Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20183
Title: Prevalência e fatores associados à diminuição da função pulmonar em obesos em pré-operatório de cirurgia bariátrica
Authors: Corte, Renata Cristina
Keywords: Obesidade;Antropometria;Espirometria
Issue Date: 26-Jan-2015
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: CORTE, Renata Cristina. Prevalência e fatores associados à diminuição da função pulmonar em obesos em pré-operatório de cirurgia bariátrica. 2015. 35f. Dissertação (Mestrado em Fisioterapia) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Portuguese Abstract: Introdução: Obesos apresentam alterações na função pulmonar e na mecânica respiratória, entretanto, pouco se sabe em relação à prevalência de piora da função respiratória quando é considerado o aumento da adiposidade central ou periférica ou obesidade geral. Objetivos: Analisar a associação entre fatores antropométricos de adiposidade e a diminuição da função pulmonar em obesos. Materiais e Métodos: Foram elegíveis para o estudo indivíduos obesos (IMC≥30kg/m2 ) em pré-operatório de cirurgia bariátrica e encaminhados pelo Ambulatório de Tratamento da Obesidade e Doenças Relacionadas, localizado no Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), no período de outubro de 2005 e julho de 2014. A avaliação incluiu informações clinicas e aferição das medidas antropométrica (índice de massa corporal (IMC), índice de adiposidade corporal (IAC) e circunferências de cintura (CC) e pescoço (CP)) e espirométricas. A prevalência e a análise por Regressão de Poisson foi realizada considerando as seguintes variáveis desfecho: Capacidade Vital Forçada (CVF), Volume Expiratório Forçado no primeiro segundo (VEF1) e Ventilação Voluntária Máxima (VVM), como variáveis preditoras, se considerou: IMC, IAC, CC e CP e como variáveis de controle: idade, gênero, história de tabagismo e comorbidades (diabetes melitus, dislipidemia e hipertensão arterial). Para a análise estatística foi utilizado software Statistical Package for Social Science (SPSS - versão 20.0). Resultados: Foram analisados 384 indivíduos, 75% mulheres, com média de IMC: 46,6 (±8,7) Kg/m2 , de IAC: 49,26 (±9,48) %, de CC:130,84 (±16,23) cm e de CP: 42,3 (±4,6) cm. A maior prevalência de CVF e VEF1 < 80% foi observada nos indivíduos com CP acima de 42 cm, seguido daqueles com IMC acima de 45 Kg/m2 . A análise multivariada por regressão de Poisson, mostrou como fatores de risco associados à CVF <80%, as variáveis: CP acima de 42 cm (odds ratio (OR) 2,41) e IMC acima de 45Kg/m2 (OR 1,71). Já para VEF1 <80% do predito, todas as variáveis preditoras se mostraram associadas, sendo a maior OR apresentada pela CP (3,40). A VVM não mostrou associação com nenhuma variável estudada. Conclusão: Indivíduos com CP acima de 42 cm apresentaram maior prevalência de redução da função pulmonar e a CP foi a medida que apresentou maior associação com a função pulmonar reduzida nos obesos.
Abstract: Introduction: Obesity shows changes in pulmonary function and respiratory mechanics, however, little is known regarding the prevalence of worsening respiratory function when considering the increase in central or peripheral adiposity or general obesity. Objectives: To analyze the association between anthropometric adiposity and decreased lung function in obese. Materials and Methods: Patients eligible for this study obese individuals (IMC≥30kg/m2) in pre-bariatric surgery and referred for Treatment Clinic of Obesity and Related Diseases, located at the University Hospital Onofre Lopes (HUOL), from October 2005 and July 2014. The evaluation included clinical information and measurement of anthropometric measures (body mass index (BMI), body fat index (BFI) and waist circumference (WC) and neck (NC)) and spirometric. The prevalence and analysis by Poisson regression was performed considering the following outcome variables: forced vital capacity (FVC), forced expiratory volume in one second (FEV1) and Maximum Voluntary Ventilation (MVV) and as predictor variables were considered: BMI, IAC, WC and NC and as control variables: age, gender, smoking history and comorbidities (diabetes mellitus, dyslipidemia and hypertension). Statistical analysis was performed using Statistical Package for Social Sciences software (SPSS - version 20.0). Results: We analyzed 384 individuals, 75% women, mean BMI: 46.6 (± 8.7) kg/m2, IAC: 49.26 (± 9.48)%, WC: 130.84 (± 16.23) cm and NC: 42.3 (± 4.6) cm. The higher prevalence of FVC and FEV1 <80% was observed in individuals with NC above 42 cm, followed those with a BMI above 45 kg/m2. Multivariate analysis using Poisson regression showed as risk factors associated with FVC <80%, the variables: NC above 42 cm (odds ratio (OR) 2.41) and BMI over 45Kg/m2 (OR 1.71 ). As for FEV1 <80% predicted, all predictor variables were associated, with the largest odds presented by the NC (3.40). MVVV was not associated with any studied varaible. Conclusion: Individuals with NC above 42 cm had higher prevalence of reduced lung function and the NC was the measure with the highest association with reduced lung function in obese.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20183
Appears in Collections:PPGFS - Mestrado em Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RenataCristinaCorte_DISSERT.pdf888,08 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.