Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20674
Título: Economia criativa e estratégia como prática social: uma abordagem teórico-empírico-conceitual a partir de ambientes criativos de grupos musicais
Autor(es): D'Amore, Ticiano Maciel
Palavras-chave: Economia criativa;Estratégia como prática;Grounded theory;Envolvimento adaptativo;Redes sociais;Individuação;Indiferenciação
Data do documento: 19-Nov-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: D'AMORE, Ticiano Maciel. Economia criativa e estratégia como prática social: uma abordagem teórico-empírico-conceitual a partir de ambientes criativos de grupos musicais. 2015. 190f. Tese (Doutorado em Administração) - Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: This study seeks to identify how creative environments of musical groups are configured in the Strategy as Practice perspective as theoretical, empirical and conceptual models. It develops within the theoretical framework, discussions on the context of the Creative Economy, Creative Industries, creative environment, organizational paradigm of Creative Economy, music as a creative environment and business, design and dynamics of Strategy as Practice and conjecture about the contextualism and other epistemological currents. The study is shaped as an exploratory and descriptive research, utilizing the qualitative method and being characterized as a Grounded Theory. A total of four musical groups of different styles, markets and areas of operation with over ten years of activity were surveyed. The Grounded Theory and simple observation methods were used for both data collection and analysis. The software ATLAS.ti. was used to help with the analysis. The research shows that the bands perceive the specialized expertise in the virtual social media as a strategic differentiator. It also shows that the groups nourish individuation and the differentiation in their relationship with the individual. Finally, it validates that these organizations get teams involved and value the dynamic design of their routines in strategic decision making, paying attention to a strategic social bias. Strategy and Creative Practice is the main category that emerged from the data. This category is explained through the three aforementioned results. It shows that organizations that are part of the Creative Economy perform simultaneously and dynamically creative and strategic making at both artistic and managerial levels.The theory created is validated by the principles of degree of coherence, functionality, relevance, flexibility, density and integration, and it is inserted in the contextualism principle, which points the knowledge as related to the context in which it is placed and discussed.
metadata.dc.description.resumo: O presente estudo busca compreender de que forma ambientes criativos de grupos musicais se configuram na perspectiva da Estratégia como Prática como concepção teórico-empírico-conceitual. Desenvolve no arcabouço teórico discussões sobre o contexto da Economia Criativa, a Indústria Criativa, o ambiente criativo, o paradigma organizacional da Economia Criativa, a música como um ambiente criativo e de negócio, concepção e dinâmica da Estratégia como Prática e as conjecturas acerca do contextualismo e de outras correntes epistemológicas. Configura-se como uma pesquisa exploratório-descritiva, utilizando o método qualitativo e se caracterizando como uma Grounded Theory. Ao todo, quatro bandas musicais de estilos, mercados e áreas de atuação distintas, com mais de dez anos de atuação, foram pesquisadas. Tanto para a coleta quanto para a análise dos dados, foi utilizado o método da Grounded Theory e da observação simples, e a análise foi auxiliada pelo software ATLAS.ti. A pesquisa mostra que os grupos estudados percebem a atuação especializada nas mídias sociais virtuais como diferencial estratégico. Demonstra também que as bandas fomentam a individuação e diferenciação no seu relacionamento com o indivíduo. Por fim, atesta que essas organizações envolvem as equipes e valorizam a concepção dinâmica de suas rotinas para tomar decisões estratégicas, dando atenção a um viés social da estratégia. A categoria central Estratégia como Prática Criativa que emergiu dos dados é explicada através dos três resultados supracitados e revela que organizações inseridas na Economia Criativa realizam de forma simultânea e dinâmica o fazer criativo e estratégico nos âmbitos artístico e gerencial. A teoria gerada torna-se validada pelos princípios grau de coerência, funcionalidade, relevância, flexibilidade, densidade e integração, bem como se insere na corrente do contextualismo, a qual aponta o conhecimento como relativo ao contexto em que está inserido e no qual é discutido.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20674
Aparece nas coleções:PPGA - Doutorado em Administração

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TicianoMacielDamore_TESE (1).pdf2,85 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.