Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19911
Título: Análise comparativa da imunoexpressão do IMP-3 e Ki-67 em queilites actínicas e carcinoma epidermóide de lábio inferior
Autor(es): Câmara, Adriana Costa de Souza Martins
Palavras-chave: Queilite;Carcinoma epidermóide;Imuno-histoquímica;IMP;Proliferação de células;Patologia
Data do documento: 26-Fev-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: CÂMARA, Adriana Costa de Souza Martins. Análise comparativa da imunoexpressão do IMP-3 e Ki-67 em queilites actínicas e carcinoma epidermóide de lábio inferior. 2015. 97f. Tese (Doutorado em Patologia Oral) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: Epithelial changes observed in actinic cheilitis (AC) and squamous cell carcinoma of the lower lip (LLSCC) are mainly caused by chronic exposure to ultraviolet rays (UV) and are studied using different immunohistochemical markers trying to evaluate the process of carcinogenesis. The objective of this study was to comparatively evaluate the expression of Ki-67 proteins and IMP-3 in AC and LLSCC to contribute with additional information on carcinogenesis in lower lip. A total of 33 cases of AC and 33 cases of LLSCC were studied, analyzed the clinical and pathological features and immunostaining of Ki-67 and IMP-3. Immunohistochemical analysis of Ki-67 was made through the determination of the proliferation index (PI) and subsequent classification of the cases according to the scores: 0 (0% positive cells) +1 (≤30%) + 2 (> 30% and ≤60%) and +3 (> 60%). For statistical tests cases were classified as unmarked (score 0), low expression (score +1) and high expression (scores +2 and +3). For the expression of IMP-3, the percentage of immunostained epithelial cells was established, and assigned scores: 0 (corresponding to 0%), +1 (up to 30% of positive cells); +2 (From 30% to 60% of immunostained cells) and +3 (over 60% of positive cells). Statistical tests chi-square test, Mann-Whitney and Wilcoxon were used. The significance level was 5%. Most AC chaos was male (78.8%) with mean age of 50 years and cases of LLSCC also were male (69.89%) with an average of 62 years. The Ki-67 was expressed in all cases of AC and in cases of LLSCC, predominantly in the two injuries the score 2, corresponding to 81.8% of cases in ACs and 54.5% in the CELI. The expression of IMP-3 in ACs occurred in 72.7% of cases, predominantly in 36.3% of LLSCC cases score 1. Already in the IMP-3 was expressed in 60.6% of cases, especially in 27.3% of the score of the cases 3. These results allow us to conclude that the expression of IMP3 and proliferative activity are early events in carcinogenesis independently lower lip state of change.
metadata.dc.description.resumo: Alterações epiteliais observadas em queilites actínicas (QA) e carcinomas epidermóides de lábio inferior (CELI) são causadas principalmente pela exposição crônica aos raios ultra-violetas (UV) e são estudadas usando diferentes marcadores imuno-histoquímicos procurando avaliar o processo da carcinogênese. O objetivo deste estudo foi avaliar comparativamente a expressão das proteínas Ki-67 e IMP-3 em QA e CELI a fim de contribuir com informações adicionais sobre a carcinogênese em lábio inferior. Foram estudados 33 casos de QA e 33 casos de CELI, sendo analisadas as características clínico-patológicas e a imunoexpressão do Ki-67 e IMP-3. A análise imuno-histoquímica do Ki-67 se deu através da determinação do índice de proliferação (IP) e subsequente classificação dos casos de acordo com os escores : 0 (0% de células positivas), +1(≤30%), +2 (>30% a ≤60%) e +3 (>60%). Para aplicação dos testes estatísticos os casos foram classificados em: sem marcação (escore 0), baixa expressão (escore +1) e alta expressão (escores +2 e +3). Para a expressão do IMP-3, foi estabelecido o percentual de células epiteliais imunomarcadas, sendo atribuídos os escores: 0 (correspondeu a 0%), +1 (até 30% das células positivas); +2 (entre 30% a 60% de células imunomarcadas) e +3 (acima de 60% das células positivas). Foram utilizados os testes estatísticos Qui-quadrado de Pearson, Mann-Whitney e Wilcoxon. O nível de significância adotado foi de 5%. A maioria dos caos de QA foi do sexo masculino (78,8%), com média de idade de 50 anos e dos casos de CELI também predominou o sexo masculino (69,89%) com média de 62 anos. O Ki-67 se expressou em todos os casos de QAs bem como nos casos de CELI, predominando nas duas lesões o escore 2, correspondendo a 81,8% dos casos nas QAs e 54,5% nos CELI. A expressão do IMP-3 nas QAs ocorreu em 72,7% dos casos, com predominância em 36,3% dos casos do escore 1. Já nos CELI o IMP-3 se expressou em 60,6% dos casos, com predominância em 27,3% dos casos do escore 3. Estes resultados nos permite concluir que a expressão do IMP3 e da atividade proliferativa são eventos precoces na carcinogênese de lábio inferior independente do estado da alteração.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/19911
Aparece nas coleções:PPGPO- Doutorado em Patologia Oral

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AdrianaCostaDeSouzaMartinsCamara_TESE.pdf3,32 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.