Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19855
Título: Consórcio de cártamo e feijão caupi: alternativa para a produção de biodiesel na agricultura familiar
Título(s) alternativo(s): Consortium safflower and cowpea bean: alternative for biodiesel production in family farm
Autor(es): Lima, Émile Rocha de
Palavras-chave: Carthamus tinctorius;Policultivos;Cultivo consorciado;Oleaginosa;Agricultura familiar;Vigna unguiculata
Data do documento: 20-Fev-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: LIMA, Émile Rocha de. Consórcio de cártamo e feijão caupi: alternativa para a produção de biodiesel na agricultura familiar. 2015. 67f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: The new development strategies should operate mainly in the areas of energy efficiency and sustainable agriculture. Thus, the substitution of fossil fuels with biofuels, such as biodiesel, is increasingly on the agenda. The cultivation of oilseed plants for biodiesel production must take place in integrated systems that enable best environmental benefits and are more economically significant. The objectives of this study were to assess the morphological, anatomic, and physiological characteristics of safflower (Carthamus tinctorius L., promising oilseed for biodiesel production) grown in monoculture and intercropping with cowpea bean (Vigna unguiculata L. Walp.); and identify socioeconomic family farmers and verify their acceptance about safflower as an energy crop. The methodology used for the analysis of safflower growth in monoculture and intercropped with beans, were morphoanatomical and histochemical analyzes, made with samples of plants grown in the field in two cropping systems throughout the range of the life cycle of these plants. There were no changes in growth and anatomy of plants, even in the consortium, which is satisfactory to indicate the intercropping system for those crops and can be a good alternative for the family farmer, who may have safflower as a source of income without giving up planting their livelihood. To check the acceptance of safflower by farmers, interviews were made to family farmers by Canudos agrovila in Ceará-Mirim/RN. It was noticed that many of them accept the introduction of safflower as oil crop, although unaware of the species, and that, being more resistant to drought, safflower help in the stability of families who depend on the weather conditions for success their current crops. In general, it is concluded that safflower has features that allows it to be grown in consortium for biodiesel production combined with the production of food, such as cowpea, and can be used enabling better development for family farmers.
metadata.dc.description.resumo: As novas estratégias de desenvolvimento devem atuar principalmente nas áreas de eficiência energética e agricultura sustentável. Desta forma, a substituição de combustíveis fósseis por biocombustíveis, como o biodiesel, está cada vez mais em pauta. O cultivo de plantas oleaginosas para a produção de biodiesel deve acontecer em sistemas integrados que permitam melhores benefícios ambientais e sejam mais significativos socioeconomicamente. Assim, os objetivos do presente estudo foram: avaliar as características morfoanatômicas e fisiológicas de plantas de cártamo (Carthamus tinctorius L., oleaginosa promissora para a produção de biodiesel) cultivadas em monocultivo e em consórcio com o feijão caupi (Vigna unguiculata L. Walp.); além de caracterizar socioeconomicamente agricultores familiares e verificar a aceitação deles acerca do cártamo como cultura energética. A metodologia utilizada para as análises de crescimento do cártamo em monocultivo e consorciado com o feijão, foram análises morfoanatômicas e histoquímicas, feitas com amostras de plantas cultivadas em campo, nos dois sistemas de cultivo. Não houve alterações no crescimento e anatomia das plantas, mesmo em consórcio, o que é satisfatório para indicar o sistema consorciado para essas culturas e pode ser uma boa alternativa para o produtor familiar, que pode ter o cártamo como fonte de renda, sem precisar abdicar de plantar sua fonte de subsistência. Para a verificação da aceitação do cártamo por agricultores, foram feitas entrevistas a agricultores familiares da agrovila Canudos, em Ceará-Mirim/RN. Percebeu-se que boa parte deles aceitam a introdução do cártamo como cultura oleaginosa, apesar de desconhecerem a espécie, além de que, por ser mais resistente à seca, o cártamo auxiliaria na estabilidade das famílias, que dependem das condições do clima para o sucesso de seus cultivos atuais. De maneira geral, conclui-se que o cártamo possui características que o permite ser cultivado em consórcio para a produção de biodiesel aliada à produção de alimentos, como o feijão caupi, e pode ser utilizado possibilitando melhor desenvolvimento para a agricultura familiar.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/19855
Aparece nas coleções:PRODEMA - Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
EmileRochaDeLima_DISSERT.pdf2,3 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.