Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19761
Título: Ecologia de comunidades e comportamento reprodutivo de anfíbios anuros em savana amazônica
Autor(es): Campos, Carlos Eduardo Costa de
Palavras-chave: Anuros;Savana amazônica;Amapá;Composição;Riqueza;Estrutura de comunidades;Comportamento reprodutivo
Data do documento: 23-Fev-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: CAMPOS, Carlos Eduardo Costa de. Ecologia de comunidades e comportamento reprodutivo de anfíbios anuros em savana amazônica. 2015. 147f. Tese (Doutorado em Psicobiologia) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: The Amazon savannas occur as isolated patches throughout extensive areas of forest in the states of Amapá, Amazonas, Pará, and Roraima. There is a considerable variation in the composition of anuran assemblages in the localities and phytophysiognomies of Amazon savannas and given the absence of studies on reproductive behavior, a systematic and geographically wide sampling has been carried out in the Amapá savanna, located in the Eastern Amazon. The study was conducted in a savanna area in the state of Amapá to examine the composition, ecology, and reproductive behavior of anuran amphibians. We carried out 24 field trips in each phytophysiognomy (gramineous-woody savana, gramineous-herbaceous-woody savana, park savana, and arboreal savanna); for analysis of reproductive behavior observations were made during the period January to December 2013, lasting four consecutive days. Samples were collected by active and acoustic search along 20 plots of 100x50 meters. Twenty-one anuran species were recorded, of which four are new records for the state of Amapá: Dendropsophus walfordi, Scinax fuscomarginatus, Pseudopaludicola boliviana e Elachistocleis helianneae. The KruskalWallis ANOVA revealed significant differences between richness and species diversity in the phytophysiognomies (p < 0.05). The Bray-Curtis similarity coefficient divided the phytophysiognomies into three groups: arboreal savana, gramineous-woody savanna and gramineous-herbaceous-woody savanna, and park savanna. According to the non-metric multidimensional scaling, the structure of the anuran community resulted in a separation into three phytophysiognomies, with significant differences in the structure of communities (ANOSIM, R = 0.823; p < 0.001). In the study of community ecology, the results obtained for spatial, temporal, and trophic niche breadth suggest that the assemblage of anurans of the Amapá savanna is not composed of predominantly generalist species. Also, the presence of other specialist anurans may explain the processes of speciation associated with the isolation of habitats, resulting in heterogeneity and spatial discontinuity in the phytophysiognomies with open formations. The null model analysis revealed that the community is structured based on temporal and trophic niche, indicating a significant influence of contemporary ecological factors on the assemblage. The absence of structure based on spatial niche might be explained by the spatial segregation in the distribution and occupation of anurans in the different phytophysiognomies of the Amapá savanna. Regarding the reproductive behavior of anurans, 11 species were classified as having a long breeding season, intrinsically associated with the rainy season and the reproductive mode of most species that lay egg clutches in lentic water bodies. Six reproductive modes were recorded and parental care was observed in Leptodactylus macrosternum and L. podicipinus, whose reproductive mode is characterized by foam nests. Regarding behavioral reproductive strategies, calling males were observed in all species of anurans, satellite males were recorded only for D. walfordi, Hypsiboas multifasciatus, S. nebulosus and S. fuscomarginatus; active search for females was observed for Phyllomedusa hypochondrialis and L. fuscus, and male displacement was recorded only for Rhinella major and R. margaritifera. Of the reproductive behaviors observed, throat and vocal sac display is associated with courtship and territorial behavior exhibited by males. In addition to courtship behavior, visual signals associated with courtship strategies were recorded for the anurans of the Amapá savanna.
metadata.dc.description.resumo: As Savanas amazônicas ocorrem em manchas disjuntas por extensas áreas de floresta nos Estados do Amapá, Amazonas, Pará e Roraima. Para essas áreas é reconhecida variação considerável na composição de espécies da anurofauna entre as localidades e as fitofisionomias das Savanas amazônicas; no entanto, em função da carência de estudos ecológicos, especialmente sobre comportamento reprodutivo, uma amostragem sistemática, especificamente na Savana amapaense, é relevante na Amazônia Oriental. Nessa perspectiva, foi estudada uma área de Savana no Estado do Amapá quanto à composição, ecologia e comportamento reprodutivo de anfíbios anuros. Para as amostragens dos anuros, foram realizadas 24 excursões para observacões e/ou coletas, de janeiro de 2009 a dezembro de 2010 em cada fitofisionomia (Savana gramíneo-lenhosa, Savana gramíneo-lenhosa arbustiva, Savana parque e Savana arbórea); para as análises do comportamento reprodutivo foram feitas observações durante o período de janeiro a dezembro de 2013, com duração de quatro dias consecutivos. As amostragens foram realizadas através de busca ativa e auditiva ao longo de 20 parcelas de 100x50 metros. Foram registradas 21 espécies de anuros, incluindo quatro novos registros de ocorrência para o Estado do Amapá: Dendropsophus walfordi, Scinax fuscomarginatus, Pseudopaludicola boliviana e Elachistocleis helianneae. A análise de variância de Kruskal-Wallis revelou diferenças significativas quanto a riqueza e a diversidade de espécies entre as fitofisionomias (p < 0.05). A análise de similaridade de Bray Curtis reconheceu as fitofisionomias em três grupos: Savana arbórea, Savana gramíneo lenhosa e gramíneo lenhosa arbustiva, e Savana parque. Através do Ordenamento por escalonamento não-métrico multidimensional, a comunidade de anuros resultou em agrupamentos distintos nas três fitofisionomias amostradas, com diferenças significativas (ANOSIM, R = 0.823; p < 0.001), indicando diferença na composição de espécies. No estudo de ecologia de comunidades, os valores obtidos para largura dos nichos espacial, temporal e trófico sugerem que as espécies de anuros da Savana amapaense é composta predominantemente por espécies generalistas. As análises de modelos nulos indicaram a ocorrência de estruturação na comunidade quanto aos nichos temporal e trófico, indicando influência significativa de fatores ecológicos contemporâneos nesse processo. A ausência de estrutura quanto ao nicho espacial pode ser explicada pela segregação espacial na distribuição e ocupação dos anuros nas diferentes fitofisionomias da Savana amapaense, resultante de especializações. As estratégias reprodutivas, 11 espécies de anuros foram classificadas com padrão de reprodução prolongado, intrinsecamente ligado ao período chuvoso e ao modo reprodutivo da maioria das espécies, que apresentaram desova em corpos d’água lênticos. Foram registrados seis modos reprodutivos, com cuidado parental para as espécies Leptodactylus macrosternum e L. podicipinus, que apresentaram modos reprodutivos caracterizados pelas desovas em ninhos de espuma. Quanto às estratégias reprodutivas comportamentais, a estratégia do macho vocalizador foi constatada em todas as espécies de anuros; a estratégia do macho satélite foi registrada apenas para as espécies D. walfordi, Hypsiboas multifasciatus, S. nebulosus e S. fuscomarginatus; a procura ativa por fêmeas foi registrada para as espécies Phyllomedusa hypochondrialis e L. fuscus e, a estratégia de macho deslocador ocorreu apenas em Rhinella major e R. margaritifera. Dos comportamentos reprodutivos registrados, a exibição da região gular e do saco vocal está relacionado ao comportamento de corte e territorialidade exibido pelos machos. Além dos comportamentos de corte, sinais visuais associados foram registrados para os anuros da Savana amapaense.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/19761
Aparece nas coleções:PPGPSICO - Doutorado em Psicobiologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CarlosEduardoCostaDeCampos_TESE.pdf4,33 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.