Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20422
Título: Corpo, percepção e cultura de movimento no cinema
Autor(es): Lopes, Raphael Ramos de Oliveira
Palavras-chave: Corpo;Percepção;Cultura de movimento;Fenomenologia;Cinema
Data do documento: 24-Jul-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: LOPES, Raphael Ramos de Oliveira. Corpo, percepção e cultura de movimento no cinema. 2015. 221f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: The film directly influences the lives of individuals by what the visible and the invisible of its moving images show in their aesthetic appreciation. The relationship between body, perception and movement in cinematography point new horizons of meaning for us to broaden our gaze on understanding the physicality and movement culture, which allows us to create other ties to enlarge the sensitive knowledge of the body and movement to the área of Physical Education. The starting point was the opportunity to identify and describe the expressions of body and movement enabled by kinesthetic perception we have of filmic images, relating them to the understanding of movement culture, as well as pointing horizons for aesthetic knowledge of physical education, given the close relationship between body, perception and expression. The research method of the phenomenological thinking of the French philosopher Merleau-Ponty, basing on three aspects which are interlinked: the lived experience, intentionality of consciousness and the phenomenological reduction. As a research technique used in this study imaginative variation as phenomenological strategy, recognizing that bodily and mental processes are presente in the imaginative act. Thus, we conducted an aesthetic appreciation of some Works of filmmaker Carlos Saura (Marriage of blood, Iberia,Tango, Fados), through a sheet of films I describe some technical aspects of cinema, relating them to the understanding of body and motion culture. We recognize the films in question truly significant aspects so we can think about the sensitive knowledge of physical education in the face of bodily experience, the scheme body, the faces, the atitudes of the body present in time and space, whose moving images extend the way we view and see the body moving beyond the ordinary life. In this, the various themes of life and own speeches of Physical Education is the cinematic experience an extension of our vision given by real connivance with the imaginary, enabling other ways of seeing and thinking on the subject of corporeality and human movement, by through the perceptual experience that in the cinema, awakens the poetic dimension of the body to make this a work of art.
metadata.dc.description.resumo: O cinema influencia diretamente a vida dos sujeitos por aquilo que o visível e o invisível de suas imagens móveis evidenciam na sua apreciação estética. As relações entre o corpo, a percepção e o movimento na cinematografia apontam para novos horizontes de significações para que possamos ampliar o nosso olhar para a compreensão sobre a corporeidade e a cultura de movimento, o que nos permite criar ainda outros vínculos para ampliarmos o conhecimento sensível do corpo e do movimento para a área da Educação Física. Para tanto, partimos do ensejo de identificar e descrever as expressões do corpo e do movimento possibilitadas pela percepção cinestésica que temos das imagens fílmicas, relacionando-as com a compreensão de cultura de movimento, bem como apontar horizontes para o conhecimento estético da educação física, relacionando o corpo, a percepção e a expressividade. O método de pesquisa utilizado parte do pensamento fenomenológico do filósofo francês Merleau-ponty, fundamentando-nos em três aspectos que se encontram interligados: a experiência vivida, a intencionalidade da consciência e a redução fenomenológica; como técnica de pesquisa será utilizado nesse estudo a variação imaginativa, reconhecendo que os processos corporais e mentais se fazem presentes na imaginação. Assim, realizamos uma apreciação estética de algumas obras do cineasta Carlos Saura (Bodas de sangue, Ibéria, Tango, Fados), por meio de uma Ficha de filmes, em que descrevemos alguns aspectos técnicos do cinema, relacionando-­os com a relação entre o corpo e a cultura de movimento; reconhecemos nos filmes em questão aspectos deveras significativos para que possamos pensar sobre o conhecimento sensível da Educação Física em face da experiência corpórea, das fisionomias, das atitudes do corpo presentes no tempo e espaço, cujas imagens em movimento ampliam a nossa forma de ver e de perceber o corpo em movimento para além da vida comum. Nessa perspectiva, os diversos temas da vida e dos próprios discursos da Educação Física encontram no próprio refletir a extensão do nosso olhar dada pela conivência do real com o imaginário, possibilitando outros modos de ver e pensar sobre os diversos temas da corporeidade e da motricidade humana, por meio da experiência perceptiva que, no cinema, desperta a dimensão poética do corpo para fazer deste uma obra de arte.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20422
Aparece nas coleções:PPGEF - Mestrado em Educação Física

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RaphaelRamosDeOliveiraLopes_DISSERT.pdf2,72 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.