Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20072
Título: O corpo em Michel Onfray
Autor(es): Oliveira, Rayane Monaliza da Nóbrega
Palavras-chave: Ascetismo;Hedonismo;Corpo;Educação Física
Data do documento: 27-Fev-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: OLIVEIRA, Rayane Monaliza da Nóbrega. O corpo em Michel Onfray. 2015. 174f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: This inquiry looks it to think of the body through Hedonistic Philosophy of Michel Onfray. To compose his written, the philosopher launches strong criticism to the asceticism (constituted by the philosophical tradition and by the monoteístas religions), accusing it of despise the body and the pleasure of his teachings, anchored by the Christian moral. However, his philosophy defends the hedonismo and emphasizes the pleasure as an ethical / moral beginning, which aims the other as much as the individual himself, elevating the body and his potentialities through five senses. The contemplated philosophy allowed us think on the Physical Education, area wich, traditionally, was tied to the execution of disciplinary tasks of the body, disregarding the sensibility of his pedagogic practice. In this scenery, there is an ideal of body that attacks us daily, intensified by this area, which turns in the ethical problem of the body. From then, we launch our questions: From Michel Onfray philosophy, how the body shapes between the asceticism and the hedonismo?, What are the possible implications for the Physical Education? Ruled in the method of the Hedonistic Materialism, proposed by Michel Onfray, we think about this inquiry on two central points that contemplate our categories of study to be known: Glorious body and Loose living Body. We resort to Michel Onfray´s books, as well as, interviews given by the author in magazines / newspapers to help in our inquiry intentions. For the approach ethics / esthetics in the Physical Education, we use the texts of Silvino Santin and Hugo Lovisolo. Besides, we brought the cinema dialog. We classify this inquiry as a true Odyssey that transported us to unknown places and as a return to other already visited. This travel provided teachings that will help our wisdom on how survive the life, alerting us for the worship to the body like the cultivation of ourselves, and not as search of reaching physical standards stipulated by the society in force.
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa busca pensar o corpo a partir da Filosofia Hedonista de Michel Onfray. Para compor seus escritos, o filósofo lança fortes críticas ao ascetismo (constituído pela tradição filosófica e pelas religiões monoteístas), acusando-o de desprezar o corpo e o prazer de seus ensinamentos, ancorados pela moral cristã. Em contrapartida, sua filosofia defende o hedonismo que prima pelo prazer como princípio ético/moral, o qual visa o outro tanto quanto o próprio indivíduo, enaltecendo o corpo e suas potencialidades através dos cinco sentidos. A filosofia contemplada nos permitiu pensar sobre a Educação Física, área que, tradicionalmente, esteve atrelada à execução de tarefas disciplinadoras do corpo, desconsiderando a sensibilidade de sua prática pedagógica. Nesse cenário, há um ideal de corpo que nos acomete diariamente, intensificado por esta área, o que resulta no problema ético do corpo. A partir de então, lançamos nossas questões de estudo: como o corpo se configura entre o ascetismo e o hedonismo, a partir da filosofia de Michel Onfray? Quais são as possíveis implicações para a Educação Física? Pautados no método do Materialismo Hedonista, proposto por Michel Onfray, pensamos nesta pesquisa acerca de dois eixos centrais que contemplam nossas categorias de estudo, a saber: Corpo Glorioso e Corpo Libertino. Para atender nossas intenções de pesquisa, recorremos aos livros de Michel Onfray, traduzidos no Brasil, assim como, entrevistas concedidas pelo autor a revistas/jornais. Para tratar da abordagem ética/estética na Educação Física, utilizamos os textos de Silvino Santin e Hugo Lovisolo. Ademais, trazemos o cinema para nosso diálogo. Pensamos nesta pesquisa como uma verdadeira Odisseia que nos transportou tanto a lugares desconhecidos, quanto possibilitou um retorno a outros já visitados. Esta viagem nos proporcionou ensinamentos para auxiliar nossa sabedoria de bem viver a vida, alertando-nos para o culto ao corpo como o cultivo de si, e não como busca de alcançar padrões corporais estipulados pela sociedade vigente.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20072
Aparece nas coleções:PPGEF - Mestrado em Educação Física

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RayaneMonalizaDaNobregaOliveira_DISSERT.pdf1,44 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.