Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20265
Título: O saber na perspectiva psicanalítica de orientação freudo-lacaniana: um estudo teórico
Autor(es): Teixeira, Ana Isaura Benfica
Palavras-chave: Aprender;Pesquisa teórica;Psicanálise;Saber
Data do documento: 31-Jul-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: TEIXEIRA, Ana Isaura Benfica. O saber na perspectiva psicanalítica de orientação freudo-lacaniana: um estudo teórico. 2015. 96f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: This work came from a research question, namely authorizing a child to learn, lifted from the care of a child of 09 years in the school service of a private university located in Natal, whose complaint referred to a learning disorder more specifically, not the formalization of reading and writing. To undertake a survey of the Lacanian psychoanalytic - Freudian literature on learning, we find the concept of knowledge as fundamental to the analysis of this issue which led us to investigate the history of its co nstruction in Freud and Lacan, with a view to shed light on their relationship to learn. This is a theoretical type of research with the proposal to revisit the concept of knowledge in the work of Freud and Lacan's teaching, in which case only served as th e trigger point of this work. We found that in both these authors, the concept of knowledge is associated to the unconscious exclusively and can be hinged to learn the way of the desire to know. It concludes that learning is a process that involves the unconscious knowledge. Consequently, learning disorders may be linked to the impossible into play in the know about the desire to find himself alienated the significant of what operates as forbidden to know when not referred only or also of teaching and / or educational aspects. This shows us that the complaints that come to the clinic can illustrate dilemmas experienced by the speaking, related to subjective questions. Deviations from the possibility of learning may indicate in these cases, a manifestation of what is singular and very impossibility of generalization when it comes to subjects. With this, also attest that the relations of the subject with knowledge effect in learning processes.
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho partiu de uma questão de investigação, a saber, o que autoriza uma criança a aprender, levantada a partir do atendimento a uma criança de 09 anos no serviço escola de uma universidade privada localizada em Natal, cuja queixa remetia a uma desordem de aprendizagem, mais especificamente, a não formalização da leitura e da escrita. Ao empreender um levantamento da bibliografia psicanalítica freudo-lacaniana sobre o aprender, encontramos o conceito de saber como fundamental para a análise desta questão o que nos levou a investigar a trajetória da sua construção em Freud e Lacan, na perspectiva de lançar luzes à sua relação com o aprender. Trata-se de uma pesquisa do tipo teórica com a proposta de revisitar o conceito de saber na obra de Freud e ensino de Lacan, na qual o caso serviu apenas como disparador da questão deste trabalho. Encontramos que em ambos os autores citados, o conceito de saber encontra-se associado de forma exclusiva ao inconsciente, podendo ser articulado ao aprender pela via do desejo de saber. Conclui-se que a aprendizagem é um processo que implica o saber inconsciente. Conseqüentemente, as desordens de aprendizagem podem articular-se ao impossível em jogo no desejo de saber, ao encontrarem-se alienadas a significantes daquilo que opera como proibido ao saber, quando não referidas apenas ou também de aspectos pedagógicos e/ou escolares. Isso nos demonstra que as queixas que chegam à clínica podem ilustrar impasses vividos pelo falante, relacionados a questões subjetivas. Os desvios à possibilidade do aprender podem indicar, nesses casos, uma manifestação daquilo que é singular e da própria impossibilidade de generalização quando se trata de sujeitos. Com isso, atestamos também que as relações do sujeito com o saber produzem efeitos nos processos de aprendizagem.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20265
Aparece nas coleções:PPGPSI - Mestrado em Psicologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AnaIsauraBenficaTeixeira_DISSERT.pdf641 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.