Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20467
Título: Efeito do estrogênio na memória para objetos em ratas Wistar: estampa temporal
Autor(es): Leal, Júlio César de Oliveira
Palavras-chave: Ciclo estral;Estampa temporal;Reconhecimento de objetos
Data do documento: 28-Ago-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: LEAL, Júlio César de Oliveira. Efeito do estrogênio na memória para objetos em ratas Wistar: estampa temporal. 2015. 93f. Dissertação (Mestrado em Psicobiologia) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: Previous studies have demonstrated an effect of the estrogen in hippocampus dependent memory. For example, proestrous rodents outperforming diestrous rodents, estrogen high levels and estrogen low levels, respectively. Besides its circadian modulation, memory is also subjected to the 24-h time stamp phenomenon, in which memory recall is best when the circadian times of the testing and training match. The aim of this study was investigated the effect of estrogen on memory recall on matching times or non matching times in an object recognition task, and identify if changes which ocurr during the estrous cycle on locomotor activity rhythm modulate the cognitive performance. We used 59 young adult female Wistar rats, arranged in 3 groups: intact (n = 34), sham-operated (n = 10) and ovariectomized (n = 15). Animals were trained and tested in matching times (ZT 14 - ZT 14) or non matching times (ZT 14 - ZT 18), testing made on proestrous or estrous phase. The results demonstrated that rats tested in proestrous phase explore more the new object than the old object, independent of the circadian coincidence between training and testing phases. Whatever, when the tests were made during estrous phase, we found the time stamp memory in na object recognition task. In ovariectomized groups, rats failured in memory recall of new object on matching times and non matching times in na object recognition task. Moreover, the acrophase of the locomotor activity rhythm changed according to the phase of estrous cycle, later on proestrous. But no correlations were found between acrophase and c ognitive performance in an object recognition task. We suggest that high levels of estrogen facilitate memory recall regardless of time of the day. Additionally, changes on locomotor activity rhythms according to the estrous cycle in Wistar rats that is exclusively in acrophase, don’t influence cognitive performance on object recognition task.
metadata.dc.description.resumo: No ciclo estral, há uma variação nos níveis de hormônios sexuais, tal como o estrogênio. Estudos demonstram a influência do estrogênio na cognição em tarefas dependentes do hipocampo. Por exemplo, roedores no proestro obtêm melhor desempenho do que roedores no estro, altos e baixos níveis de estrogênio respectivamente. A estampa temporal evidencia a influência da ritmicidade circadiana sobre o comportamento e a cognição. A evocação de memória é observada somente quando os horários do treino e do teste coincidem. Neste estudo, investigamos o efeito do estrogênio na evocação de memória na tarefa do reconhecimento e o efeito do estrogênio no ritmo circadiano de atividade locomotora.Utilizamos ratas Wistar jovens adultas. No Experimento 1, ratas na fase de proestro ou na fase de diestro foram treinadas na tarefa do reconhecimento de objetos. Seguindo um intervalo de 24 ou 28 horas, quando as ratas estavam na fase de estro ou na fase de proestro respectivamente, elas foram testadas. No Experimento 2, ratas sem ovários e ratas submetidas a cirurgia sham no diestro foram treinadas na tarefa do reconhecimento de objetos. Seguindo um intervalo de 24 ou 28 horas foram testadas, ratas sem ovários e ratas sham na fase de proestro foram testadas. Os resultados do experimento 1 demonstram que ratas em proestro gastaram mais tempo explorando o objeto novo que o objeto antigo independente da coincidência de fases circadianas, entretanto ratas no estro apenas gastaram mais tempo explorando o novo objeto que o objeto antigo quando o teste foi realizado no mesmo horário que o treino. Os resultados do experimento 2 demonstram que nenhuma diferença com relação a exploração dos objetos novo e antigo foi observada nas ratas sem ovários, e as ratas sham gastaram mais tempo explorando o objeto novo que o objeto antigo, independente da coincidência de fase circadianas. Quanto a ritmicidade, a acrofase do ritmo mudou conforme a fase do ciclo estral, ocorrendo mais tarde no proestro. Juntos, estes resultados sugerem que níveis elevados de estrogênio facilitam evocação de memória, independente do horário. Além disso, alterações nos parâmetros rítmicos conforme a fase do ciclo estral são exclusivamente na acrofase.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20467
Aparece nas coleções:PPGPSICO - Mestrado em Psicobiologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JulioCesarDeOliveiraLeal_DISSERT.pdf6,35 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.