Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20486
Título: Pereiras e Carvalhos: uma história da espacialização das relações de poder (Serra Talhada - PE)
Autor(es): Soares, Cristiano Emerson de Carvalho
Palavras-chave: Sertão;Lutas entre famílias;Território;Espacialização
Data do documento: 24-Ago-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SOARES, Cristiano Emerson de Carvalho. Pereiras e Carvalhos: uma história da espacialização das relações de poder (Serra Talhada - PE). 2015. 149 f. Dissertação (Mestrado em História) – Programa de Pós-Graduação em História. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 2015.
Resumo: The end of the nineteenth century the first three decades of the twentieth century, the average Hinterland Pernambuco Pajeú and especially the city of Serra Talhada (Vila Bela), became the scene of a war very old between Pereira and Carvalho families. The bloods of ostentation and coats in Vila Bela, eventually contribute to a spatial process of power relations between a rural leadership, in the case of Pereiras, and an urban leadership, the Carvalhos. City field and took shape as conquest of territories and maintaining power. The objective of this study is to analyze the theoretical and methodological concepts of power and spatial as well as territory as a fundamental spatial category to understand the conflict between the Families Pereira and Carvalho in the municipality of Vila Bela, current Serra Talhada, as a historical episode of spatial power relations in Brazil of the early twentieth century.
metadata.dc.description.resumo: Do final do século XIX as primeiras três décadas do século XX, o Sertão do médio Pajeú pernambucano e principalmente o município de Serra Talhada (Vila Bela), se transformaram em palco de uma guerra quase que secular entre as famílias Pereira e Carvalho. A ostentação de sangues e brasões em Vila Bela, acabou por contribuir para um processo de espacialização das relações de poder entre uma liderança rural, no caso dos Pereiras, e uma liderança urbana, os Carvalhos. Campo e Cidade se configuraram como territórios de conquista e manutenção de poder. O objetivo deste trabalho é analisar os conceitos teórico-metodológicos de poder e espacialização, além de território como categoria espacial fundamental para compreender o conflito entre as Famílias Pereira e Carvalho no município de Vila Bela, atual Serra Talhada, como um episódio histórico de espacialização das relações de poder no Brasil do início do século XX.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20486
Aparece nas coleções:PPGH - Mestrado em História

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CristianoEmersonDeCarvalhoSoares_DISSERT.pdf1,71 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.