Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19698
Título: Produção do espaço e reestruturação produtiva do setor de laticínio no Rio Grande do Norte
Autor(es): Silva, Rafael Pereira da
Palavras-chave: Produção do espaço;Reestruturação produtiva;Setor de laticínios;Rio Grande do Norte
Data do documento: 25-Mar-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SILVA, Rafael Pereira da. Produção do espaço e reestruturação produtiva do setor de laticínio no Rio Grande do Norte. 2014. 300f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo: Since the 1970s, Brazil has gone through several changes in its economic and productive structures, which have symbiotic relationship with the organization and dynamics of the Brazilian territory. This set of economic, social and technical-scientific transformations developed in the amid the productive capital restructuring, a process that occurs on a global scale, but that effective with particularities in different places. Adopting this presuposition the present research had as main objective analyze the productive restructuring of the dairy sector in Rio Grande do Norte, highlighting its relationship with production process / organization of space and its impact on the social relations of production. The adopted methodology to elaborate of this study was based on the achievement a bibliographic review with regard to proceedings of production of space and productive restructuring, document research about the dynamics of the dairy sector in Rio Grande do Norte, as well as on regulatory instructions governing the dairy production in Brazil, we achieve parallel secondary data collection, with official organs such as IBGE, EMATER and SINDLEITE. Another important methodological resource was the realization of the field research, which enabled us to empirically understand the distinct realities lived by agents acting on milk production system in Rio Grande do Norte. The analyzes performed nevertheless evidence that the restructuring process in the dairy sector is fomented, greatly by state,that finance, encourages and normatizes the production of milk in the country. In the specific case of Rio Grande do Norte, this process is boosted by the creation of "Programa do Leite," which by constituting of an institutional market, contributes to the strengthening and expansion of industries, the detriment of the artisanal processing sector. Nevertheless family farmers continue to act in the activity, be only producing and trading fresh milk, supplying milk to processing units, mediating the production of their peers or by the craft benefiting milk in traditional cheese factories presents in the entire state of Rio Grande do Norte. The results reveal that it is a complex web of social relations of production that are established at the heart of laticinista activity in the Rio Grande Norte, these are summarily marked by relations of competition and complementarity between industrial and artisanal processing of milk
metadata.dc.description.resumo: Desde a década de 1970, o Brasil tem passado por inúmeras transformações em suas estruturas econômicas e produtivas, as quais possuem relação simbiótica com a organização e dinâmica do território brasileiro. Esse conjunto de transformações econômicas, sociais e técnico-científicas desenvolve-se no bojo da reestruturação produtiva do capital, processo que ocorre em escala global, mas que se efetiva com particularidades nos diferentes lugares. Partindo dessa premissa a presente pesquisa teve como objetivo principal analisar a reestruturação produtiva do setor de laticínios no Rio Grande do Norte, destacando sua relação com o processo de produção/organização do espaço e seus reflexos sobre as relações sociais de produção. A metodologia adotada para elaboração deste trabalho pautou-se na realização de revisão bibliográfica acerca dos processos de produção do espaço e reestruturação produtiva, pesquisa documental sobre a dinâmica do setor de laticínios no Rio Grande do Norte, bem como sobre as instruções normativas que regulamentam a produção de derivados lácteos no Brasil, paralelamente efetuamos a coleta de dados secundários, junto a órgãos oficiais, como IBGE, EMATER e SINDLEITE. Outro importante recurso metodológico foi à realização da pesquisa de campo, a qual nos permitiu conhecer empiricamente as distintas realidades vivenciadas pelos agentes que atuam no sistema produtivo do leite no Rio Grande do Norte. As análises ora realizadas evidenciam que o processo de reestruturação produtiva do setor de laticínios é fomentado, sobremaneira, pelo Estado, que financia, incentiva e normatiza a produção de lácteos no país. No caso específico do Rio Grande do Norte, este processo é impulsionado pela criação do “Programa do Leite”, o qual por meio da constituição de um mercado institucional contribui para o fortalecimento e expansão das indústrias, em detrimento do setor artesanal de processamento. Ainda assim os agricultores familiares seguem atuando na atividade, seja somente produzindo e comercializando leite in natura, fornecendo leite para unidades de processamento, intermediando a produção de seus pares ou beneficiando artesanalmente o leite nas queijeiras tradicionais presentes em todo o estado do Rio Grande do Norte. Os resultados obtidos revelam que é complexa teia de relações de relações sociais de produção que se estabelecem no amago no amago da atividade laticinista no Rio Grande Norte, estas sendo sumariamente marcadas pelas relações de concorrência e complementariedade, entre os setores industrial e artesanal de processamento do leite
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/19698
Aparece nas coleções:PPGe - Mestrado em Geografia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RafaelPereiraDaSilva_DISSERT.pdf17,31 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.