Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20048
Título: Desempenho zootécnico dos camarões: Litopenaeus vannamei e Macrobrachium rosenbergii em tanques rede e aquicultura familiar na comunidade de Bebida-Velha, RN
Título(s) alternativo(s): Performance of shrimps Litopenaeus vannamei livestock Macrobrachium rosenbergii in cages and aquaculture family in Bebida Velha community, RN
Autor(es): Medeiros, Priscila Maria Oliveira Campos
Palavras-chave: Litopenaues vannamei;Macrobrachium rosenbergii;Gaiolas;Comunidade tradicional
Data do documento: 10-Fev-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MEDEIROS, Priscila Maria Oliveira Campos. Desempenho zootécnico dos camarões: Litopenaeus vannamei e Macrobrachium rosenbergii em tanques rede e aquicultura familiar na comunidade de Bebida-Velha, RN. 2015. 111f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: The study aims to evaluate the performance and identify lesions of agonistic interactions of Macrobrachium rosenbergii in different densities cages (chapter 1); compare the growth performance of shrimp M. rosenbergii and Litopenaus vannamei cages (chatper 2); in addition the study aimed at identifying the knowledge and practices of a traditional community of farmers Bebida-Velha, in the city of Pureza / RN, practicing rural family and aquaculture, as well as tracing the community socioeconomic profile and evaluate the management that these farmers use in shrimp farming Macrobrachium rosenbergii (chapter 3). To perform the experiments (chapter 1 and 2) shrimp species L. vannamei and M. rosenbergii were weighed on a digital scale and transferred to cultures in cages. The cages had 1m³, with 5mm mesh between us and were closed on top with screen to avoid predators (birds, insects). The animals remained in adaptation for fifteen days before the start of data collection (each experiment). Both experiments lasted seventy days, totaling eighty-five days cultivation. During the cultures, animals were fed pelleted feed for shrimp at 10% of their biomass with 35% crude protein, offered in feed trays twice a day during the hours (7:00 am and 14:00 pm). The remnants in the tray were removed after 2h of permanence to calculate intake. To determine the performance parameters, some samples were taken every 10 days. The results of both experiments were analyzed using the STATISTIC 7.0 (2004). In Chapter 1 experiment were applied5 treatments were applied with 5 replications each: D5 - 5 animals/m2 ; D10 - 10 animals/m2 ; D15 - 15 animals/m2 ; D20 - 20 animals/m2 ; D25 - 25 animals/m2 . To this, were distributed 25 cages randomly in two masonry nurseries. The end of the experiment the lesions were verified and quantified. The chapter 2 experiment began when the shrimp reached the same age (eighty-four days) and was used the density of 25 shrimp / m2 with 4 repetitions. For the realization of chapter 3 were applied semi-structured interviews by direct approach of Bebida Velha of settlers practicing aquaculture activity, tilapia producers and community shrimp. Data were tabulated and analyzed according to the responses obtained by the participants. Therefore, the amount of damage increased with increasing stocking density. The density of 10 freshwater shrimp/m² showed the best conditions for a better performance in cages. It can be concluded that in cages, the cultivation of species of fresh water shrimp M. rosenbergii had better zootechnical indexes than the cultivation of marine shrimp species L. 9 vannamei. It was possible to verify that the activities of which the interviewees practice guarantee a good quality of life and income for them. We find that respondents have traditional and local knowledge, and also may be interested in the cultivation of the species M. rosenbergii.
metadata.dc.description.resumo: O estudo visa avaliar o desempenho zootécnico e identificar as lesões das interações agonísticas do camarão Macrobrachium rosenbergii em diferentes densidades em tanques rede (capítulo 1); comparar o desempenho zootécnico dos M. rosenbergii e Litopenaeus vannamei em tanques rede (capítulo 2); além de conhecer os saberes e fazeres de uma comunidade tradicional de aquicultores de Bebida-Velha, no município de Pureza/RN, que praticam a aquicultura rural e familiar, bem como traçar o perfil socioeconômico da comunidade e avaliar o manejo que estes aquicultores utilizam no cultivo de camarões M. rosenbergii (capítulo 3). Para realizar os experimentos (capítulo 1 e 2) os camarões das espécies L. vannamei e M. rosenbergii foram pesados em balança digital e transferidos a cultivos em tanques rede. Os tanques rede possuíam 1m³, com malha de 5 mm entre nós e foram fechados em cima com tela para evitar a ação de predadores (aves, insetos). Os animais permaneceram em adaptação por quinze dias antes do início da coleta de dados (de cada experimento). Os dois experimentos duraram setenta dias, totalizando oitenta e cinco dias de cultivo. Durante os cultivos, os animais foram alimentados com ração peletizada para camarão em 10% da sua biomassa, com 35% de proteína bruta, ofertada em bandejas de alimentação duas vezes por dia nos horários (7:00 h e 14:00 h). A sobra na bandeja foi retirada após 2h de permanência para calcularmos o consumo. Para determinar os parâmetros zootécnicos, biometrias foram realizadas a cada 10 dias. Os resultados dos dois experimentos foram analisados através do programa STATISTIC 7.0 (2004). No experimento do capítulo 1 foram aplicados 5 tratamentos, com 5 repetições cada: D5 - 5 animais/m2 ; D10 - 10 animais/m2 ; D15 - 15 animais/m2 ; D20 - 20 animais/m2 e D25 - 25 animais/m2 . Para isso, 25 tanques rede foram distribuídos aleatoriamente em 2 viveiros de alvenaria. No final do experimento as lesões foram verificadas e quantificadas. O experimento do capítulo 2 teve início quando os camarões alcançaram a mesma idade (oitenta e quatro dias) e foi utilizado a densidade de 25 camarões/m2 com 4 repetições. Para a realização do capítulo 3, foram aplicadas entrevistas semi-estruturadas através de abordagem direta dos assentados de Bebida Velha praticantes da atividade de aquicultura, produtores de tilápia e camarão da comunidade. Os dados coletados foram tabulados e analisados de acordo com as respostas obtidas pelos participantes. Portanto, foi constatado que a quantidade de lesões aumentou com o aumento 7 da densidade de estocagem e que a densidade de 10 camarões de água doce/m² apresentou as melhores condições para obter um melhor desempenho em tanques rede. O cultivo em tanques rede da espécie de camarão de água doce M. rosenbergii teve melhores índices zootécnicos do que o cultivo da espécie de camarão marinho L. vannamei. Foi possível verificar que as atividades das quais os entrevistados praticam, garantem uma boa qualidade de vida e renda para eles, além disso, os entrevistados possuem conhecimento tradicional do saber e fazer, e também se mostram interessados no cultivo da espécie M. rosenbergii.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20048
Aparece nas coleções:PRODEMA - Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PriscilaMariaOliveiraCamposMedeiros_DISSERT.pdf1,64 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.