Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20348
Título: Opistobrânquios (mollusca: heterobranchia) do Rio Grande do Norte, Brasil, incluindo 34 novas ocorrências
Autor(es): Melo, Marlon Delgado
Palavras-chave: Taxonomia;Novas ocorrências;Lesma marinha;Distribuição geográfica
Data do documento: 29-Mai-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MELO, Marlon Delgado. Opistobrânquios (mollusca: heterobranchia) do Rio Grande do Norte, Brasil, incluindo 34 novas ocorrências. 2015. 170f. Dissertação (Mestrado em Sistemática e Evolução) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: The taxonomy is the foundation of any science involving biodiversity, such as ecology and biogeography. Among marine invertebrates, mollusks gastropods are among the most diverse groups. The subgroup “Opisthobranchia” have a reduction, or absence internalization of calcareous shell and also has the highest diversity of forms of gastropods. It is estimated that there are between 5000 and 6000 species around the globe, among these, are reported to approximately 235 Brazil, with only 12 recorded for the state of Rio Grande do Norte. This project aims to taxonomic survey of opistobrânquios the coast of Rio Grande do Norte, Brazil. For this were carried out expeditions to the coastal beaches of this state. Some opistobrânquios were collected directly in the field, while others were separated in laboratory collected substrates (ie, macroalgae, gravel and small loose rocks). The collections are given manually on the reefs in the region intertidal, or through free and scuba diving (sublitoral). The species found were measured and photographed in vivo in laboratory Didactic II of the Department of Botany, Ecology and Zoology at UFRN. The identification of specimens was made by comparing the diagnostic characters of each group, based on the literature. 34 new records for the coast of the infants were found, among them, four new records as well to the northeast, as well as three new records for Brazil and the Southern Atlantic. This survey contributed thus to a better estimate of opistobrânquios fauna of North coast Rio Grande. It is believed that more studies are needed involving different ecological, biological and biogeographical aspects of opistobrânquios in Brazil and especially in the Northeast.
metadata.dc.description.resumo: A taxonomia é a base de qualquer ciência que envolva biodiversidade, como a ecologia e biogeografia. Entre os invertebrados marinhos, os moluscos gastrópodes são um dos grupos mais diversos. O grupo “Opistobranchia” apresentam redução, internalização ou ausência da concha calcária, e apresenta também a maior diversidade de formas entre os gastrópodes. Estima-se que existam entre 5000 e 6000 espécies em todo globo terrestre, dentre estas, aproximadamente 235 são reportadas para o Brasil, com apenas 12 registradas para o estado do Rio Grande do Norte. O presente projeto visa o levantamento taxonômico dos opistobrânquios no litoral do estado do Rio Grande do Norte, Brasil. Para isto foram realizadas expedições às praias do litoral deste estado. Alguns opistobrânquios foram coletados diretamente no campo, enquanto outros foram separados em laboratório de substratos coletados (i.e., macroalgas, cascalho e pequenas rochas soltas). As coletas se deram manualmente sobre os arrecifes na região entre-marés, ou através de mergulhos livres e autônomos (sublitoral). As espécies encontradas foram medidas e fotografadas in vivo no Laboratório Didático II do Departamento de Botânica, Ecologia e Zoologia da UFRN. A identificação dos espécimes foi feita através da comparação dos caracteres diagnósticos de cada grupo, embasada na literatura específica. Foram encontrados 34 novos registros para o litoral do RN, dentre estes, quatro novos registros também para o nordeste, assim como três novas ocorrências para o Brasil e Atlântico Sul. O presente levantamento contribuiu, portanto, para uma melhor estimativa da fauna de opistobrânquios do litoral norte rio-grandense. Acredita-se que são necessários mais estudos que envolvam diferentes aspectos ecológicos, biológicos e biogeográficos dos opistobrânquios no Brasil e especialmente no Nordeste.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20348
Aparece nas coleções:PPGSE - Mestrado em Sistemática e Evolução

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MarlonDelgadoMelo_DISSERT.pdf55,98 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.