Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19627
Título: A dinâmica do trabalho no Brasil sob a ótica das relações socioeconômicas e demográficas, 2000-2010
Autor(es): Coutinho, Tiê Dias de Farias
Palavras-chave: Razão de dependência;Taxa de atividade;Desocupados;Carteira assinada;Ocupação;Brasil;Demografia
Data do documento: 31-Out-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: COUTINHO, Tiê Dias de Farias. A dinâmica do trabalho no Brasil sob a ótica das relações socioeconômicas e demográficas, 2000-2010. 2014. 105f. Dissertação (Mestrado em Demografia) - Centro de Ciências Exatas e da Terra, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo: This investigation aims at measuring and analyze through the study of the relation between the demographic, economic and social variables, in a period from 2000 to 2010, considering as geographical space municipalities that have in common urbanization rate equal or superior to 70% and total population equal or superior to 30 thousand inhabitants, divided into three groups. Then a descriptive analysis of the socioeconomic indicators was undertaken comparatively the years of 2000 and 2010 between the three groups, emphasizing the relation between gender and age. It was studied the relations between the dependence ratio, activity rate, the percentage of workers under an employment contract and the rates of lack of occupation with social, economic and demographic indicators are studied through statistic techniques of multiple regression analysis. For this purpose were used microdata basis of populational census of 2000 and 2010 from Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) and from available indicators at Atlas do Desenvolvimento Humano 2013 from Program das Nações Unidas (PNUD). According to the obtained results, the three groups present similar population characteristics. The rates of activity curves for 2000 and 2010 indicate that the population of 20 and 45 years old has the highest rates highlighting the female rates that increased while the male ones have remained unchanged. With the application of nonparametric Kolmogorov-Smirnov compared the curves of the activity rates though there is was possible to establish that the group of metropolitan municipalities from the countryside differed from the other ones. By multiple regression models adjusted for the various combinations of time and space it soon became clear that the size of the municipal population has no influency on any of the dependent variables of the survey and that there is significance of the Human Development Index (IDH) relative to on the dependent variables. It is also noted has been established that there is a significant and direct relation between the activity rate and the home income. Furthermore, contacted was a inverse relationship between the percentage of workers under an employment contract is, the lower the income inequality, measured by the Gini index
metadata.dc.description.resumo: Esta investigação tem como objetivo mensurar e analisar, através do estudo das relações entre variáveis demográficas, econômicas e sociais, no período 2000 a 2010, considerando-se como espaço geográficos municípios que tenham em comum, uma taxa de urbanização igual ou superior a 70% e uma população total superior ou igual a 30 mil habitantes, divididos em três grupos. Foi empreendida uma análise descritiva dos indicadores socioeconômicos comparativamente aos anos de 2000 e 2010 entre os três grupos, enfatizando-se a relação entre sexo e idade. Estudou-se as relações entre a razão de dependência, a taxa de atividade, o percentual de trabalhadores com carteira assinada e a taxa de desocupação com indicadores sociais, econômicos e demográficos através de técnicas estatísticas de análise de regressão múltipla. Fez-se uso das bases de micro dados dos Censos populacionais de 2000 e 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e dos indicadores disponibilizados no Atlas do Desenvolvimento Humano 2013 do Programa das Nações Unidas (PNUD). De acordo com os resultados obtidos, os três grupos apresentam características populacionais semelhantes. As curvas das taxas de atividade para 2000 e 2010 apontam que a população entre 20 e 45 anos possui as maiores taxas, destacando-se as taxas femininas, que aumentaram, enquanto as masculinas permaneceram inalteradas. Com a aplicação do teste não paramétrico de KolmogorovSmirnov, comparou-se as curvas das taxas de atividade constatando-se que o grupo dos municípios metropolitanos do interior se diferenciou dos demais. Pelos modelos de regressão múltipla ajustados para as diversas combinações de tempo e espaço, verificou-se que o tamanho da população do município não tem influência em nenhuma das variáveis dependentes do estudo e que houve significância do Índice de Desenvolvimento Humano (IDHM) em relação às variáveis dependentes. Observou-se também que há relação direta e significativa entre a taxa de atividade e a renda domiciliar per capita. Ademais, constatou-se um relação inversa entre o percentual de trabalhadores com carteira assinada e a desigualdade de renda, medida pelo índice de Gini
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/19627
Aparece nas coleções:PPGDEM - Mestrado em Demografia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TieDiasDeFariasCoutinho_DISSERT.pdf3,36 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.