Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19628
Título: Aplicabilidade das equações de estimativa de peso e estatura em idosos residentes em instituições de longa permanência no município de Natal-RN
Autor(es): Lima, Marcos Felipe Silva de
Palavras-chave: Saúde do idoso;Estado nutricional;Avaliação nutricional;Antropometria
Data do documento: 19-Dez-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: LIMA, Marcos Felipe Silva de. Aplicabilidade das equações de estimativa de peso e estatura em idosos residentes em instituições de longa permanência no município de Natal-RN. 2014. 101f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo: The anthropometric assessment is important to detect changes in nutritional status and subsidize health interventions. Estimation methods can be employed in the absence of measurement of weight and height in the elderly. However, such methods are not always applicable. Objective: To compare and validate weight and stature estimation methods in the elderly living in nursing homes, Natal-RN. Methodology: The equations were evaluated qualitatively by the reproducibility of anthropometric measurements that made it up and quantitatively by mean differences analysis and plot, the coefficient of determination (R²), root mean square error (RMSE), intraclass correlation coefficient (ICC), and graphic residual analysis. In stature estimation methods were done cluster analysis to verify similarity of the different methods evaluated. It was adopted as significant p <0.05. It was considered applicable when the estimation method presented R²> 0.7; the lowest RMSE among the evaluated methods; ICC> 0.7; and its 95% confidence interval with less distance between the upper and lower limits. Results: It were evaluated 315 elderly from 10 nursing homes by Natal-RN. The average body weight was greater in the younger elderly and without restricting mobility. Height was measured only in the elderly without restricting mobility. Qualitative analysis showed a weight equation Eq.2 to Rabito et al. (2008) as the best reproducibility, since it is not used skinfold thickness. Quantitative analysis revealed Eq.2 of Rabito et al. (2008) as the best applicability for the whole population and different genders, age groups (60 to 69 years, 70-79 years and 80 years or more) and mobility restriction. In relation to height, it was considered the methods that use the demi-span as low reproducibility. The cluster analysis grouped the Latin American equations in a cluster, the US and in other did not group demi-span and arm length methods. The eq.4 Bermudez; Tucker (2000) was the best applicable for the entire population. The different group’s analysis found that for elderly males and 60-69 years, IV Bermúdez; Tucker (2000) method was applicable. Conclusion: Eq.2 of Rabito et al. (2008) was applicable to estimate weight in this population and the different groups analyzed. The eq.4 Bermudez; Tucker (2000) was applicable only for males and age group 60-69 years. There was no equation applicable to height estimation for female and aged 70 years or older. Thus, it is necessary to carry out further researches to develop specific stature and weight estimation methods for the Brazilian institutionalized elderly population
metadata.dc.description.resumo: A avaliação antropométrica é importante para detectar alterações no estado nutricional e subsidiar intervenções de saúde. Métodos de estimativa podem ser empregados na impossibilidade de mensuração do peso e estatura em idosos. Entretanto, tais métodos nem sempre são aplicáveis. Objetivo: Comparar e validar métodos de estimativa de peso e estatura em idosos residentes em ILPI de Natal-RN. Metodologia: Coletou-se peso, estatura, perímetros, dobras cutâneas e comprimentos corporais. Avaliaram-se as equações, qualitativamente, pela reprodutibilidade das medidas antropométricas que as compunham e, quantitativamente, pela análise e plotagem das diferenças de médias, teste t-student para amostras em pares, coeficiente de determinação (R²), raiz do erro quadrático médio (REQM), coeficiente de correlação intraclasse (CCI) e análise gráfica de resíduos. Nas equações de estimativa de estatura, realizou-se análise de cluster entre os diferentes métodos avaliados. Adotou-se como valor de significância p < 0,05. Considerou-se aplicável quando o método de estimativa apresentou R² > 0,7; o menor REQM dentre os avaliados; CCI > 0,7; e respectivo intervalo de confiança 95% com menor distância entre os limites inferior e superior. Resultados: Avaliaram-se 315 idosos de 10 ILPI da cidade de Natal-RN. O peso corporal médio foi maior nos idosos mais jovens e sem restrição de mobilidade. Mediu-se a estatura somente nos idosos sem restrição de mobilidade. A análise qualitativa das equações de peso mostrou a eq.2 de Rabito et al. (2008) como a de melhor reprodutilidade, uma vez que não utilizava medidas de dobras cutâneas. A análise quantitativa revelou a eq.2 de Rabito et al. (2008) como a de melhor aplicabilidade em toda a população avaliada e nos diferentes sexos, faixas etárias (60 a 69 anos, 70 a 79 anos e 80 anos ou mais) e restrição de mobilidade. Em relação à estatura, os métodos que usam a hemi-envergadura foram de menor reprodutibilidade. A análise de conglomerados agrupou as equações latino americanas em um cluster, as americanas em outro e não agrupou os métodos que utilizavam hemi-envergadura e comprimento da ulna. A eq.4 de Bermúdez; Tucker (2000) foi a de melhor aplicabilidade para toda a população. Quando analisados os diferentes estratos, verificou-se que para idosos do sexo masculino e de 60 a 69 anos a eq.4 de Bermúdez; Tucker (2000) foi aplicável. Conclusão: A eq.2 de Rabito et al. (2008) foi aplicável para a estimativa de peso na população avaliada e nos diferentes estratos analisados. A eq.4 de Bermúdez; Tucker (2000) foi aplicável somente para o sexo masculino e faixa etária de 60 a 69 anos. Não houve equação aplicável para a estimativa de estatura de idosos do sexo feminino ou com 70 anos ou mais de idade. Portanto, faz-se necessária a realização de novas pesquisas que desenvolvam métodos de estimativa de estatura e peso específicos para a população idosa institucionalizada brasileira
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/19628
Aparece nas coleções:PPGSCOL - Mestrado em Saúde Coletiva

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MarcosFelipeSilvaDeLima_DISSERT.pdf2,86 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.