Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19636
Título: Interação social e envelhecimento ativo: um estudo em duas praças de Natal/RN
Autor(es): Silva, Eduardo Alexandre Ribeiro da
Palavras-chave: Envelhecimento ativo;Psicologia ambiental;Interação social;Comportamento socioespacial humano;Espaços abertos;Suporte socioambiental
Data do documento: 8-Set-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SILVA, Eduardo Alexandre Ribeiro da. Interação social e envelhecimento ativo: um estudo em duas praças de Natal/RN. 2014. 289f. Tese (Doutorado em Psicologia) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo: In view of the evident increase in the population group of people over 60 years old, the aging process has raised important discussions on social, political and economical planning that recommend that the increase in longevity must be followed by autonomy and well-being. Faced to these demands, the literature reports that physical activity is a key strategy to promote better living conditions for the elderly. Studies about personenvironment are making efforts to understand the socio physical environment role to encourage old people to make activities in many different environments. Among these, the urban public open space has been reported by many researches as a promising alternative in order to adopt a less sedentary life style. Based on these considerations, this study proposed to investigate the relationship between the social environment support elements and social interaction of seniors in public squares in the city of Natal, RN, using a multimethodological approach that included a experts panel, environmental characteristics analysis of 252 squares, case studies containing collective and individual interviews with elderly users and the spatial representation of their social interactions. The association between physical activities with the socialization practiced by them was identified as the main motivation for their presence in these places. The results indicate that the relationship between the socio-environmental characteristics (concept developed in this study) and the socio-spatial behaviors that include the spatial appropriation, spatial arrangements and interpersonal distances, helps to promote social interactions in carrying out activities, which, according to the assumptions Active Ageing Program, enable the maintenance of an active way of life, with important implications for health, wellness and quality of life in old age
metadata.dc.description.resumo: Face ao evidente aumento do contingente populacional das pessoas com mais de 60 anos, o processo do envelhecimento tem levantado importantes debates em áreas como planejamento social, político e econômico, os quais recomendam que o incremento da longevidade deve estar acompanhado de autonomia e qualidade de vida. Diante dessas demandas, a literatura relata que estar ativo tem sido uma das principais estratégias para a promoção de melhores condições de vida aos idosos, e os estudos no campo das relações pessoa-ambiente têm envidado esforços para compreender o papel dos diversos tipos de ambiente sociofísico para a estimulação da atividade em idosos. Dentre estes, os espaços abertos urbanos públicos tem sido relatados como alternativas promissoras na adoção de um estilo de vida menos sedentário. Com base nessas considerações, este estudo desenvolveu o conceito de suporte socioambiental e se propôs a investigar a relação entre seus elementos e a interação social de idosos em praças públicas da cidade de Natal-RN. Para tanto foi utilizada uma abordagem multimetodológica que incluiu: painel de especialistas, análise de características ambientais de 252 praças e dois estudos de caso contendo observações comportamentais, representação espacial dos comportamentos de interação social de idosos em praças, entrevistas coletivas e individuais com estes usuários. A associação entre a realização de atividades físicas e as formas de socialização por eles praticadas foi identificada como o principal agente motivador da presença de idosos nesses locais. Os resultados indicam que a interrelação entre elementos do suporte socioambiental e os comportamentos socioespaciais que envolvem a apropriação do espaço - principalmente arranjos espaciais e distâncias interpessoais - favorecem o estabelecimento de interações sociais relevantes para a estimulação na realização de atividades, as quais, segundo os pressupostos do Programa do Envelhecimento Ativo, são fundamentais para a manutenção de um estilo de vida ativo, com importantes implicações para a saúde, bem estar e qualidade de vida na velhice
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/19636
Aparece nas coleções:PPGPSI - Doutorado em Psicologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
EduardoAlexandreRibeiroDaSilva_TESE.pdf7,39 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.