Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20083
Título: A motivação de licenciandos em música sob a perspectiva da teoria da autodeterminação
Autor(es): Araújo, Isac Rufino de
Palavras-chave: Motivação;Teoria da autodeterminação;Escala de motivação acadêmica;Licenciandos em música
Data do documento: 19-Fev-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: ARAÚJO, Isac Rufino de. A motivação de licenciandos em música sob a perspectiva da teoria da autodeterminação. 2015. 136f. Dissertação (Mestrado em Música) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: This research had as main aim to verify the motivational quality of music students at four public universities in the Northeast of Brazil, based on the Self-Determination Theory (SDT). This perspective was proposed by Edward Deci and Richard Ryan (1985, 2000, 2008a, 2008b), and considers the qualitative aspects of motivation. It defends that the individuals have a natural tendency to self-regulation; it adopts the concept of internalizations through a continuum of self-determination conceived in the mini-theory of organismic integration. The research presents a descriptive, exploratory and correlational approach. To collect data, it was submitted a self-report questionnaire, based on the Academic Motivational Scale, translated and validated by Guimarães and Bzuneck (2008), which allow us to verify the motivation types according to a selfdeterminational continuum. According to this application, the instrument has shown evidence of satisfactory validity, with a good internal consistence and correlations from weak to moderate scale. The obtained data were collected from 380 music students, analyzed through a descriptive and inferential statistics, considering a few procedures: frequencies, averages, standard deviation, factorial analysis, internal consistence analysis through Cronbach Alpha, Pearson’s correlational analysis and variance analysis. The analyzed data show that high averages in the evaluation of self-determined motivation and low evaluation in demotivation and less autonomy motivation. Many students revealed strong intention to conclude the course. It was identified less autonomous motivation and more motivation among the students with intention to work in other areas, some of them concluded the final training process in Music Course, and say that they are in this course because they had no other option. We conclude that those graduated in Music Course, represented in this sample, show a good motivational quality. But after a few time there is a tendency in decreasing autonomous motivation because of some requirements of an academic course. In this sense, the courses must create strategies to maintain a self-determined behavior so that students can realize their autonomous motivation, identifying its importance, value and meaning along the Course.
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa teve como objetivo geral verificar a qualidade motivacional dos licenciandos em música em quatro universidades públicas do Nordeste, sob a perspectiva da Teoria da Autodeterminação (TAD). Proposta por Edward Deci e Richard Ryan (1985, 2000, 2008a, 2008b), a TAD abrange os aspectos qualitativos da motivação e afirma que todos os indivíduos têm uma propensão natural à autorregulação, por isso ela adota o conceito de internalização, representada por meio de um continuum de autodeterminação previsto na miniteoria da integração organísmica. A presente pesquisa é de natureza descritiva, exploratória e correlacional. Como técnica de coleta de dados, foi aplicado um questionário de autorrelato, a Escala de Motivação Acadêmica (EMA), traduzida e validada por Guimarães e Bzuneck (2008), a qual permite verificar os tipos de motivação conforme o continuum de autodeterminação. Nesta aplicação, o instrumento apresentou evidências de validade satisfatórias, com boa consistência interna e correlações de fracas a moderadas. Os dados obtidos da amostra de 380 licenciandos em música foram analisados através da estatística descritiva e inferencial, por meio de alguns procedimentos: frequências, médias, desvio padrão, análise fatorial, análise de consistência interna por meio do alpha de Cronbach, análise de correlação de Pearson e análise de variância. Os dados apontam as maiores médias na avaliação das formas de motivação mais autodeterminadas e as médias mais baixas na avaliação da desmotivação e das formas menos autônomas de motivação. Grande parte dos alunos revelou forte intenção de concluir o curso. Apresentaram menor motivação autônoma e maior desmotivação os alunos com intenção de atuar em outras áreas, que já passaram pelo estágio e que estão no curso porque não tiveram outra opção. Concluímos que o licenciando em música, representado nesta amostra, apresenta boa qualidade motivacional, no entanto, com o passar do tempo há uma tendência em diminuir a motivação autônoma mediante as pressões inerentes a um curso superior. Neste sentido, os cursos devem criar estratégias para manter o comportamento autodeterminado nos alunos e fortalecer a motivação autônoma fazendo-os perceber importância, valor e significado no curso.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20083
Aparece nas coleções:PPGMUS - Metrado em Música

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
IsacRufinoDeAraujo_DISSERT.pdf2,24 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.