecimento sobre os recursos naturais existentes nessas áreas de Caatinga. A Análise do Sistema PEIR possibilitou identificar nas áreas estudadas que, nos municípios que abrigam Unidades de Conservação, a degradação ambiental está em menores proporções que naqueles que não possuem áreas protegidas, além de demonstrar que o conhecimento das comunidades e a aceitação destas em relação às Unidades de Conservação, potencializam as ações que podem ser utilizadas para a redução da degradação ambiental na Caatinga
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/19580
Aparece nas coleções:PRODEMA - Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ThaiseSousaDaSilva_TESE.pdf3,62 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.