Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20684
Title: Dialética do trabalho e libertação humana na teoria de Karl Marx
Other Titles: Labor dialetics and human liberation in the theory of Karl Marx
Authors: Farias, Tarcísio Fagner Aleixo
Keywords: Trabalho;Atividade humana;Indivíduos vivos;Estranhamento;Liberdade
Issue Date: 6-Oct-2015
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: FARIAS, Tarcísio Fagner Aleixo. Dialética do trabalho e libertação humana na teoria de Karl Marx. 2015. 182f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Portuguese Abstract: A presente tese tem por objetivo fornecer uma contribuição sobre o papel do trabalho no processo de libertação humana em Karl Marx. A libertação humana se inicia através do trabalho, na medida em que esta categoria representa, ontologicamente, a atividade em que o homem primeiramente se torna capaz de dispor dos elementos naturais para elaborar a sua própria vida material. O trabalho enquanto atividade sensível de indivíduos vivos é também o ponto de partida epistemológico, pois os estudos marxianos partem sempre do questionamento da atividade diária dos trabalhadores. Na prática, no entanto, os indivíduos encontram determinadas condições naturais e sociais dadas que limitam a sua autonomia. Quando se trata de analisar sociedades específicas, sobretudo aquelas que existem classes antagônicas, entram em cena outras categorias como a propriedade privada, o estranhamento, a mercadoria e o capital. Marx entende a sociedade como um processo de síntese entre as condições historicamente dadas e a ação dos indivíduos que dentro de cada contexto possuem sempre uma esfera de liberdade para agir. Com sua teoria Marx pretende fornecer aos trabalhadores elementos que permitam a estes direcionar suas lutas em direção ao “reino da liberdade” ou “associação de indivíduos livres”, na qual se realiza o aspecto positivo do trabalho. O “reino da liberdade” não se confunde com o reino do ócio e nem tampouco com uma sociedade do trabalho forçado, trata-se de uma sociedade em que os indivíduos trabalham obrigatoriamente pouco tempo, possuindo tempo livre para realizar tarefas as quais se inclinam. Determinados trabalhos, aqueles mais livres e criativos, serão considerados libertários por Marx na medida em que desenvolve as capacidades físicas e espirituais dos indivíduos.
Abstract: This thesis aims toprovide a theoretical contributionon the role of laborin human liberation as postulated by Karl Marx. Human liberationbegins throughlabor, inasmuch as this category represents, ontologically, the activity in which manbecomes primarily capable of harnessing the natural elements in order to set up his own material life. Laboras sensitive activity of living individualsis also the epistemological starting point, since Marx studiesalways beginfromthe questioning of the daily activity of workers. In practice, however, individuals find given conditions in nature and society that limit their autonomy. When it comes to analyzing specific societies, especially those in which opposing classes exist, other categories come into play, such as private property, strangeness, commodity and capital. Marx understands societyas a synthetical processbetween historically given conditionsand actions from individuals that, within each context, always possess a sphere of freedom in which they can act. With his theory, Marx intends to provide workers with elements that allow them to push theirstruggles towards the “kingdom of freedom” or “community of freely associated individuals”, in which the positive aspect of labor is realized. “Kingdom of freedom” does not mean a laborless kingdom, nor does it mean a society based on forced labor. It is a society in which individuals mandatorily have less working time, opening up free time to accomplish tasks they are inclined to do. Certain labors, those that are more free and creative, are considered by Marx to be liberating, inasmuch as they developindividuals’ physical and spiritual capabilities.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20684
Appears in Collections:PPGCS - Doutorado em Ciências Sociais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DialéticaTrabalhoLibertacao_Farias_2015.pdf792,58 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.