Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20277
Título: A relação forma e significado em versões da Bíblia
Autor(es): Magalhães, Rodrigo Santos
Palavras-chave: Versões bíblicas;Relação forma-função;Processos de compreensão textual;Linguística funcional centrada no uso
Data do documento: 1-Abr-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MAGALHÃES, Rodrigo Santos. A relação forma e significado em versões da Bíblia. 2015. 117f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: This paper analyses the texts of two distinct versions of the protestant Bible, namely: Almeida, Revista e Corrigida (ARC) and Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH). In this sense, it investigates the linguistic-textual configurations of such versions with the aim of identifying relevant differences between them and the implications for attribution of meaning between the first and the latter. The Bible is a book of historic influence and its importance is not limited only to the religious realm, but is also considered by many as a work of high literary value. It currently remains in full and wide circulation in the historic, religious and cultural contexts. Furthermore, this book gathers important discursive and textual-linguistic aspects worthy of investigation, especially, if the fact of contrasting its different versions is considered. From the two biblical versions (ARC and NTLH), three distinct discursive genres are of interest (poem, parable and epistle), with five texts from each version, resulting in a total of ten texts. In this sense, we are also interested in the various typological sequences involved in the organization of the discursive genres selected, observing if the predominance of such sequences implies in greater or lesser facility/difficulty of comprehension. We also utilized as a support for analysis the reading protocols of diverse informants, taking into consideration the religious beliefs, the level of education and age, with an aim to verify if the formal differences of the selected texts and the social profile of readers could cause possible changes to the process of text comprehension. To carry out the analysis, we used Usage-Based Linguistics (or Cognitive-Functional Linguistics) as a theoreticalmethodological support, which encompasses contributions from the North American functional tradition and cognitive linguistics.
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho analisa textos de duas versões distintas da Bíblia da vertente protestante, a saber: a Almeida, Revista e Corrigida (ARC) e a Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH). Nesse sentido, investiga as configurações linguístico-textuais dessas versões, com o objetivo de identificar diferenças consideráveis entre elas e implicações na atribuição de sentido de uma e de outra. A Bíblia é um livro com influência histórica e sua importância não se limita somente à esfera religiosa, sendo também considerada, por muitos, como uma obra de alto valor literário. Ela continua em plena e ampla circulação no contexto histórico-religioso-cultural do mundo de hoje. Além disso, esse livro reúne aspectos discursivos e linguístico-textuais importantes a serem investigados, especialmente, se considerado o fato de podermos confrontar suas diferentes traduções. Das duas versões bíblicas (ARC e NTLH), interessam-nos particularmente três gêneros discursivos distintos (poema, parábola e epístola), sendo cinco textos de cada versão, o que resulta num total de dez textos. A esse respeito, consideramos, ainda, as variadas sequências tipológicas envolvidas na organização dos gêneros discursivos selecionados, observando se a predominância de uma dessas sequências implica maior ou menor facilidade/dificuldade de compreensão. Utilizamos, também, como suporte de análise, protocolos de leitura de informantes diversificados, levando em consideração o credo religioso, o grau de escolaridade e a faixa etária, a fim de verificar se as diferenças formais dos textos escolhidos e o perfil social dos leitores motivam possíveis alterações no processo de compreensão textual. Para a realização da análise, tomamos como suporte teórico-metodológico a Linguística Funcional Centrada no Uso (ou Linguística Cognitivo-Funcional), a qual aglutina contribuições da tradição funcionalista norte-americana e da Linguística Cognitiva.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20277
Aparece nas coleções:PPGEL - Mestrado em Estudos da Linguagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RodrigoSantosMagalhaes_DISSERT.pdf1,42 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.