Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19699
Título: O turismo de sol e praia e o circuito inferior da economia urbana: um estudo a partir da praia de Ponta Negra - Natal/RN
Autor(es): Medeiros, Thiago Belo de
Palavras-chave: Circuitos da economia urbana;Território usado;Turismo;Natal/RN;Ponta Negra
Data do documento: 26-Mar-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MEDEIROS, Thiago Belo de. O turismo de sol e praia e o circuito inferior da economia urbana: um estudo a partir da praia de Ponta Negra - Natal/RN. 2014. 199f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
metadata.dc.description.resumo: Paralelo ao conjunto de vetores modernos que se inserem na cidade de Natal/RN a partir da década de 1980 com o advento da atividade turística, surge uma parcela da população que sobrevive dos seus resultados: os trabalhadores de praia. Dessa forma, o presente trabalho teve como objetivo analisar os circuitos da economia urbana em Ponta Negra, a partir da complementaridade e concorrência oriunda da inserção da atividade turística e a expansão dos trabalhadores de praia, destacando a importância do circuito inferior na dinâmica socioeconômica da cidade. Isto porque o Brasil, com seu extenso litoral e suas belas paisagens naturais, atrai milhões de turistas nacionais e estrangeiros que frequentam sua costa o ano todo e aproveitam o clima tropical que predomina no país, ajudando a desenvolver o fenômeno turístico, atividade econômica e prática social. Contudo, há também a geração de uma nova forma de manifestação do circuito inferior da economia que ocorre através do exorbitante número de comerciantes, seja em estabelecimentos fixos ou como ambulantes. Assim, a partir do nosso recorte espacial, mostramos como uma praia é usada não somente como um dos principais lugares de lazer e usufruto do tempo livre, mas também como um lugar de trabalho para muitos agentes. Além disso, visamos atenuar a escassez de produção científica que versa sobre os trabalhadores de praia, mostrando sua forma de organização, a articulação com a economia do turismo e a precariedade do trabalho que os cerca. Para tanto, tomamos como referência analítica a teoria dos circuitos da economia urbana, proposta teórica do autor Milton Santos. Esta teoria interpreta a economia urbana dos países subdesenvolvidos por meio do reconhecimento da existência de dois circuitos econômicos, o circuito inferior e o circuito superior. Estes são frutos da existência de uma significativa parcela da população vivendo de atividades ocasionais ou com salário muito baixo, em detrimento de uma minoria com altos salários. Cria-se, então, na cidade, uma divisão entre os sujeitos que têm acesso aos bens e aos serviços de forma permanente, oferecidos pelo mercado, e aqueles que não têm esse acesso, mesmo sendo portadores das mesmas necessidades.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/19699
Aparece nas coleções:PPGe - Mestrado em Geografia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ThiagoBeloDeMedeiros_DISSERT_unprotected.pdf6,66 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.