Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20424
Título: Filogeografia de anfíbios da diagonal de áreas abertas da América do Sul
Autor(es): São Pedro, Vinícius de Avelar
Palavras-chave: Caatinga;Cerrado;Chaco;Delimitação de espécies;Dermatonotus;Filogeografia;Taxonomia
Data do documento: 29-Mai-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SÃO PEDRO, Vinícius de Avelar. Filogeografia de anfíbios da diagonal de áreas abertas da América do Sul. 2014. 129f. Tese (Doutorado em Ecologia) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo: The ‘dry diagonal’ is a very diverse and biogeographically important region in South America. However, its diversity is still underestimated and little is known about the processes that originated its biota. To investigate the relevance of geological and climatic events in the diversification processes, we conducted a multilocus range-wide approach for Dermatonotus muelleri, a fossorial frog endemic to the dry diagonal. We found two geographically structured lineages, well defined in both mitochondrial (NAD2) and nuclear (POMC and TMEM) genes. The estimates of lineage divergence, between the Miocene and Pliocene, corroborate the idea that Neogene orogeny events were crucial for the main diversification events in the dry diagonal. The influence of Pleistocene climatic fluctuations appears restricted to population size changes of one of the lineages. A great genetic divergence and distinctive ecological niches between lineages suggest the existence of a cryptic non-described species. Partially contrasting with previous works, our results reinforce the need for additional phylogeographic studies approaching other taxa as the only way to better understand the biogeographic history in the dry diagonal.
metadata.dc.description.resumo: A diagonal de áreas abertas, ou “diagonal seca”, é uma região de grande riqueza de espécies e reconhecida importância biogeográfica na América do Sul. Formada por Caatinga, Cerrado e Chaco, sua diversidade ainda está subestimada e pouco se conhece acerca dos processos que deram origem à sua biota. Para investigar a importância de eventos geológicos e climáticos nos processos de diversificação, foi realizada uma abordagem genética multilocus de ampla abrangência geográfica em dois grupos de anfíbios (Dermatonotus muelleri e Phyllomedusa grupo hypochondrialis). Os dados moleculares foram interpretados à luz da teoria da coalescência e inferência bayesiana. Técnicas como rede de haplótipos, reconstrução filogeográfica, modelagem de nicho, testes de migração e ABC foram utilizadas como análises complementares. Foram reconhecidas duas linhagens distintas em Dermatonotus, que se diferenciaram durante eventos orogênicos do Mioceno/Plioceno. A influência das variações climáticas do Pleistoceno se limitaram a mudanças no tamanho populacional de uma das linhagens. Em Phyllomedusa, foram identificadas ao menos quatro linhagens geograficamente estruturadas. Uma complexa história de diversificação explica o surgimento dessas linhagens, começando por especiação alopátrica durante o Neógeno, envolvendo o soerguimento do Planalto Central e oscilações na vazão do Rio São Francisco, até os eventos de expansão e retração dos biomas durante o Pleistoceno. Os resultados do presente estudo colaboram com a taxonomia dos gêneros Dermatonotus e Phyllomedusa e, sobretudo, contribuem com a compreensão dos processos de diversificação nos biomas abertos da América do Sul.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20424
Aparece nas coleções:PPGE - Doutorado em Ecologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ViniciusDeAvelarSaoPedro_TESE.pdf3,46 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.